8 de dezembro de 2019
Despedida da Andaluzia
 
Sevilha vem fechar com chave de ouro nosso passeio por essa região mágica da Espanha. A cidade, que é a quarta maior do país, é famosa por seus pontos turísticos únicos, sua história, obras arquitetônicas de diversas épocas, a vida universitária e muita cultura.
 
Para hospedagem, uma excelente opção é o Grand Luxe Hostel, que é bem central, ao lado da Catedral e das ruas onde a noite é mais animada na cidade, repletas de bares e restaurantes. Na cidade faz-se tudo caminhando. Mesmo que um ponto turístico fique um pouco afastado do outro, perder a oportunidade de admirar essa cidade caminhando por entre suas obras arquitetônicas e os pés de laranja – sim, há laranjeiras por toda a cidade e é um charme! – seria loucura.
 
A Catedral de Santa Maria da Sede ou Catedral de Sevilha, é a maior da Espanha e uma das maiores do mundo. Foi declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1987. De estilo gótico, sua construção iniciou-se no início do século de XV.
Exterior e interior da Catedral. Foto: Aquivo Pessoal / Divulgação.
Exterior e interior da Catedral. Foto: Aquivo Pessoal / Divulgação.

Bem próximo à Catedral fica a entrada para Os Reales Alcázares de Sevilla, um complexo de palácios composto por edifícios de diferentes épocas. Mais um exemplo da arquitetura árabe, o complexo lembra muitas vezes o Alhambra.

Foto: Aquivo Pessoal / Divulgação.
Foto: Aquivo Pessoal / Divulgação.
Com salas muito interessantes, como uma onde os espanhóis planejavam as grandes navegações, passa-se meio dia ali facilmente. Existem ainda magníficos jardins. Inclusive, ali foi a locação utilizada no seriado Game of Thrones para o “Highgarden”.
 
Foto: Aquivo Pessoal / Divulgação.
Foto: Aquivo Pessoal / Divulgação.
Um dos lugares mais incríveis de Sevilha – e de toda a Europa, arrisco dizer – é a Plaza de Espanha. Projetada pelo arquiteto sevilhano Aníbal González, sua construção iniciou-se no ano de 1914.
 
04
Foto: Aquivo Pessoal / Divulgação.
Sua grandiosidade faz-nos ficar abismados. A construção é um formato semicircular, apresenta em sua estrutura decorações que mencionam todas as províncias da Espanha em azulejos e seus muros estão decorados com bustos de espanhóis ilustres. Há ainda um lago que segue sua estrutura, onde se pode alugar um barco para aproveitar mais o passeio e admirar a construção.
Foto: Aquivo Pessoal / Divulgação.
Foto: Aquivo Pessoal / Divulgação.
Outro ponto muito famoso na cidade é a Torre Del Oro, que foi erguida para vigilância e evitar possíveis invasões pelo rio Guadalquivir, onde a torre fica às suas margens. Mais tarde, serviu como prisão e atualmente abriga um museu naval.
Torre Del Oro. Foto: Aquivo Pessoal / Divulgação.
Torre Del Oro. Foto: Aquivo Pessoal / Divulgação.
Rio Guadalquivir visto a partir da Torre. Foto: Aquivo Pessoal / Divulgação.
Rio Guadalquivir visto a partir da Torre. Foto: Aquivo Pessoal / Divulgação.
Para encerrar esse tour que abusa das grandiosas construções da cidade, passando por sua história, chegamos à uma das mais incríveis obras da arquitetura contemporânea: o Metropol Parasol.
Foto: Aquivo Pessoal / Divulgação.
Foto: Aquivo Pessoal / Divulgação.
Situado na Praça La Encarnación, na zona antiga de Sevilha, teve sua construção finalizada em 2011. Desenhado pelo arquiteto alemão Jürgen Mayer-Hermann, a obra tem 150m x 70m e uma altura aproximada de 26 metros e é a maior estrutura de madeira do mundo. Há ainda nele, terraços panorâmicos abertos ao público (existe até um restaurante ali), para deixar a vista da cidade ainda melhor.

 

Sem dúvida Sevilha tornou-se uma de minhas cidades favoritas. Espero que tenham gostado tanto quanto eu! 

Por Letícia Vilela

Show Full Content
Previous Critica – Rock em Cabul
Next 33 rapazes, 1 moça e 200 milhões de espectadores

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

NEXT STORY

Close

Crítica (2): O Filme da Minha Vida

29 de julho de 2017
Close