O mundo evoluiu e surgiram estúdios de animações tão bons quanto a Disney

Quando você lembra de animação, seja aquelas da sua infância, ou as atuais, qual o primeiro nome que vem a sua cabeça? Provavelmente é Disney. A verdade é que ela fez e, ainda faz parte, da infância de muita gente. É difícil não pensar em animações e não lembrar dos clássicos “Branca de Neve e os sete anões”, “Toy Story”, “Procurando Nemo” e muitos outros. Mas não é só de Disney que vivem as animações. Diversos outros estúdios investiram em projetos do tipo e fizeram deles sucessos absolutos que, com certeza, já viraram clássicos. Abaixo você vai conferir uma lista com animações que vão muito além da Disney:

Meu Malvado Favorito

Meu Malvado Favorito
Imagem: Divulgação/Universal Pictures

Apaixonante e divertido, “Meu Malvado Favorito” é um daqueles filmes que o vilão não é tão malvado assim e acabamos torcendo para que ele se dar bem no fim das contas. O filme começa com o roubo da pirâmide de Gizé, sendo substituída por uma imensa réplica a gás. O feito é considerado o roubo do século, o que mexe com o orgulho de Gru (Steve Carell). Desejando realizar algo ainda mais impressionante, ele planeja o roubo da Lua. Para tanto conta com a ajuda dos mínions, seres amarelados que trabalham como seus ajudantes, e do dr. Nefario (Russell Brand), um cientista. Só que para realizar o roubo terá que tomar de Vetor (Jason Segel), o ladrão da pirâmide, um raio que consegue diminuir o tamanho de tudo que atinge. Sem conseguir invadir a fortaleza de Vetor, Gru encontra o plano perfeito quando vê as três órfãs Margo (Miranda Cosgrove), Agnes (Elsie Fisher) e Edith (Dana Gaier) entrarem no local para vender biscoitos. Ele então vai ao orfanato e resolve adotá-las. Só não esperava que, aos poucos, fosse se apegar às irmãs.

Como treinar o seu dragão

Como treinar o seu dragão
Imagem: Divulgação/Paramount Pictures

“Como treinar o seu dragão” é um daqueles filmes que tem como subtrama a superação e a necessidade de mostrar que nunca devemos desistir, apesar de qualquer que seja a circunstância. A história começa na ilha de Berk, onde os vikings dedicam a vida a combater e matar dragões. Soluço (Jay Baruchel), filho do chefe Stoico (Gerard Butler), não é diferente. Ele sonha em matar um dragão e provar seu valor ao pai, apesar da descrença geral. Um dia, por acaso, ele acerta um dragão que jamais foi visto, chamado Fúria da Noite. Ao procurá-lo, no dia seguinte, Soluço não consegue matá-lo e acaba soltando-o. Só que ele perdeu parte da cauda e, com isso, não consegue mais voar. Soluço passa a trabalhar em um artefato que possa substituir a parte perdida e, aos poucos, se aproxima do dragão. Só que, paralelamente, Stoico autoriza que o filho participe do treino para dragões, cuja prova final é justamente matar um dos animais.

Shrek

Shrek
Imagem: Divulgação/Universal Pictures

“Shrek” já virou um clássico das animações, ganhando continuidades, especial de Natal e derivados, como “Gato de Botas”. O ogro menos ogro que a gente conhece conquistou as crianças e até virou musical nos teatros. A história começa em um pântano distante onde vive Shrek (Mike Myers), um ogro solitário que vê, sem mais nem menos, sua vida ser invadida por uma série de personagens de contos de fada, como três ratos cegos, um grande e malvado lobo e ainda três porcos que não têm um lugar onde morar. Todos eles foram expulsos de seus lares pelo maligno Lorde Farquaad (John Lithgow). Determinado a recuperar a tranquilidade de antes, Shrek resolve encontrar Farquaad e com ele faz um acordo: todos os personagens poderão retornar aos seus lares se ele e seu amigo Burro (Eddie Murphy) resgatarem uma bela princesa (Cameron Diaz), que é prisioneira de um dragão. Porém, quando Shrek e o Burro enfim conseguem resgatar a princesa logo eles descobrem que seus problemas estão apenas começando.

Homem Aranha no Aranhaverso

Homem Aranha no Aranhaverso
Imagem: Divulgação/Sony Pictures

“Homem Aranha no Aranhaverso” é uma animação com aspecto mais jovial que surpreendeu o público e a crítica. Por ter uma trama bem desenvolvida e não tão infantil, conseguiu conquistar os corações das crianças, dos jovens e, também, dos adultos. O filme é inspirado no legado de Peter Parker, onde Miles Morales é um jovem negro do Brooklyn que se tornou o Homem-Aranha. Entretanto, ao visitar o túmulo de seu ídolo em uma noite chuvosa, ele é surpreendido com a presença de Peter com seu traje, além de descobrir que este veio de uma dimensão paralela, assim como outras versões do Homem-Aranha.

A Era do Gelo

A Era do Gelo
Imagem: Divulgação/Fox Film Brasil

“A Era do Gelo” já é um fato ser considerado um clássico. Cada personagem, ao longo de tantos anos, conquistou as telonas de forma única. Até o coitado do Scrat conseguiu um posto fixo e virou o símbolo das animações da empresa. A história fala sobre um mamute Manny (Ray Romano/Diogo Vilela), o tigre de dente de sabre Diego (Dennis Leary/Márcio Garcia) e a preguiça-gigante Sid (John Leguizamo/Tadeu Melo) sendo amigos em uma época muito distante dos dias atuais e vivem suas vidas em meio a muito gelo. Até o dia em que eles encontram um menino esquimó totalmente sozinho, longe de seus pais, e decidem que precisam ajudá-lo a achar a sua família. Enquanto isso, o esquilo pré-histórico Scrat segue na sua saga para manter sua amada noz protegida de outros predadores.

Rio

Rio
Imagem: Divulgação/Fox Film Brasil

“Rio” é um daqueles filmes que você se orgulha de ver. Além de mostrar a cidade maravilhosa e seus monumentos, traz uma mensagem muito importante sobre animais com perigo de extinsão. A arara azulBlu (Jesse Eisenberg) nasceu no Rio de Janeiro mas foi capturada na floresta e foi parar na fria Minnesota, nos Estados Unidos. Lá ela foi criada por Linda (Leslie Mann), com quem tem um forte laço afetivo. Um dia, Túlio (Rodrigo Santoro) entra na vida de ambos. Ornitólogo, ele diz que Blu é o último macho da espécie e deseja que ele acasale com a única fêmea viva, que está no Rio de Janeiro. Linda e Blu partem para a cidade maravilhosa, onde conhecem Jade (Anne Hathaway). Só que ela é um espírito livre e detesta ficar engaiolada, batendo de frente com Blu logo que o conhece. Quando o casal é capturado por uma quadrilha de venda de aves raras, eles ficam presos por uma corrente na pata. É quando precisam unir forças para escapar do cativeiro.

Hotel Transilvânia

Hotel Transilvânia
Imagem: Divulgação/Sony Pictures

“Hotel Transilvânia” ganhou diversas sequências e retrata a importância de se aceitar como realmente nós somos, mesmo sendo diferentes do que nos dizem ser comum. O filme começa em um resort cinco estrelas que serve de refúgio para que os monstros possam descansar do árduo trabalho de perseguir e assustar os humanos, chamado Hotel Transilvânia. O local é comandado pelo Conde Drácula (Adam Sandler), que resolve convidar os amigos para comemorar, ao longo de um fim de semana, o 118º aniversário de sua filha Mavis (Selena Gomez). O que ele não esperava era que Jonathan (Adam Samberg), um humano sem noção, fosse aparecer no local justo quando o hotel está repleto de convidados e, ainda por cima, se apaixonasse por Mavis.

Sing

Sing
Imagem: Divulgação/Universal Pictures

Quem ama musicais, vai se apaixonar por “Sing”. A animação é para lá de engraçada e um ótimo filme para ver em família. O filme conta a história de um coala chamado Buster que decide criar uma competição de canto para aumentar os rendimentos de seu antigo teatro, que está indo a falencia. A disputa movimenta o mundo animal e promove a revelação de diversos talentos da cidade, todos de olho nos 15 minutos de fama e nos US$ 100 mil dólares de prêmio.

Megamente

Megamente
Imagem: Divulgação/Paramount Pictures

“Megamente” foi uma daquelas animações que deixaram um marco, mas ao longo dos anos foram esquecidas e, infelizmente, não ganhou uma continuação. A trama traz um vilão, Megamente (Will Ferrell), que o que mais desejava era eliminar seu adversário Metro Man (Brad Pitt/Thiago Lacerda) e assim dominar a cidade de Metro City. Só que, para isso, era necessário um plano ainda mais diabólico do que todos já tentados anteriormente. Um dia, com a ajuda de Criado (David Cross) e após sequestrar a repórter Rosane Rocha (Tina Fey), o malvado consegue o inimaginável, para ele e para todos: dar um sumiço no herói. A única coisa que ele não contava era que sua vida se tornaria tão chata a ponto de ele inventar um herói para combater.

Uma Aventura LEGO

Uma Aventura LEGO
Imagem: Divulgação/Warner Bros.

“Uma Aventura LEGO” é um filme que geralmente não levaríamos muito a sério – e não teria um motivo para tal. Mas ele surpreende com a qualidade e a diversão que ele proporciona. Ofilme começa com Emmet (Chris Pratt),um Lego comum, que um dia é confundido com o Master Builder, o grande criador deste mundo de brinquedo, por ter encontrado a famosa peça de resistência. Esta peça, procurada por todos há séculos, seria capaz de desarmar uma poderosa máquina criada pelo presidente do país, o perverso Sr. Negócios, que pretende colar todas as peças e impedir as mudanças no sistema. Mesmo sem ter grandes habilidades como criador, Emmet gosta de ser considerado um Lego especial, e faz de tudo para merecer a confiança de seus amigos, que incluem a rebelde Mega Estilo, o sábio Vitrúvius, e o gato-unicórnio UniKitty.

Abominável

Abominável
Imagem: Divulgação/Universal Pictures/Dream Works

“Abominável” é surpreendentemente fofo. A história além de ser diferente do que acostumamos ver, é bem emocinante. Em Shanghai, na China, Yi (Chloe Bennet) é uma adolescente que, certo dia, descobre que um yeti está no telhado do prédio em que ela mora. A partir disso, ela e seus colegas passam a chamar a criatura mística de “Everest” e, ao criarem laços com o animal, decidem levá-lo até sua família, que está no topo do planeta. Porém, os três amigos terão que conseguir despistar o ganancioso Burnish (Eddie Izzard) e a zoóloga Dra. Zara (Sarah Paulson), que querem pegar o yeti a qualquer custo.

Pets

Pets
Imagem: Divulgação/Universal Pictures

Quem não tem um pet ou nunca teve, talvez não vá se identificar tanto com esse filme. “Pets” traz o nosso dia-a-dia a tona e como os apaixonados por bichinhos tratam seus filhos de 4 patas, asas… enfim. No história Max é um cachorro que mora em um apartamento de Manhattan. Quando sua querida dona traz para casa um novo cão chamado Duke, Max não gosta nada, já que seus privilégios parecem ter acabado. Mas logo eles vão ter que pôr as divergências de lado quando um incidente coloca os dois na mira da carrocinha. Enquanto tentam fugir, os animais da vizinhança se reúnem para o resgate e uma gangue de bichos que moram nos esgotos se mete no caminho da dupla.

No fim das contas, existem tantas animações tão boas quanto as tradicionais criadas pela Disney. E cada ano que passa conhecemos mais e mais, devido ao investimento gigantesco dos grandes estúdios. Aqui listamos apenas 12, contudo sabemos que existem muitas outras com mensagens e histórias tão significativas e divertidas como essas.


Apoia-se

Show Full Content

About Author View Posts

Avatar
Aimée Borges

Aimée Borges gosta de dançar ao vento, beber água gelada e sorrir para Lua. Apaixonada por contos e fadas, deixa-se levar por sua curiosidade que a transporta para um mundo ainda mais louco que o da Alice.

Previous “Mank”: Novo filme de David Fincher ganha imagens
Next “Sementes: Mulheres Pretas no Poder” estreia amanhã, confira o trailer

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close