Penúltimo dia do evento encerra com semifinal do Brasileirão de Rainbow Six e coloca FaZe Clan na final marcada para este domingo contra Team Liquid

São 160 mil m2 de área de puro entretenimento e diversão. E, neste espaço o que não falta é música para movimentar os visitantes da Game XP 2019. Entre os destaques deste terceiro dia de evento, que teve seus ingressos esgotados há mais de uma semana, estão a final do campeonato feminino e a semifinal acirradíssima do Brasileirão de Rainbow Six. No Palco Gênesis, a DJ produtora mais nova do mundo, DJ Rivkah, de apenas 11 anos, se apresentou e embalou o público com suas batidas. Ainda neste espaço, Projota deu protagonismo aos fãs e se jogou na plateia durante sua apresentação.

Na Oi Game Arena, o dia estava para as mulheres e o público lotou o espaço para acompanhar ao vivo a final do Campeonato Feminino de Counter Strike by Gamers Club. A disputa do Team oNe e paIN Gaming foi acirrada, mas terminou no segundo mapa. As jogadoras do paIN conseguiram ser mais ágeis e marcaram 16×8, levando o título para casa. O intervalo das exibições, contou com a participação da banda de indie rock e rock alternativo, Supercombo, que tem quase 1 milhão de inscritos no Youtube. Dando sequência as disputas, a força feminina ainda reinava na arena. Na disputa da final do Campeonato Feminino de Rainbow Six, diante de uma plateia animada, com bastões coloridos para torcer, o time Black Dragons marcou mais pontos que Resilience e foi tricampeão após marcar 7X4 no segundo mapa. Já o Brasileirão de Rainbow Six teve a segunda parte da semifinal com Ninjas in Pyjamas contra FaZe Clan. Em uma partida emocionante com três mapas, a FaZe Clan levou a disputa para a prorrogação e garantiu a vaga na final por 8×6.

A Game XP deste ano confirmou o sucesso do Just Dance Stage, que não ficou vazio em nenhum momento e a participação da cantora Lexa neste sábado foi o momento ímpar da atração. Ela fez um pocket show e apresentou em primeira mão a coreografia de “Só Depois do Carnaval” para o game da Ubisoft. O público foi à loucura e a cantora recebeu os fãs para fotos. Quem aprovou a ação foi Paulo Soares, de 23 anos.

“Sou just dancer e fã da Lexa. Gostei muito da música e já vou ensaiar a coreografia. Ótima sacada trazer essa diva”, disse ele.

Nos 1.200 metros quadrados da GameZone, os amantes dos jogos “old school’’ se divertiram com diversos arcades, fliperamas e modernos games espalhados em 140 máquinas para jogar à vontade, entre eles Pinball, simulador de Fórmula 1 e Mario Kart, este jogado no telão. Rodrigo Assis, de 48 anos, que estava acompanhado do filho Lucca Assis de 13 anos lembra que é “do tempo do totó, videogame e fliperama, então essa aqui é a minha área. O evento conseguiu atender a todos os públicos, pois mesclou a tecnologia das atrações com realidade virtual aos jogos que fizeram sucesso no passado, como o Mario Kart. E, aqui, tenho a oportunidade de mostrar esses games para o Lucca’’, destacou.

No Palco Gênesis, a DJ produtora mais nova do mundo, DJ Rivkah, de apenas 11 anos, esquentou o público e mostrou por que vem ganhando cada vez mais espaço na cena da música eletrônica. Premiada na última edição do Brasil Music Conference, Rivkah contagiou a todos com suas batidas do início ao fim do show. Na sequência, o headliner do dia, o rapper Projota, subiu ao palco e trouxe o público como parte intergrante de sua apresentação com seus refrões marcantes e letras reflexivas. A interação e o improviso de freestyle foram os destaques. Mais uma vez, a enigmática DJ Myste agitou o público com as batidas de sua música eletrônica. O Palco Gênesis ainda contou com as apresentações de Zeeba feat. Rivkah e da Game XP Sinfônica.

Na Inova Arena, o vice-presidente executivo de engenharia e tecnologia da Embraer, Daniel Moczidlower, entrou para o mundo geek da Game XP e se transformou em um cavaleiro Jedi. Além de ser fã da Star Wars, Daniel adota os valores dos filmes como máximas para liderança e motivação da equipe da empresa, que este ano comemora 50 anos. Entre as lições, o VP da Embraer destacou a preocupação com o futuro, sem esquecer que o foco deve estar também no agora.

Já o professor do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ), André Brasil, atraiu o público jovem com o tema “Como criar um game em tempo real”. A parte teórica ressaltou a importância de interação, desafios e personagens no game. Na parte prática, André mostrou o passo a passo para a criação do próprio game. “É importante brincar de criar games, e não só jogar”, concluiu.


Apoia-se

Show Full Content
Previous Game XP 2019: paIN Gaming se consagra bicampeã do CS:GO Feminino Game XP by Gamers Club
Next #SeJogaNaGameXP: Estes são os destaques do domingo de encerramento da Game XP 2019

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close