Muito além do que apenas uma história que se passa “há muito tempo, numa galáxia muito, muito distante”, “Star Wars” se tornou uma das maiores sagas de todos os tempos da história do cinema e da cultura pop em geral. Além de uma história de aventura e fantasia que se passa no espaço, a franquia tem todo um conjunto de influências muito bem amarradas e misturadas que acabaram enriquecendo esse mundo criado por George Lucas, que se expandiu tanto que acabou resultando em um grande material cross-media cheio de vida e significado para seus fãs. E vamos citar aqui nessa matéria (dividida em duas partes) as influências que marcaram o legado de George Lucas e ajudaram a desenvolver esse universo.

Filmes de Samurais 

Muito influenciado pelos filmes de Akira Kurosawa, George Lucas se inspirou nos guerreiros do Japão feudal para criar a Ordem Jedi. Soldados com fortes crenças filosóficas, que estão muito ligados as suas espadas que simbolizam seu status social. Isso fica muito claro na primeira trilogia, já que na cena em que Obi-Wan mostra o sabre de luz pela primeira vez para Luke, ele faz questão de deixar claro que aquele objeto é muito mais que uma arma, aquilo é um símbolo de um tempo que se perdeu onde certos valores tinham um peso maior.

Velho-Oeste Americano 

Essa talvez seja uma das influências mais óbvias da saga, principalmente no filme “Uma Nova Esperança“. Onde há uma fazenda do tio do Luke, clima desértico, um cowboy de índole duvidosa (Han Solo), tiroteio dentro de um bar e até o protagonista que usa um poncho! Não tem como ser mais western que isso! Uma das várias cenas que ilustram muito bem essa temática, é quando Luke volta para a casa de seu tio com Obi-Wan e encontra tudo destruído e sua família morta. Essa cena é quase idêntica a do filme “Rastros de Ódio” de John Ford.

Flash Gordon 

Uma das primeiras óperas espaciais da cultura pop, Flash Gordon é uma pérola da primeira metade do século XX, o sucesso dos quadrinhos que depois foi para o cinema contava a história de um herói que lutava contra um imperador maléfico que vinha de outro planeta. Além dos elementos de ficção científica que a história trazia, uma das suas maiores contribuições para “Star Wars” foi o letreiro que começa todos os filmes da saga com uma sinopse dos eventos que aconteceram antes do filme.

Tolkien 

O criador de Senhor dos Anéis conseguiu criar um legado tão grande que até “Star Wars” tem que agradecer a ele! Tolkien criou o mundo da Terra-Média que consegue ser maior e mais detalhado que qualquer um de seus personagens ou histórias. E esse foi o detalhe que George Lucas buscou para seus filmes, um mundo que tivesse tanta cor, detalhes e subtexto que sempre pudesse gerar mais e mais histórias para serem contadas e lembradas pela sua audiência. Tolkien mostrou para o mundo moderno como se elabora algo tão grande que acaba crescendo cada vez mais com o passar dos anos e com a imaginação de seus fãs e assim poder gerar algo que consegue ser maior até que o autor da própria obra.

Essas foram algumas das várias influências que inspiraram George Lucas quando ele criava “Star Wars“, mas ainda não são todas. Haverá uma parte 2 dessa matéria que sairá na semana que vem! Se você também é fã e conhece dos bastidores da saga comente aqui e nos diga quais são as outras curiosidades que você gostaria que fossem citadas. Adiantamos que na parte 2 serão citadas as referências mais sérias como política, guerras e até teatro!


Por Fernando Targino

Show Full Content
Previous Anitta lança teaser de “Vai Malandra” em parceria com a C&A
Next Livros para dar de presente no Natal

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close