A segunda guerra mundial talvez seja o conflito mais retratado no cinema até hoje, e não seria para menos já que foi um dos eventos mais impactantes da humanidade nos últimos 100 anos. E por conta disso, já foi mostrado vários pontos de vista desse período no cinema. Por isso, vamos fazer uma lista com 5 filmes sobre segunda guerra mundial que merecem ser assistidos, todos eles mostrando um aspecto dessa época.

5 – A queda: Hitler e o fim do terceiro reich (2005)

Esse filme alemão conta a história dos últimos momentos de Hitler antes de sua morte, quando o ditador alemão estava escondido em seu bunker com família e oficiais. A história começa sendo narrada pela secretária de Hitler dizendo que a guerra já está perdida e a cidade já está quase toda tomada pelos inimigos, aos poucos o enredo vai se aprofundando mais na atmosfera claustrofóbica que realmente parece não mostrar saída nenhuma para os seus personagens que assistem a figura de seu líder definhar no meio de seus delírios de superioridade mesmo quando a guerra já tem como certo seu desfecho.

Esse filme vale a pena ser visto porque: pela atuação incrível de Bruno Ganz que interpreta Hitler (que foi até indicada ao Oscar), mas também porque é um filme com uma narrativa bem íntima para com seus personagens, onde o espectador parece entrar em um cenário que te possibilite ver a figura caída da liderança nazista de uma forma que nunca antes tinha sido contada e com isso ter uma concepção nova de uma história tantas vezes já contada.

4 – A vida é bela (1997)

A fábula de Roberto Benigni é uma história de amor que consegue criar beleza onde seria impossível mostrar. O filme italiano que colocou o ator e realizador Roberto Benigni como a figura mais marcante do Oscar de seu ano é uma comédia dramática que conta a história de um pai e seu filho judeus que vão parar em um campo de concentração, onde no meio do terror o pai não quer que o filho se dê conta das atrocidades que os cercam por isso começa a inventar o enredo de fantasia com jogos e brincadeiras para mostrar que tudo aquilo é algo passageiro.

Esse filme vale a pena ser visto porque: ele reacendeu os debates da época que questionavam se existe limites para a forma de se retratar o Holocausto. Será que é válido fazer uma comédia que tente deixar essa história mais leve? O filme, sim, tenta fazer o seu público rir e se emocionar, mas deixa bem claro que essa história não é algo fácil ou leve de se contar. Mesmo que o seu protagonista seja um palhaço, ele ainda sofre para transformar uma realidade triste em brincadeiras alegres.

3 – O pianista (2003)

O filme de Roman Polanski mostra o surgimento do “Gueto de Varsóvia” na Polônia, quando os alemães isolaram bairros inteiros onde os judeus viviam e depois de um tempo começaram a caçá-los para mandá-los até os campos de concentração.

Esse filme vale a pena ser visto porque: É uma obra que mostra um sofrimento muito particular, Polanski realmente descente de poloneses que fugiram da Segunda Guerra, perdeu sua mãe em um campo de concentração e tem até algumas cenas do filme que ele realmente testemunhou na vida real. Por conta de tudo isso da para perceber que a fuga do personagem principal, interpretado por Adrian Brody (que ganhou o oscar por esse filme), não é apenas uma história, mas realmente parece um desabafo de um artista que precisa contar um capítulo triste da história que ele viu de perto.

2 – Cartas de Iwo Jima (2007)

Clint Eastwood não quis apenas contar sobre a segunda guerra em 2007, ele quis mostrar todos os ângulos daquele momento em seus filmes e acabou fazendo isso de forma extremamente eficiente, mas foi com “Cartas de Iwo Jima” que ele acabou surpreendendo mais.

O filme conta sobre a batalha no pacífico travada por americanos e japoneses só que pelo ponto de vista japonês, onde mostra os soldados percebendo sua vitória cada vez mais distante mesmo que seu senso de responsabilidade não permita reconhecer a derrota.

Esse filme vale a pena ser visto porque: Mostra Clint Eastwood na sua melhor forma, um filme falando sobre guerreiros que precisam defender a sua verdade tudo isso com fotografia, edição e roteiro perfeitamente medidos e muito bem orquestrados, sem contar o fato de que é um filme mostrando um ponto de vista muito pouco explorado no cinema americano, o do inimigo.

1 –  Resgate do soldado Ryan (1998)

Filme do Spielberg que relata a operação da tomada da Normandia, em que os aliados começaram o cerco pelo flanco ocidental para suprimir o exército nazista. Tudo isso com o enredo que conta a história de uma tropa que recebe de última hora a missão de resgatar um soldado que é o último irmão de uma série de filhos que foram todos mortos no conflito. O argumento pode até soar bem fantasioso, mas a história consegue ter um dos tons mais realistas que o diretor já conseguiu imprimir.

Esse filme vale a pena ser visto porque: É o Spielberg sendo mirabolante (no melhor sentido possível), com um senso de escala muito grande. A cena de abertura que mostra os soldados chegando na praia traz explosões e tiroteio executados de forma inédita até então, a fotografia do filme traz uma câmera bem próxima e realista, lembrando documentários e o elenco consegue entregar performances que mostram que o filme não é apenas um show de violência, mas uma história que carrega drama e conteúdo.

E aí gostou da lista? Gosta de segunda guerra? Quer outros títulos nessa lista? Então, comente, interaja com a gente que talvez a gente faça uma segunda parte dessa matéria.


Por Fernando Targino