No ano passado, o mercado da beleza foi dominado pelo lançamento de Fenty Beauty – a grife de maquiagens de Rihanna que propôs uma beleza mais plural com 40 tons diferentes de base – pelo boom da Kylie Cosmetics – que fez a caçula da família Kardashian tornar-se a mais jovem bilionária da história segundo a Forbes -, pela chegada da Too Faced ao Brasil e pela saída da Lush, que mesmo com pouquíssimas lojas, fazia bastante sucesso por sua pegada ecológica e seus famosos shampoos em barra.

A ecologia e o veganismo, aliás, deram o tom das tendências de beleza do ano passado: marcas “cruelty-free” – que não são testadas em animais – e com matéria-prima 100% vegana ganharam destaque. Nessa vibe aqui no Brasil foi o momento da Lola, uma brand de produtos capilares com embalagens divertidas e consciência ecológica. Lá fora, a tatuadora Kate Von D lançou sua linha de maquiagens totalmente vegana e fez o maior sucesso.

Os cabelos por um lado seguiram uma tendência já de alguns anos de adotar os fios mais naturais. Adeus ao formol! Mais mulheres assumiram seus cabelos crespos e cacheados. Mesmo os fios tratados optaram por produtos mais naturais que não agridem tanto o cabelo. De outro lado a radicalização total: fios longuíssimos com apliques e perucas das mais extravagantes e tranças coloridíssimas.

Sobrancelhas ultra marcadas através de micropigmentação e lápis para sobrancelha. Sombras e batons quase sempre em tons de nude, iluminador e contorno também ultra marcado.

Neste ano, as coisas mudaram um pouquinho. Algumas de beleza tendências continuaram, mas várias outras surgiram, mas fique tranquilo, nós explicamos tudo:

Fator Meghan Marlke

A família Real Britânica sempre foi e continua sendo uma grande fonte de inspiração para o mundo fashion, Meghan Markle não é diferente. Seu make para o casamento surpreendeu a todos: você nunca verá um membro da realeza casando de sombra preta e batom vermelho, é verdade, mas a duquesa de Sussex foi além na simplicidade. Deixando suas sardinhas à mostra, ela optou por um visual mais natural, nada de luminadores. Base, contorno suave, primer, batom, blush, sombra, rímel e delineador. Quase tudo Dior. Resultado: a partir de então o mundo da beleza passou a pensar ainda mais em makes suaves que não tentem esconder todas as “imperfeições” e a Dior passou a ser ainda mais queridinha das blogueiras e amantes da maquiagem.

Óleos para o rosto

Pelo menos desde 2016, quando Alicia Keys anunciou que não usaria mais maquiagem, passamos a pensar a beleza não somente como maquiagem, mas também como produtos para cuidado da pele. Desde então, mais produtos surgem e se popularizam com esta finalidade. Este é o ano dos óleos para a pele. Se você acompanha algum youtuber de beleza com certeza já viu eles pingarem as milagrosas gotinhas no rosto. As finalidades são muitas: hidratação, conservação da flexibilidade, combate a sinais de envelhecimento e outros tratamentos mais específicos. As marcas também são das mais diversas, mas as mais badaladas são Body shop e Clinique

Beauty Blender

No ano passado, a beauty blender ficou famosa por causa da Beauty Blender Challenge, uma brincadeira que consistia em mandar a foto de uma esponja de maquiagem para alguém que não entende nada makes para ver se eles adivinham o que é. Neste ano, a marca da esponjinha que virou febre no mundo todo, lançou sua primeira linha de bases. Com uma excelente cobertura e encaixe especial para as esponjas, as bases foram um sucesso de vendas, mas vêm recebendo críticas pela falta de cores escuras: entre os 32 tons, apenas 4 são aplicáveis à pele negra.

Sombras coloridas

Chega de nude! Agora será a vez das cores nas sombras. Vermelho e rosa são as mais usadas, mas há espaço para a criatividade com roxo, azul, verde, amarelo e até laranja. As composições serão em sua maioria monocromáticas, variando bem pouco o tom.

Volta do gloss

Depois de alguns anos do reinado do batom matte os lábios cintilantes voltam com tudo. Seguindo a tendência de volta dos anos 2000, o gloss bem brilhoso e algumas vezes até coloridos, bem Meninas Malvadas, estão por aí novamente. Há alguns meses a Fenty Beauty lançou sua primeira linha de gloss confirmando a volta do brilho labial. Além dos lábios, o gloss também vem sendo usado nos olhos, aplicado com um pincel, substituindo sobras iluminadoras.

Intervenções cirúrgicas

Nos  últimos anos todos falavam em bixectomia para intensificar o efeito do contorno e diminuir as bochechas e em preenchimento labial para alçar os lábios Kylie Jenner. Já neste ano só se fala em preenchimento de olheiras: uma intervenção que “tatua” o contorno dos olhos com uma tinta com a cor da sua pele. Mas também é bom lembrar que outra tendência dos últimos anos que continua neste e provavelmente nos próximos é o body positivity, ou positividade corporal, que é a ideia de aceitar e amar nosso corpo assim como ele é, sem intervenções estéticas ou cirúrgicas.