7 de dezembro de 2019
 Uma lista com produções da Broadway que os fãs de musicais sonham em ver de pertinho nos palcos do Brasil

Durante a cerimônia do Oscar em 2009 Hugh Jackman e Beyonce protagonizaram um grande número para celebrar a volta oficial do gênero musical no cinema. Em pleno 2018 é oficial afirmar o quão Jackman estava certíssimo ao afirmar: “The Musical is back!” – O Rei do Show não foi feliz em seu dizer apenas no que se refere ao mundo cinematográfico, os musicais também invadiram os palcos além da Broadway, incluindo o Brasil.

De uns anos para cá, os musicais são sucessos absolutos no país – até mesmo produções acadêmicas foram ovacionadas e criticadas por ninguém menos que Barbara Heliodora (“The Book of Mormon). Produções da T4f trazem equipes diretamente do internacional para realizarem clássicos como “Wicked” e “Les Miserables.” Diante de um avanço tão significativo do gênero, fica o questionamento no imaginário do público de qual será o próximo espetáculo a chegar no Brasil. Confira aqui uma lista de 5 musicais da Broadway que deveriam chegar em território nacional o mais breve possível para a alegria dos fãs.

1. “Aladdin, The Musical”

Grande vencedor do prêmio de “Melhor Musical” do Tony Awards em 2014, a história do personagem da Disney que descobre um gênio em uma lâmpada e usa os seus desejos para se casar com a princesa que ele ama e frustrar o mal Grão-Vizir do Sultão é uma das produções mais bem feitas da Broadway. Além da estória ser conhecida por todos – o que permite uma aproximação quase que instantânea com a trama – o espetáculo conta com efeitos tão especiais que o público assiste a tapetes voadores em cena. Ele ainda conta com música de Alan Menken e letras por Howard Ashman, Tim Rice e Chade Beguelin. Beguelin também escreveu o libreto.

2. “Anastasia – The Musical”

A história da única integrante da família Romanov que não foi encontrada se tornou filme de animação da Fox, musical e está viva no imaginário de todos – vai dizer que não pára para assistir quando passa na sessão da tarde? – O musical estreou na Broadway em 2017 e já conquistou centenas de pessoas que o assistiram. Para a alegria de todos o espetáculo tem músicas originais e também é fiel a trilha do filme – quem não saía por aí cantarolando: “Se eu fui aprendendo, você vai aprendendo… ” Imagina esse presente na língua portuguesa? Conta com letra e música por Lynn Ahrens e Stephen Flaherty, e libreto por Terrence McNally.

3. “Waitress”

Baseado no longa de mesmo nome que estreou no Sundance Film Festival de 2007, o musical “Waitress” com música e letras por Sara Bareilles e libreto por Jessie Nelson. O espetáculo conta com  a estória de Jenna, a garçonete especialista em tortas do Joe’s Pie Diner, que vive um relacionamento abusivo e ao engravidar descobre um concurso de tortas que pode ser sua grande chance de se ver livre outra vez. O espetáculo conta com tortas e café de verdade em cena. Imagina o espetáculo com aquele cheirinho de torta fresca no fundo? Em 2016 concorreu ao Tony de Melhor Musical e Melhor Música Original, além dos atores Jessie Mueller e Christopher Fitzgerald terem sido indicados a Melhor Atriz e Melhor Ator Coadjuvante respectivamente. Apesar de não ter levado os prêmios para casa, o musical carrega vários fãs que ouvem a trilha sonora religiosamente. Além disso num momento em que o feminismo está mais latente do que nunca é quase certo levar o público ao teatro para assistir a estória de uma protagonista feminina.

4. “Hamilton”

O espetáculo prestigiado por Obama e Madonna, ainda em sua pré-estreia, consagrou Lin-Manuel Miranda como o novo rei da Broadway. A ousadia estética e o poder de seu musical, que narra em formato hip-hop a história política americana, colocou a plateia do Richard Rodgers Theatre a seus pés. Porque assistir a um musical biográfico de Alexander Hamilton, um dos “founding fathers” dos EUA (termo usado para os responsáveis pela independência do país e autores da Constituição), em pleno território brasileiro? Pela qualidade inquestionável do espetáculo. Se trazemos tantas produções da disney, clássicos, fantasias não há motivos para  deixar de trazer a melhor aula de história possível sobre os Estados Unidos.

5.”Dear Evan Hansen”

Num momento que a saúde mental está mais latente do que nunca – “13 reasons Why” -Não deu outra no 71º Tony Awards, “Dear Evan Hansen” foi o grande protagonista da noite, a história do jovem Evan Hansen (interpretado com perfeição por Ben Platt) que está no último ano do ensino médio e sofre de transtorno de ansiedade social é apaixonante para todos que assistem. Na trama, seu terapeuta lhe diz para escrever cartas para si mesmo a fim de reforçar positivamente as coisas boas que acontecem durante seus dias. Elas costumam começar com “Querido Evan Hansen, hoje vai ser um bom dia. Eis os motivos:” e são assinadas por “Eu”. Uma delas, entretanto, cai nas mãos erradas e tudo toma um rumo perigoso especialmente após a morte de um colega de classe por suicídio. Escrito por Steven Levenson e com canções escritas pelos ganhadores do Oscar Benj Hasek e Justin Paul ( La Land: Cantando Estações).


Por Rayza Noiá

Show Full Content
Previous Editora Saraiva promove clube literário
Next Crítica (2): Pantera Negra

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

NEXT STORY

Close

Capitão América – Guerra Civil

5 de dezembro de 2015
Close