A banda americana conquistou fãs do mundo inteiro com seu rock alternativo de letras fortes

De Las Vegas para o mundo, a banda Imagine Dragons começou a fazer barulho em 2012 com o “Night Visions”. O álbum resultou em vários singles como “Demons“, “Radioactive” e o principal deles “It’s Time“. O hits fizeram a banda ter uma rápida ascensão no cenário americano e logo também no restante do mundo.

Em 2013 a banda já colhia o fruto do sucesso, nesse ano a Billboard o Imagine Dragons no topo do ranking “Year In Rock” além de dar o titulo de “Banda Revelação de 2013”. No mesmo ano a MTV  deu a bando o título de “a maior banda de breakout do ano” e a Rolling Stone classificou o hit “Radioctive” como “maior hit de rock do ano”.

dessa forma o mundo inteiro conheceu o vocalista  Dan Reynolds, o guitarrista Wayne Sermon, o baixista Ben McKee e do baterista Daniel Platzman. E o Imagine Dragons ganhou o mundo com turnês e novos hits, compondo por exemplo a canção de “Transformes: Era da Extinção“, e hits como “Belive” e “I Bet My Life“, “Thunder” entre vários outros.

Imagem: Divulgação/Imagine Dragons/

Mas existe outra questão pouco falada em relação ao Imagine Dragons que é de muita importâncias nos tempos atuais. A banda dá extrema importância e auxílio a causas sociais, como por exemplo com a canção “Skipping Stones” composta em colaboração com  Hans Zimmer para o documentário “Beliver” e que teve a trilha revertida para  instituições de caridade LGBTQ.

A banda é atração confirmada no ultimo dia do Rock in Rio 2019 (06/10), ela será a penúltima a se apresentar no palco mundo em um show que promete abalar as estruturas da cidade do rock, numa mistura que traz rock alternativo, pop rock, indie rock e electro pop.