De todos os fatores envolvidos na criação de um jogo, uma série ou um filme, talvez a trilha sonora seja o mais especial. Qual geek nunca se arrepiou ouvindo uma das grandiosas músicas compostas por John Williams ou com os recentes trailers de filmes de super heróis que têm buscado aproveitar os grandes sucessos do rock ‘n’ roll em seus trailers, como em “Thor: Ragnarok”  ou “Guardiões da Galáxia” vols. 1 e 2?

Essa sinergia entre a música e a cultura geek ganha um espaço muito maior que aquele dominado pelas obras e produções oficiais, quebrando barreiras e ganhando versões criadas pelos fãs do mundo todo. Confira abaixo as versões mais fantásticas que a Woo! Magazine separou para você:

Chrono Cross é um jogo de RPG desenvolvido pela SquareSoft (atual Square Enix). Foi lançado em 1999 para o Playstation. Assim como seu antecessor Chrono Trigger, Chrono Cross ganhou rapidamente popularidade pela história contada e, claro, por sua trilha sonora belíssima.

A música “Time Scar” foi originalmente composta por Yasunori Mitsuda e existem toneladas de versões dela no YouTube criadas por orquestras. Esta versão em especial, que conta com apenas uma dúzia de artistas, acaba sendo tão boa como a original, graças a expressividade dos envolvidos e pelo tom da percussão que deixa a música mais animada.

Jurassic Park: O Parque dos Dinossauros foi lançado em 1993 e ganhou milhões de fãs instantaneamente graças aos incríveis efeitos especiais que até hoje são uma referência. A música tema do filme foi composta pela lenda viva John Williams e nessa versão é tocada por Thomas Oliver, um grande fã (como ele mesmo afirma ser). O instrumento utilizado é um weissenborn, uma guitarra que, como o próprio vídeo mostra, é tocada sobre as pernas. O som do instrumento é incrível e a técnica de Thomas formidável.

O artista ainda possui uma sessão no spotify que pode ser ouvida clicando aqui.

A 6ª temporada de Game of Thrones acabou e deixou muitos fãs temporariamente órfãos, algo que mudará com a chegada da 8ª temporada no dia 25 de junho de 2017 (de acordo com o blog GoT Source). Talvez existam poucas certezas na vida tão grandes como a felicidade que os mais aficionados terão ao ouvir a música de abertura.

A versão acima é da Break of Reality, uma banda de cello rock formada por três violoncelos e uma percussão.

Ouça no Spotify
SHEET MUSIC
iTunes

Procure no google “artista completa” e muito provavelmente você encontrará a foto de Lindsay Stirling. Lindsay, dança, toca violino e ocasionalmente até canta! Por mais que ela possua diversos covers de músicas de jogos e séries seu forte está nas produções originais.

No vídeo, ela toca e performa uma versão instrumental da trilha sonora do filme A Bela e a Fera. Não deixe de conferir os vídeos de Lindsey Stirling no YouTube.

Outra artista que manda muito bem no violino é Taylor Davis. Ela afirma que as músicas que mais gosta de tocar são aquelas de vídeo games – o que ela não fala da boca para fora, praticamente todos os vídeos do seu canal são covers. Chega a ser falta de respeito deixar apenas uma das músicas de Davis nessa lista, então aqui vão outras sugestões sensacionais: Sadness and Sorroy (Naruto), To Zanarkand (Final Fantasy X) e Hedwig’s Theme (Harry Potter).

No vídeo, Taylor toca a música tema do Vale Gerudo, uma região do jogo The Legend of Zelda: Ocarina of Time.

iTunes
Amazon
Google Play
Spotify
Taylor Davis website

Existem poucas palavras para definir a música “The Dragonborn Comes” (parte da trilha sonora do jogo The Elders Scrolls V: Skyrim) e na voz de Sabina Zweiacker em conjunto com a  Swedish Radio Symphony Orchestra a coisa toda se torna ainda mais épica. É de arrepiar.

Por Raoni Vidal


Apoia-se

Show Full Content
Previous Spotify Premium: Agora estudante paga meia
Next Entrevista com Maria Clara Parente

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close