A Woo! esteve presente no segundo dia do festival “Lollapalooza”, que ocorreu nos dias 25 e 26 de março no Autódromo de Interlagos, em São Paulo.

Esta edição foi histórica e ainda mais eclética que dos outros anos, recebendo desde “Metallica” até Martin Garrix, todos os públicos estavam presentes. Dentro de um ambiente muito bem organizado e cheio de atividades interativas, as idades e personalidades se confundiam formando um só público. Desde “Duran Duran” até o cantor de rap “The Weeknd”, foi traçado um caminho mínimo musical que dispôs à todos o melhor que um festival pode trazer.

“A gente vem para cá por causa de um artista, e acaba conhecendo outros sensacionais” disse Henrique, de 23 anos, que saiu do Rio de Janeiro para ver a banda “The Strokes” na noite fria de domingo. Eles incendiaram o palco Skol enquanto acontecia shows de dois dos melhores dj’s da atualidade: “Flume” e “Martin Garrix”, shows em que o público aproveitava encarecidamente depois de uma performance espetacular de “The Weeknd” e “Melanie Martinez”, juntamente com uma tarde maravilhosa de artistas indie rock, dubstep e mil e um estilos.

Foto: Divulgação/The Strokes

“Two door cinema club”, “Catfish and the bottleman”, “Vance Joy”, “Daniel Groove” e “Céu” fizeram a tarde de domingo dos frequentadores assíduos do festival. “A gente vem uma vez e vicia, já vou comprar do outro ano!”, disse Letícia, que já bateu carteirinha pelo terceiro ano consecutivo. Ela falou que ano passado conheceu “Alabama Shakes” e se encantou. Este ano a paixão da vez é “Vance Joy”.

Música boa, ambiente bom, food trucks e brinquedos por todo o lugar, fazem compensar as filas para pegar uma cerveja ou o trem lotado na volta. Apesar destes encontros e desencontros o “Lollapalooza” continua sendo o maior festival de diversidade musical do mundo.

Por Julia Reis