Connect with us

Hi, what are you looking for?

Séries/TV

“Liar” traz o retorno do bom suspense

Nos dias atuais, os suspenses seguem, geralmente, a mesma linha: um dos personagens é psicopata, fica obcecado pelo mocinho ou mocinha, mas ninguém consegue ver o quão estranha essa pessoa é, mesmo que sempre caia de paraquedas na vida de todos. Conforme o filme vai se desenrolando, alguns vão acordando para a realidade, em que reparam traços de instabilidade, até que, chegando ao final, a verdade vem à tona e um dos personagens é ferido gravemente pelo novato. Contudo, “Liar” é o oposto disso. Se você sente falta em caminhar no escuro sem ter uma mínima noção de quem é a vítima, continue lendo esse texto.

A nova minissérie do canal inglês ITV, criada pelos irmãos Harry e Jack Williams, traz a história de Laura Newell (Joanne Froggatt) e seu breve envolvimento com Andrew Earlham (Ioan Gruffudd), cirurgião do hospital que sua irmã mais velha trabalha e pai de um de seus alunos mais rebeldes. Após o término de um relacionamento de anos com Tom Bailey (Warren Brown), Laura está se sentindo sozinha e acaba seguindo os conselhos da irmã Katy (Zoe Tapper) para sair com o médico gato que a convidou. Só nesse início de narrativa já é possível perceber um novo estilo dentro do gênero. Todos os personagens se conhecem, convivem diariamente um com o outro. Ninguém chegou do nada, sem precedentes.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Pela incompatibilidade de agenda para o dia seguinte, os dois resolvem sair na mesma noite em que ocorreu o pedido. Eles vão jantar, se divertem e, na hora de deixar a dama em casa…ops! O celular ficou sem bateria. Desculpa clássica, além da de pedir para tomar água, somente com a finalidade de ser chamado para entrar na casa. Eles tomam um vinho, até aí nada demais. Mas é só isso que conseguimos. Depois, no dia seguinte, a professora de Ensino Médio acorda vestida e com um aspecto péssimo. Acontece que, apesar de ter recebido uma mensagem de Andrew sobre a noite passada, ela não está bem. Mesmo com um andar perturbado, ela vai até a casa da irmã, onde mora com o marido e os dois filhos. Ela alega que foi estuprada pelo galã, mas, enquanto isso, o príncipe viúvo debate com o colega de trabalho sobre a noite incrível que teve. Afinal, quem está mentindo?

(Dois lados. Uma verdade)

Possivelmente por ser uma versão menor, com apenas seis episódios, os criadores optaram por não enrolar muito o momento de paquera do casal e já, no episódio piloto, mostraram o final do conto de fadas. Pegaram um assunto polêmico e mostraram por trás das cortinas. Levaram os espectadores, junto de Laura e Katy, para uma clínica que verifica sinais de estupro. Mostram os procedimentos e ainda ligam para a polícia. Tamanha eficiência seria impossível aqui no Brasil. Os detetives enviados para o caso são Rory Maxwell (Danny Webb) e Vanessa Harmon (Shelley Conn). Preparados para atendê-la, eles assim que colhem informações, vão direto ao encontro do suposto criminoso. Contudo, novamente com o bom trabalho dos envolvidos pela obra, Andrew aparece trabalhando tranquilo e sem entender o porquê de Laura não ter respondido sua mensagem. Será que foi cedo demais? Grudento demais? Acontece que, independentemente dos dois parecerem inocentes, um deles está mentindo.

Nos poucos episódios disponíveis, é trabalhada, na ficção, ambos os lados. Enquanto Laura se mostra enfurecida e instável com o suposto ocorrido, Andrew só demonstra seu espanto e sua indignação com tamanho absurdo. Entretanto, mais uma vez marcando um ponto positivo, o foco não é somente no casal incompatível. Outros dos poucos personagens da série mostram-se coerentes com o título da obra. A mentira cerca a todos, mesmo que, até onde nos foi exibido, o marido de Katy seja apenas um bom moço e um pai melhor ainda. Desse conto, tudo é possível.

Voltando para o núcleo principal, simultaneamente aos atos inconsequentes de Laura, Tom, a pedido das irmãs, acha algo do passado de Andrew que não aparecia na investigação. Mas, para que o público não fique tendencioso desde o início – exatamente como fazem os demais suspenses –, jogam no ar a possibilidade de Laura não ser tão santa e ingênua como parece.

Advertisement. Scroll to continue reading.

De qualquer forma, todos mentem. Ninguém será o mocinho e teremos um só vilão. A similaridade com a vida real faz com que a produção seja tão bem-feita e colocada de forma tão delicada para os telespectadores. Com técnicas atuais, onde enaltecem as paisagens bonitas, com o dizer “liar” (mentiroso), falas bem desenvolvidas e atores bem escolhidos, o produto inglês tem tudo para dar certo e ter um final decente, apesar de parecer restrita a escolha da verdade da noite.

Advertisement. Scroll to continue reading.
Written By

É da Cidade Sorriso e, sim, sorri de uma ponta a outra olhando para o Rio de Janeiro que, claro, continua lindo. Ama filmes de comédia romântica e suspense, chora em alguns - até porque chora, inclusive, em comercial de TV -, não curte nem um pouco terror e defende com unhas e dentes seus personagens preferidos das suas séries. Geminiana e... isso já diz tudo.

2 Comments

2 Comments

  1. Júlia Cruz

    3 de outubro de 2017 at 10:48

    Chocada com essa junção de elenco de Downton e Forever. Amei, quero muito assistir! 🙂

    • Morg Melo

      7 de outubro de 2017 at 22:20

      Oi, Ju! A série realmente é intrigante e, assim que possível, comece a maratonar, pois já tem 4 eps disponíveis (:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode ler...

Listas

Consideramos filmes que estrearam no Brasil em 2021 e não os seus anos de produção Não é uma tarefa fácil fazer uma lista de...

Crítica

Este texto possui Spoilers do filme Edgar Wright vem encantando os cinéfilos mais pops desde seu “Todo Mundo Quase Morto”, uma comédia sobre zumbis...

Filmes

“Parallel“, thriller produzido pela Legendary, trará o astro de “A Barraca do Beijo”, Jacob Elordi como protagonista Segundo informações do portal de notícias Deadline,...

Séries/TV

Na minissérie dramática “Pátria”, nova produção original da HBO Europe realizada com participação da HBO Latin America, o conflito separatista no País Basco, que...

Advertisement