Existem momentos em que entramos no cinema e vemos uma história tão boa que mesmo que o filme tenha duas horas e meia não ficamos cansados, e pensamos “poderia continuar assistindo mais disso”. Ou então, tem um personagem (que às vezes nem é o principal), mas acaba roubando tanto a cena que as pessoas pensam em um spin-off contando aquela história paralela. E é por conta dessa sensação que listamos 5 filmes que deveriam virar séries, sejam por causa das suas histórias, cenários ou até personagens carismáticos.

5 – Pulp Fiction

Um dos filmes mais icônicos do Quentin Tarantino, que é um apanhado de histórias que no final acabam se fundindo e tudo isso com uma edição nada convencional. Todas essas características de Pulp Fiction gerariam uma série de antologia quase que nos moldes de American Horror Story. Imagine cada temporada com um enredo tarantinesco munida de ótimos diálogos e personagens marcantes, se algum filme desse diretor tem potencial para ser adaptado para televisão e virar uma série, é “Pulp Fiction”.

4 – Universo de “Entrevista com Vampiro”

Anne Rice escreveu vários livros do seu universo de vampiros e apenas dois ganharam as telonas do cinema, “Entrevista com Vampiro” e “Rainha dos Condenados” (esse último não teve sua adaptação muito bem executada, como os fãs da escritora gostariam), mas uma série poderia se mostrar os personagens complexos da escritora muito bem e até ter diferentes protagonistas em suas temporadas sendo contadas por diferentes pontos de vista como é o caso nos livros. Uma temporada contada pelo ponto de vista de Louis e outra por Lestat por exemplo seria uma ótima saída para “As Crônicas Vampirescas” de Anne Rice.

3 – Blade Runner

O universo criado por Riddley Scott em “Blade Runner” acabou sendo um dos pilares principais para o que conhecemos como cyberpunk hoje em dia, tem fãs ao redor do mundo há décadas e acabou de ter uma continuação nos cinemas. Mas “Blade Runner” acaba tendo um conteúdo tão complexo e vasto que seus fãs continuam ávidos por mais coisas que essa saga poderia gerar, esse mundo tem um potencial para ter um universo expandido quase tão rico quanto o de Star Wars e uma série seria um ótimo ponto de partida. Como os replicantes começaram a ser feitos? Como é a vida em Marte que foi citada no filme original? Quais são os outros pontos de vista que aquela distopia futurista poderia mostrar? Todas essas perguntas gerariam ótimos enredos para essa série que teria todo potencial para ser tão grande quanto Game of Thrones.

2 – Platoon

Um dos primeiros filmes a falar do Vietnam com uma ótica crítica, Platoon marcou o cinema. Trazendo uma história com soldados usando drogas, a beira da loucura e cometendo crimes, tudo isso desconstruindo o discurso patriótico que tentou vender aquele conflito para os Estados Unidos nos anos de 1970.

Platoon é uma história que tem os moldes da HBO, violenta, fala de tabus e mistura ação com drama tudo isso com um cenário de uma guerra que realmente aconteceu e que marcou a nação americana.

1 – Harry Potter

A saga que teve livros, encerrou uma franquia de sucesso nos cinemas e que está começando outra parece ser uma mina de ouro e realmente é, o universo que J.K. Rowling inventou é outro que tem um potencial de expansão tão grande quanto Star Wars que pode ser explorado em qualquer mídia e trazer quase qualquer história com todo tipo de protagonista possível.

Poderia ser uma série que fala dos Aurores do Ministério da Magia (em um estilo policial fantástico), uma série que acompanhasse o “Profeta Diário” em que mostrasse os jornalistas do mundo bruxo em uma versão mágica de um “The Room” ou até uma série teen mostrando o cotidiano de alunos de Hogwarts nos dias de hoje, décadas depois dos eventos da saga original.

Gostou da lista? Tem alguma sugestão? Acha que a gente deixou alguma passar? Comente, responda, compartilhe que a gente faz mais textos sobre o assunto!


Por Fernando Targino


Apoia-se

Show Full Content
Previous Crítica: Todas As Razões Para Esquecer
Next A Woo! te leva para assistir “A Noite do Jogo” na Pré-Estreia do Rio de Janeiro

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close