Connect with us

Hi, what are you looking for?

Literatura

Resenha: Os Paradigmas de Amy, de Alexia Road

A obra trata um assunto bastante difícil, duro, mas, infelizmente, que faz parte da realidade de muitas mulheres da sociedade, a violência contra mulher. Ela é abordada em “Os Paradigmas de Amy” tanto de forma física quanto psicológica.

Mas não é só dor, só sofrimento, o livro tem algo além disso, e, provavelmente, é o mais importante. O ensinamento é como ela vai lidar com isso. Logicamente que haverá o trauma, a angústia, todavia o que importa e não só para essa situação, é o que cada um faz para conseguir sair dela, ou melhorar algo ruim. É o momento de redenção que traz a emoção maior.

A partir de agora você vai saber um pouco mais sobre a história. Aproveite a leitura!

Advertisement. Scroll to continue reading.

Amy vive numa cidade pequena, onde o machismo ainda é muito grande. Sua família passava por um problema financeiro, aparentemente sem solução. Ela namorava Mark, seu primeiro namorado da adolescência, herdeiro de uma família muito rica da cidade. Eles se casam e isso possibilitou que a família de Amy saísse do sufoco das dívidas em que estava.

Conseguimos perceber até aqui, sem muitos rodeios, que a moça não teve muitas escolhas, casou-se conhecendo pouco o rapaz ou o suficiente, não importa, o mais importante é que não foi só por sentimentos. A jovem estava com uma responsabilidade nas costas, sabendo que ela poderia ajudar a família naquele instante, assim o fez.

Mark mudou após algum tempo, começara a agir de maneira estranha, mostrou que aquele casamento não seria nenhum “mar de rosas” e que Amy sofreria muito ao seu lado. Ela passou a ser vítima de constantes agressões físicas e verbais, além de ser abusada sexualmente pelo seu próprio companheiro.

Advertisement. Scroll to continue reading.

O casal tem um filho, o Thomas. O menino é muito gentil, educado, carinhoso com a mãe, muito esperto para a idade dele, tem apenas quatro anos e não tem apego pelo pai, pois o sujeito não faz muita questão, trata não só a esposa mal, como também o filho.

Ele é machista, trata Amy de forma submissa, bem humilhante. Por ter dinheiro, acha que pode tudo. Ela é linda e jovem, mas depende dele e também tem o filho do casal, assim ela dificilmente sairia daquele relacionamento.

Thomas, certamente, é a motivação para Amy não desmoronar, não desistir da vida.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Certo dia, o menininho estava brincando e acabou se machucando. Ao ser levado ao hospital da cidade, ele é atendido por um jovem médico, o Matthew. Sem querer, Thomas estava prestes a mudar completamente a vida da sua mãe.

O doutor é bem simpático, atencioso e encantador. Ele acaba sentindo algo muito forte por Amy. Eles se tornam amigos, porém Mark não pode descobrir, mesmo sendo apenas uma amizade, machista que só ele, não aceitaria, e Amy sofreria as consequências disso.

O livro tem poucas páginas, é pequeno, por isso não tem muitos detalhes, é objetivo. Mas a autora conta as agressões físicas, o estupro, as agressões psicológicas, tudo que a protagonista passa nas mãos do próprio marido e qual decisão ela toma diante de todo sofrimento.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Ainda temos muito machismo em nossa sociedade, muitas vítimas como Amy e que na maioria das vezes não sabem o que fazer, como escapar. Não devemos deixar que o medo seja maior do que a vontade de ser feliz, de ser livre, de ter realmente um companheiro, de ter respeito, amor. Como seguir em frente depois de tanto mal, de tantos traumas, será que é possível? Você sabe que sim e Amy te mostra como foi com ela, como deixou de ser aquela jovem sem conhecimento de vida, que casou por necessidade, que era obrigada a tantas coisas e depois ela se torna mulher, descobre inúmeros sentimentos, prazeres, se torna plena, feliz.

A obra nos traz isso, essa segunda chance. Leia e se emocione.


Por Bruh Mendes

Advertisement. Scroll to continue reading.

Written By

1 Comment

1 Comment

  1. Priscilla Rodrigues

    5 de novembro de 2017 at 01:09

    Amei! Fiquei curiosa para ler❤️

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode ler...

Animes

A matéria exibida ontem (17/10), no Domingo Espetacular, da Record TV, associou “Death Note” à violência Mais uma vez, um programa de TV brasileiro...

Literatura

Ambientado nos anos 40, romance da escritora brasiliense, Juliana Valentim, aborda temas como amor e solidariedade, ultrapassando as barreiras do tempo O trabalho escravo...

Literatura

Produção acaba de ganhar teaser e poster ‘Bom Dia, Verônica’, obra de Ilana Casoy e Raphael Montes e editada pela DarkSide Books, já tem...

Literatura

Obra reúne depoimentos de mulheres vítimas de violência domestica que rompem o padrão de silêncio da sociedade Das 4.936 mulheres mortas no Brasil em 2017,...

Advertisement