O filme “Vingadores: Guerra infinita” vem aí. Muitos rumores geram expectativa que teremos uma morte de um dos heróis nesse longa. Enquanto a estreia não chega e não confirmamos esses boatos, vamos fazer um bolão e relembrar algumas das mortes mais tristes dos quadrinhos da Marvel.

Golias

Dentro do arco de “Guerra Civil”, uma única morte foi responsável por mudar completamente a direção tomada pela história. Quando um clone do Thor feito por Tony Stark mata deliberadamente o Golias durante a luta dos heróis, muitos membros do time do Homem de Ferro começaram a repensar seus atos, e muitos inclusive trocaram de time, indo para o lado do Capitão América.

Wolverine

Apesar do seu fator de cura e esqueleto de Adamantium, o carcaju já morreu mais de 10 vezes nos quadrinhos. Vamos recapitular algumas mais “tensas”.

Em “Ultimatum”, Magneto começa a dar fim aos mutantes em uma caçada sem sentido. Mas um dos destinos mais chocantes foi o de Logan. Depois de ter sido cozido vivo, Wolverine teve o Adamantium retirado de seus ossos e suas células foram alteradas magneticamente de modo que seu fator de regeneração não funcionasse mais.

Durante a fase escrita por Grant Morrison, “Ecos do Amanhã”, Fera foi possuído pela entidade Sublime que estava em busca da Força Fênix. Wolverine reúne um novo grupo de mutantes e tenta deter essa versão maligna do Fera. Mas, a entidade é poderosa demais e decide brincar um pouco com o Carcaju. Fera/Sublime desativa o Fator de Cura do Wolverine e arranca suas entranhas, deixando-o para morrer lentamente.

Na terceira edição de “X-Men Eternamente”, escrita por Chris Claremont em 2009, descobriu-se que Tempestade era na verdade um clone da verdadeira Ororo, que estava infiltrada nos X-Men para destruí-los internamente. Numa batalha contra Wolverine, Tempestade lançou raios diretamente contra o peito do Carcaju, fritando seu coração na hora.

No filme “Dias de um Futuro Esquecido”, Wolverine volta ao passado para impedir que Bolivar Trask seja assassinado e o governo americano inicie uma caçada aos mutantes.

Nas HQ’s, a história em um pouco diferente. É Kitty Pryde quem vai para o passado. Wolverine continua no futuro e é desintegrado por um Sentinela, reduzido apenas ao seu esqueleto de Adamantium.

Em “A Morte do Wolverine” (assim como no filme Logan), testemunhamos a última aventura de James Logan.  Devido a um vírus do Microverso, o Carcaju começou a perder seu fator de cura acelerado, o que iniciou uma verdadeira caçada à sua cabeça por parte dos vilões.

Apesar de existir um experimento que pudesse tentar recuperar o fator de cura do Wolverine, o personagem resolveu aceitar seu destino e enfrentar seus inimigos de peito aberto. Depois de confrontar Viper, Wolverine descobre que o Dr. Abraham Cornelius, o criador do Programa Arma-X, pretende criar um novo Wolverine.

Logan vai até o laboratório de Cornelius e descobre que três sujeitos passarão pelo processo de receber Adamantium em seu corpo. Wolverine consegue destruir o tanque de Adamantium, mas todo o material é despejado sobre seu corpo. Ele ainda consegue reunir forças para derrotar Cornelius, mas passa seus últimos momentos admirando o Sol e analisando como foi a sua vida, antes de morrer sufocado em Adamantium.

Charles Xavier

Ao contrário do que se possa imaginar, nenhum vilão matou o professor. Sua morte foi causada por Ciclope quando ele estava possuído pelos poderes da F~enixa (Que também teve várias mortes no universo Marvel na personificação de Jean Grey).

Betty Ross

Betty é esposa de Hulk/Bruce Banner. Após seu marido ser capturado pelo exército ela parte para libertá-lo. No meio do confronto ela é acertada por estilhaços de uma granada, mesmo com Hulk se pondo na frente para protegê-la. Muito ferida ela precisa de socorro médico.

Sabendo disso, o vilão “Abominável” que supostamente já tinha sido derrotado pelo Hulk acaba por fazer uma transfusão de sangue com radiação gama para envenená-la, levando-a a morte.

Vespa (The Wasp)

A série “Ultimatum” é conhecida  por ter sido um pouco extrema na violência. A morte da amada de Hank Pym é violenta e trágica. O vilão Blob faz questão de devorar tudo que sobrou dela, mas é impedido por Hank, que se torna o Gigante e come a cabeça do vilão.

Capitão América

Muitos fãs esperavam que no filme “Guerra Civil”, o Capitão América partisse para uma melhor. Alguns esperam que ocorra em “Guerra Infinita”. Nos quadrinhos, na conclusão  da primeira parte de “Guerra Civil”, Steve Rogers tem uma morte impactante. O Capitão América leva um tiro do vilão Ossos Cruzados e sangra até a morte em rede nacional.

Steve Rogers chega a ser socorrido e levado às pressas ao hospital, mas morre durante o caminho. Seu último desejo era que Bucky fosse o novo Capitão América, mas numa edição dois anos depois disseram que Rogers não tinha morrido.

Homem-aranha (Spiderman)

Nem o amigão da vizinhança escapou. No arco de “Ultimate Homem-Aranha”, o protagonista faz um sacrifício para vencer o Duende Verde e morre nos braços de Tia May e Mary Jane. A ideia da morte de Peter, segundo os escritores da Marvel, seria fazer com que o personagem servisse de “novo Tio Ben” para um novo homem aranha. Quem assume o papel do herói com poderes aracnídeos depois dele é Miles Morales, um hispânico com feições inspiradas no Barack Obama.

Elektra

Numa tentativa de vingança, o Mercenário acerta algumas contas com Elektra. O vilão está enfurecido porque ela tomou seu lugar como assassina do Rei do Crime e a enfrenta em um duelo mortal. Depois de receber um golpe final do Mercenário, a moça caminha ensanguentada até o apartamento de Demolidor, para morrer ao lado de seu amor.

Capitão Marvel (Captain marvel/mar-Vell)

Apesar de ser um super herói sua morte foi bem humana. Enquanto outros morrem em batalhas, guerras, confrontos épicos o Capitão Marvel foi vencido pelo câncer que tinha em seu corpo. A ideia era trazer a realidade para as histórias, representando um marco nos quadrinhos.

Gwen Stacy

Talvez uma das mortes mais impactantes do universo da Marvel. Sua versão cinematográfica foi igualmente triste. Gwen  foi o primeiro grande amor do Peter Parker. Aparecendo durante 8 anos nas histórias (de 1965 a 1973) ela é conhecida até hoje por muitos fãs apesar de não existir (exceto em flashbacks) há mais de quarenta anos nas HQs oficiais. A morte dela se dá quando o Duende Verde a sequestra para chantagear o Peter, levando-a até a Ponte do Brooklyn e simplesmente a joga durante a batalha. O herói consegue segurá-la com suas teias, mas seu pescoço quebra, dando um enorme sentimento de culpa ao Homem Aranha.

O que acharam da nossa seleção? Deixe nos comentários o que vocês acharam!

Show Full Content

About Author View Posts

Avatar
Tathiana Tato

Tem um conhecimento amplo de coisas inúteis, porém divertidas, como saber por que existe aquele ditado. Ama ler, viajar, novidades, conhecer pessoas, comer bem (casou com um chef), ouvir e contar histórias. Foi escoteira e até hoje está sempre alerta.

Previous Dia Nacional do Livro Infantil – 14 verdades e 1 mentira
Next Crítica: You Were Never Really Here

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close