Connect with us

Hi, what are you looking for?

Crítica

Crítica: O Mistério do Relógio na Parede

A fantasia que sai do papel para as telas do cinema pode nos decepcionar ou as vezes nos surpreender. Há casos e casos, vide adaptações como “As Crônicas de Nárnia” que possui um filme incontestável e outros dois que a crítica simplesmente repugnou.

A obra escrita originalmente por John Bellairs, “O Mistério do Relógio na Parede” é uma fantasia, com leve terror juvenil e certo macabrismo e, talvez, tivesse muito para dar errado em uma adaptação cinematográfica. Mas um tom assertivo, humor bem posto, roteiro fechado, personagens carismáticos e uma cenografia deslumbrante fazem desse o melhor filme de fantasia lançado esse ano.

O filme conta a história de Lewis, um menino de apenas 10 anos que perde os pais e vai morar em Michigan com o tio Jonathan Barnavelt. O que o jovem não tem ideia é que seu tio e a vizinha da casa ao lado, Sra. Zimmerman, são, na verdade, feiticeiros e um grande mal está pronto para pôr todos em perigo.

Advertisement. Scroll to continue reading.

A história de cara apresenta seus personagens carismáticos, Jack Black vive Jonathan e é notável com seu humor peculiar sem precisar ser forçado, deslizando as piadas e diálogos bem colocados no roteiro. Outra grata surpresa é Cate Blanchett interpretando a Sra. Zimmerman, a atriz é segura, sabe fazer rir e impor o tom sério na mesma medida. E para fechar o trio principal e com ainda mais relevência na história, temos o protagonismo do menino Owen Vaccaro, que dando vida a Lewins se destaca e segura bem o filme.

O roteiro não chega a ser brilhante, entretanto, é bem amarrado. Com uma série de clichês bem encaixados ao longo da trama ele carrega diálogos relevantes a histórias postos em momentos certos. Existe uma sensação de vazio, como se alguma parte da história não fosse apresentada, mas em se tratando de uma adaptação de um livro isso é compreensível, pois é impossível colocar todos os aspectos e, até mesmo, explorar os personagens de forma correta nas telas.

A direção  de Eli Roth e a fotografia trabalham juntas, trazendo um cenário de época muito bem construído. A cenas e os cortes são bem trabalhados e a brincadeira com efeitos especiais é bem feita. Precisamos parabenizar como foi bem aproveitado toda a deslumbrante cenografia da casa, uma verdadeira mansão enfeitiçada que mesmo em meio a um filtro escuro se destacava nas cenas. Um ótimo trabalho cenográfico do qual o diretor conseguiu tirar o máximo de proveito.

Advertisement. Scroll to continue reading.

O diretor também fez muito bem em aproveitar certo nível macabro da história, com um leve terror que passa quase despercebido. Uma pena que o filme não consiga explorar alguns aspectos a mais, pois isso o deixaria muito longo.

“O Mistério do Relógio na Parede” tem como público alvo o infanto-juvenil, entretanto, consegue entregar uma fantasia que diverte qualquer que seja a idade. É uma boa pedida para crianças, adultos, famílias, ou seja,  qualquer um que goste de um filme com humor dosado e tecnicamente bem feito.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Reader Rating1 Vote
8.5
8
Written By

Cursando Produção Cultural atualmente, sempre foi apaixonado por cinema e decidiu que de alguma forma trabalharia com isso. Tendo como inspiração Steven Spielberg e suas histórias que marcaram gerações, escreve, assiste, lê e aprende, para um dia produzir coisas tão grandes e que inspirem pessoas como um dia ele o inspirou.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode ler...

Filmes

Joel Crawford e Rodrigo Lombardi estarão no painel dedicado ao lançamento de “Os Croods 2: Uma Nova Era” A CCXP Worlds e a Universal...

Literatura

A literatura nacional vive um interessante movimento no gênero fantasia, principalmente as histórias que passam na época medieval. Talvez isso tenha relação com o...

Crítica

Todo mundo se lembra do clássico “Coração de Dragão”, filme que passou algumas dezenas de vezes na Sessão da Tarde. O longa teve outra...

Filmes

Nova data de “Jurassic World: Domínio” é revelada com novo cartaz A pandemia causou mais um adiamento nos cinemas, dessa vez foi “Jurassic World:...

Advertisement

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.