O espetáculo brasileiro “Encontros Impossíveis”, com Renato Prieto e Victor Meirelles, foi a primeira peça interpretada em português na Broadway.

O ator Renato Prieto, com sua larga experiência no teatro, no cinema e seu bom humor, conduz a historia do jornalista Adão que esta vivendo um questionamento constante sobre sua vida, e é no seu apartamento que tem a visita de grande parte dos personagens a quem sempre quis entrevistar, mas não teve a oportunidade. Felipe seu fiel escudeiro de redação é interpretado pelo ator Victor Meirelles, que com o toque suave utiliza o tom do cinema para dar vida ao personagem.

‘Encontros Impossíveis’ é um espetáculo de vida, espiritualidade, contemporâneo em forma e conteúdo, com cenografia e tecnologia arrojada. Que com o uso de projeções traz ao palco, personalidades que nos últimos dois séculos nos divertiram, nos fizeram chorar, refletir e nos ajudaram a enxergar a nossa relação com a vida e com o mundo.

Tecnologia presente em Encontros Impossíveis

Tecnologia presente em Encontros Impossíveis

Com o uso da tecnologia, com projetores de ultima geração, películas especiais e o design Emotion Grafic, importados especialmente para o espetáculo, que o programador visual Daniel Todd e o Diretor, o cineasta Gustavo Gelmini trazem ao palco a magia da sétima arte. Trazendo à vida grandes personagens mundiais e os fazendo dialogar com os atores.

Com licença poética ao teatro, o autor e diretor com a sensibilidade que lhes é peculiar, utilizaram a metalinguagem visual que o texto oferece, colocando o cinema dentro do teatro para enfatizar como esses dois mundos da ficção mesclam-se, interpenetram-se numa verdadeira subversão da linguagem tradicional teatral para tratar do tema, espiritualidade que toca e questiona o ser humano abrindo espaço para momentos de risos, emoções e reflexões em meio a uma tecnologia nunca antes aplicada ao teatro como forma de composição dramatúrgica.

O autor, numa orquestração perfeita entrelaçando diálogos de grande sensibilidade, impacto, provocação e humor, conduz o personagem Adão, a contracenar com personalidades como Freud, Carmen Miranda, Marilyn Monroe, Judy Garland, Gandhi, Madre Teresa de Calcutá, Chico Xavier, Martin Luther King e Frank Sinatra.

Um grupo de americanos e brasileiros que estavam no Brasil na estreia do espetáculo no teatro Leblon em 2013, se interessou pela tecnologia e pela linguagem empregada no mesmo e disseram ao fim da peça, que foi um espetáculo impressionante que tocou muito o coração e trouxe uma reflexão profunda, e que os americanos deveriam ter a mesma oportunidade. Em 2015 eles retornaram ao Brasil com o convite para a apresentação na Broadway, que aconteceu esse ano.

As apresentações aconteceram em Abril no Sheen Theater, para os brasileiros, que ovacionaram os atores e saíram de lá emocionados.

Os brasileiros, ao nos encontrar no palco se sentiram em casa, o idioma traziam lembranças de sua nação, para uns recordações de décadas, e ao ouvirem a avalanche de palmas e gritos ao fim da apresentação, numa plateia que mais parecia o Brasil, mista de brasileiro, indianos, americanos e latino. Eles disseram esse é meu brasil, conta Victor Meirelles, ator do espetáculo.

Desde 2013 em cartaz por todo o Brasil, ‘Encontros Impossíveis’ emociona, alegra e leva a reflexão seus espectadores. Apresentada em várias cidades do Brasil o espetáculo é muito bem aceito pelo publico.

Em cena os atores Victor Meirelles e Renato Prieto (Encontro Impossíveis)

Em cena os atores Victor Meirelles e Renato Prieto

Em cena estão os atores Renato Prieto que foi assistido por mais de 10 milhões de pessoas como protagonista do filme Nosso Lar, tendo atuado em diversos espetáculos pelo país e assistido por mais de 6 milhões de pessoas em 25 anos. Atendeu 1.900 instituições com parte da renda da bilheteria dos espetáculos em todo o Brasil e Victor Meirelles que apresenta o Programa Rio Cultural na Rádio Rio de Janeiro, ator e ativista cultural viaja o Brasil levando arte e educação, com temas sobre cidadania, Bullying e a importância da leitura. No Rio de Janeiro é responsável por vários projetos artísticos em comunidades carentes.

Ficamos felizes e muito honrados de sermos representados no mundo com esse espetáculo sensível e maravilhoso. A arte brasileira, mais uma vez, mostrando todo seu valor.

Que tenham mais espetáculos brasileiros no mundo.

Por André Lamare