Em um molde que não é comum vermos em produções nacionais, Felipe Castanhari conta com o suporte de produção da Netflix para entregar uma série informativa, com tom documental e ao mesmo tempo interativa, na qual navegamos por diversos temas de interesse científico, ou puramente curiosidades. “Mundo Mistério” é dividida em episódios com temas centrais como: efeito estufa, Triângulo das Bermudas, Peste Bubônica, entre outros.

A didática de Castanhari

Os episódios da série trazem temas altamente interessantes, mas a forma com Castanhari disseca os assuntos é a grande chave. Direto e didático, os episódios são dinâmicos e conseguem passar muito do conhecimento para o expectador, sem necessariamente se aprofundar em tudo, mas também sem deixar pontas soltas. Assim, nos instiga a pesquisar e querer saber mais sobre os assuntos.

Os assuntos também ganham contornos com ilustrações, animações e efeitos especiais. Além disso são nos mostrados alguns cenários reais e também pequenos filmes.

Felipe não busca especular sobre as curiosidades ou fatos não comprovados. O que é trabalhado na série são saberes científicos. Assim, tudo que a série trás como afirmação possui algum embasamento em estudos. E mais que isso, lendas e especulações são esclarecidas, entre elas zumbis, desaparecimentos no Triângulo das Bermudas, entre outros. Não há espaço para teorias conspiratórias.

Produção

A produção agrega muitos artifícios que ajudam a série, entre os quais e já citados estão principalmente as animações e efeitos especiais que ajudam a inserir o público no contexto e explica algumas questões abordadas. O cenário principal também é  recheado de possibilidades que são  bem utilizado, inclusive para fazer representação em experimentos. A Netflix também oferece o aporte para Castanhari filmar em diversos cenários reais e nos mostra como e onde aconteceu alguns fatos históricos e/ou tem relação com o assunto. Isso rende algumas boas cenas, com belas paisagens que agregam na estética da série.

Outro ponto a ser falado é a edição final, como a série ainda lembra um conteúdo de Youtube, a forma que vídeo é editado faz muita dierença no resultado final, e os cortes e imagens, além de trilhas sonoras inseridas, são fundamentais para a qualidade da série.

Interação de personagens

O grande problema da série está na interação entre personagens. Além de B.R.I.G.G.S (o super computador com a voz de Guilherme Brigs) que acaba não tendo aspecto visual para ser julgado em atuação pois somente o ouvimos e,  como objeto interativo, funciona bem na série, os demais, acabam soando forçados, principalmente em alguns episódios específicos.

Betinho (Bruno Miranda) vem para ser o alívio cômico e é quem mais aparece após Castanhari. A comicidade, no entanto, soa bastante infantil – algo que pode ser relevado pois a série não foca em um público único e pode ser uma saida para atrair os mais jovens. Enquanto isso, Dra Thayane (Lilian Regina) fica com a parte de complementar informações científicas, mas falta uma interpretação mais convivente.

Apesar desses problemas, a questão dos personagens não atrapalham o foco central da série.

Vale apena conferir Mundo Mistério?

Por fim, “Mundo Mistério” acerta muito mais do que erra. O formato dinâmico, direto e didático de transmitir conhecimento é, de fato, o maior atrativo dá série. Outro ponto que é legal ressaltar é que a série pode ser atrativa para jovens, crianças ou adultos. E, em relação as crianças, pode-se afirma que traz conteúdos muito mais inteligentes e instigantes do que muitos programas focado nesse público, hoje em dia. Dessa forma, para os curiosos e amantes ciências, história ou conhecimentos diversos, a produção de Felipe Castanhari é uma boa pedida.


Imagens e vídeo: Divulgação/Netflix


Apoia-se

Mundo Mistério

3.9
Bom!

Mundo Mistério é uma série documental que explora incógnitas sobre a história do mundo e a ciência ao longo dos anos, de forma leve e criativa, com uma linguagem de fácil entendimento. O programa é comandado pelo youtuber Felipe Castanhari.

Episódios
Atuação
Conteúdo
Produção
Pros
  • Forma direta de transmitir conhecimentos e ideias;
  • A série é dinâmica;
  • Castanhari soube utilizar de todo aparato fornecido pela Netflix;
Cons
  • Atuações precisam melhorar;
Show Full Content

About Author View Posts

Avatar
Dan Andrade

Cursando Produção Cultural atualmente, sempre foi apaixonado por cinema e decidiu que de alguma forma trabalharia com isso. Tendo como inspiração Steven Spielberg e suas histórias que marcaram gerações, escreve, assiste, lê e aprende, para um dia produzir coisas tão grandes e que inspirem pessoas como um dia ele o inspirou.

Previous No dia de sua reabertura, rede de cinemas dos EUA cobrará 15 centavos por ingresso
Next “Jurassic World: Domínio” ganha imagens com animatrônicos

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close