O mês de maio, conhecido como o “Mês das Noivas”, está chegando e nada melhor do que fazer maratona de alguns dos melhores filmes sobre casamento para todos poderem se inspirar e, quem sabe, copiar algum gesto ou decoração (será?). Logo, a Woo! resolveu fazer uma lista com oito filmes inesquecíveis relacionados ao tema: 

  • O casamento do meu melhor amigo (1997)                                                      

Com Julia Roberts e Dermont Mulroney, essa comédia romântica te deixará sem saber para quem torcer! O longa de Ronald Bass conta a história de Julianne Potter (Julia Roberts), uma crítica gastronômica, que nunca deu muita chance de o amor virar protagonista de sua vida. Até que, um dia, ela descobre que seu melhor amigo Michael O’Neal (Dermont Mulroney), o homem com quem ela teve o relacionamento mais duradouro e que sempre a colocou num pedestal, vai se casar dentro de 4 dias. Sendo assim, ela se desespera e, com o apoio de seu editor e atual melhor amigo George Downes (Rupert Everett), ela planeja ir atrás do então descoberto amor de sua vida e acabar com o casamento.

Contando com músicas icônicas como “I Say A Little Prayer” de Diana King em uma das cenas mais marcantes de Hollywood, “The Way You Look Tonight” como uma canção dedespedida e “ What The World Needs Now Is Love”, com Jackie DeShannon.

  • O melhor amigo da noiva (2008)                                                                              

Dirigido por Paul Weiland, o longa da Columbia Pictures traz a história de Tom Bailey (Patrick Dempsey), um mulherengo assumido e bem-sucedido, mas que nunca conseguiu ter um relacionamento sério com uma mulher só. Em contrapartida, existe Hannah (Michelle Monaghan), sua melhor amiga e a única mulher com quem ele consegue marcar múltiplos encontros e se sentir à vontade desde a faculdade. Quando Hannah resolve viajar a negócios por 6 semanas fora do país, Tom descobre-se apaixonado por ela e deseja, assim que ela voltar, contar tudo para a amada. Contudo, como uma típica comédia romântica, há um empecilho: Hannah volta noiva do escocês Colin McMurray (Kevin McKidd), um duque e disposto a fazê-la feliz. Perplexo com a novidade, Tom acaba aceitando ser a “madrinha” de casamento da amiga, mas disposto a utilizar o cargo para conquistar de vez a mulher da sua vida e mostrá-la que ele, sim, é o homem da sua.

  • Mamma Mia (2008) 

Mamma Mia

Baseado nas músicas do grupo ABBA, o musical tem Amanda Seyfried, Meryl Streep, entre outros muitos rostinhos famosos como elenco dessa trama. A história trata-se do casamento de Sophie (Amanda Seyfried) com Sky (Dominic Cooper) na ilha grega de Kalokairi. Contudo, antes de tomar esse passo importante na vida de qualquer um, Sophie, sem nunca ter conhecido o pai biológico, resolve mandar um convite para os três possíveis candidatos com quem sua mãe Donna (Meryl Streep) se envolveu na época. Assim sendo, o arquiteto norte-americano Sam Carmichael (Pierce Brosnan), o banqueiro britânico Harry Bright (Colin Firth) e o escritor sueco Bill Anderson (Stellan Skarsgard) vão ao casamento da filha descoberta. Ao chegarem lá, eles descobrem da existência de outras possibilidades de quem seria o pai da sonhadora Sophie e Donna faz de tudo para não revelar quem é, de fato, o pai da sua filha única.

  • Casamento Grego (2002)                                                                                                

Toula Portokalos (Nia Vardalos) é grega, tem 30 anos e trabalha no restaurante de seus pais em Chicago. Já quase ficando “para a titia”, o maior desejo de seu pai (Michael Constantine) é ver sua filha casando com um grego, mas ela almeja algo diferente para sua vida. Querendo sair um pouco do universo da sua enorme família, Toula pede ao pai para que ele pague aulas de informática com o pretexto de melhorar o seu trabalho. Dessa forma, ela acaba tomando conta da agência de viagens de sua tia e conhece o charmoso não-grego Ian Miller (John Corbett), por quem se apaixona e é correspondida. O único problema e, talvez, o maior de todos, é que Ian não é grego. Com isso, eles começam a namorar escondido até que, claro, a verdade aparece e o casal precisará lidar com, não só o pai enfurecido, mas também como fazer com que o americano seja aceito nessa cultura tão diferente e peculiar que a família Portokalos possui.

  • Vestida para casar (2008)

Jane Nichols (Katherine Heigl), praticamente vive para ser dama de honra de suas amigas. Ela já desempenhou tanto esse papel, que possui um armário com 27 vestidos diferentes, só com as roupas usadas nos casamentos. Contudo, mesmo indo a vários desses eventos, Jane nunca encontrou o amor de sua vida. Quer dizer, ela acha que encontrou com o seu chefe George (Edward Burns), por quem ela tem uma paixão platônica. Contudo, antes mesmo que ela pudesse abrir seu coração – como se ela conseguisse! –, sua irmã caçula Tess (Malin Akerman) conquista o seu amor e os dois se apaixonam perdidamente. Ainda confusa sobre o ocorrido, mas, claro, ajudando no possível, ela precisa lidar, simultaneamente a essa confusão, com Kevin Doyle (James Marsden), um escritor e colunista na sessão de casamentos do Jornal de Nova York, que conheceu em um de seus inúmeros casamentos e que havia se interessado por ela desde o princípio. Como toda e qualquer comédia romântica, o ápice da confusão ocorre quando Jane deixa de lado seu jeito compreensivo e resolve ser sincera com George, mas mal sabendo que, no meio do caminho, ela se encontraria apaixonada por outro.

  • Casa comigo (2010)                                                                                                             

Anna (Amy Adams), com o intuito de pedir seu namorado de longa data em casamento, viaja até Dublin atrás dele e tenta contar com a tradição irlandesa a seu favor. Isto é, quando uma mulher, no dia bissexto, pedir um homem em casamento, não se pode recusar. Contudo, uma série de fatores começam a atrapalhar a sua missão e ela precisará de alguém para levá-la até o seu destino. Essa parte até que não foi tão complicada, pois ela consegue a ajuda do irlandês, dono do bar/pousada a qual ela passou a noite, Declan (Matthew Goode), mas seus planos começam a dar errado quando o meio de transporte de Declan cai em um lago e atrasa a viagem dos dois. Com praticamente tudo dando errado, os dois continuam firmes a fim de chegar a tempo do grande pedido. Só que, por mais que uma parte de Anna ainda quisesse fazer o tão sonhado pedido, uma outra parte a faz questionar tudo o que viveu no país estrangeiro e até seus sentimentos novos pelo charmoso irlandês e companheiro de viagem.

  • Muito bem acompanhada (2004)

Escrito por Dana Fox, o longa conta a história de Kate Ellis, uma mulher solteira e que havia acabado de receber o convite para o casamento da irmã mais nova Amy (Amy Adams) em Londres. Após descobrir que o seu ex-noivo, o qual havia a abandonado no altar, seria um dos padrinhos, a personagem de Debra Messing resolve contratar um acompanhante de aluguel para ir com ela ao casamento e, quem sabe, fazer ciúmes no ex. Contudo, o que ela não poderia contar era que Nick Mercer (Dermont Mulroney), o seu namorado falso, conquistaria sua família e viraria uma espécie ideal de genro. Sendo assim, quando ela menos espera, ela se descobre envolvida emocionalmente com a sua mentira e tendo que saber de algumas verdades que a desagradam.

  • O pai da noiva (1991)                                                                                                           

George Banks (Steve Martin) tem uma vida muito boa com a esposa e seus dois filhos. Porém, o destino resolve mudar essa harmonia, quando sua filha volta de viagem e conta a grande notícia que irá se casar. Sendo assim, desde o anúncio do casamento até a festa ocorrer realmente, George armará inúmeras confusões para não perder sua única filha para outro homem.

A sequência do longa saiu no ano de 1995, com a história de George sendo avô, mesmo se considerando muito novo para isso.

“O Pai da Noiva”, “Vestida Para Casar”, “Casamento Grego” e “Mammia Mia” não estão disponíveis na Netflix.