O que é um mentor?

É um profissional que já experimentou muitos problemas na sua jornada profissional, encontrou caminhos para superar os problemas que você irá, sem dúvida, um dia enfrentar, se é que já não está enfrentando neste exato momento. Ter um mentor significa ser guiado, amparado e orientado por um profissional mais experiente, em outras palavras, significa ganhar tempo e evitar tropeços que já foram detectados por este guia, você não precisará experimentar determinadas dores desnecessariamente!

1- Como identificar um mentor?

Busque uma pessoa com conhecimento do mercado. O mentor não precisa ser um profissional extremamente famoso, mas um profissional que entenda do assunto, que tenha uma vivência sólida e disposto a dividir este conhecimento com você. Ser mentor beneficia ambas as partes envolvidas e pode impulsionar ainda mais as duas carreiras no mercado, pois é uma oportunidade de por em prática conceitos desenvolvidos em anos de experiência.

Existem muitos profissionais que são ótimos professores, não são bons em administrar sua própria carreira, mas são excelentes em administrar as carreiras de outros profissionais. Identifique este profissional no meio, normalmente é alguém muito respeitado entre os colegas do meio.Você pode buscar um Advogado de Direitos Autorias, Instrumentista, Artista, Cantor, Empresário, mas sempre vá atrás de um profissional que tenha uma boa reputação, pois o seu nome estará fatalmente ligado a este profissional.

2- O que buscar em um mentor ?

Você está buscando alguém com olhos atentos ao mercado e as suas oportunidades, e irá avaliar sem envolvimento emocional (vale lembrar que 90% das decisões que tomamos são feitas emocionalmente, temos a tendência de decidirmos com a emoção e não com a razão).O mentor será uma pessoa que estará vendo o que você não tem experiência ainda para perceber no mercado, quais são as oportunidades que estão se abrindo, e as que você está deixando de perceber, ou deixando de criar para a sua carreira.

3 -Como saberei se tenho um bom mentor?

Você deve avaliar a evolução da sua carreira, saber exatamente de onde saiu, onde está e onde quer chegar. Para isso, deve ter um plano com metas e prazos bem definidos, mas lembre-se; com metas e prazos concretos você pode ser um pop-star internacional, mas deve saber avaliar se está no mercado certo (o mercado pode ser tanto geográfico ou a categoria em que atua ), no tempo certo, com o investimento satisfatório para a conclusão do seu objetivo.

Planeje e tenha tudo em papel para poder avaliar de tempos em tempos o que conseguiu concluir e o que esta em conclusão e, também, o que não concluiu, para conseguir avaliar o que não atingiu e porque não atingiu. Não se engane com frases do tipo: “Ah, isso não é tão importante” ou “não tem tanta importância”, “eu não vou precisar disso”, “não temos tanta estrutura assim, então é o que temos para agora”, provavelmente é importante porque você está deixando algo para trás.

Seja honesto com você mesmo, não se iluda com coisas que possam acontecer, possibilidade não é um fato, é somente uma ideia e não algo concreto, cuidado com as conclusões do famoso “se” seguido do “e aí”: ” ‘Se’ fulano gostar da minha música ele pode por na Rádio ou na Tv ‘e aí’ eu vou fazer um monte de shows, ‘e aí’ vou aparecer na TV, nas revistas…”. Este comportamento é o mais constante em quase 100% dos artistas novos com quem nos deparamos todos os dias, e podemos afirmar que em 110% dos casos os artistas não foram a lugar algum com este tipo de comportamento no mundo dos sonhos. Você deve sonhar e visualizar o futuro, mas tenha sempre em mãos um mapa para trazê-lo de volta ao mundo da realidade e da concretização e ter uma ideia clara e exata da sua localização.

Um bom mentor irá ajuda-lo no ajuste do seu plano de negócio/carreira e, juntos, irão avaliar os resultados obtidos. Se o mentor que você escolheu também tende a ficar na esfera dos pensamentos somente e não no planejamento consciente e concreto (um plano escrito), está na hora de reavaliar se você está fazendo a escolha certa do seu mentor.

Por Claudio Girardi