Connect with us

Hi, what are you looking for?

Crítica

Crítica: Thinner – A maldição

Atuações amaldiçoadas

Emagrecer rapidamente comendo tudo o que quiser. É um anúncio? É um sonho? Não. É o que acontece ao protagonista deste filme de terror baseado em uma obra de Stephen King, escrita sob o pseudônimo de Richard Bachman.

O próprio autor faz uma aparição no longa, como um farmacêutico que atende o velho cigano responsável pela maldição que atormenta Billy Halleck (Robert John Burke).

Dirigindo de forma imprudente, Billy atropela e mata a filha de Tedzu Lempke (Michael Constantine). Advogado que já havia salvado a pele do mafioso Richie Ginelli (Joe Mantegna) no tribunal, Billy consegue salvar a sua própria comprando o juiz e um policial. É inocentado. Ao sair do tribunal, o cigano Lempke toca-lhe o rosto e vocifera: “Mais magro”. A partir daí, o advogado, extremamente obeso, passa a perder peso de forma tão rápida que assusta a esposa Heidi (Lucinda Jenney) e a filha Linda (Joy Lenz).

Advertisement. Scroll to continue reading.

A cena de abertura, com música de suspense, densa neblina, faróis que vão surgindo aos poucos e depois a trajetória de uma caravana de ciganos chegando à cidade, parece prometer tensão e mistério. No entanto, o filme se perde ao longo do caminho. Não sabemos exatamente se a intenção é provocar medo ou fazer rir. O mais assustador talvez seja o para-brisa sujo de sangue após o atropelamento, ou a sinistra gargalhada de Lempke. O resto pode ser bem constrangedor, a começar pela interpretação de Burke. No início ele tenta fazer o estereótipo do gordo engraçado, com sorrisinhos e olhos sempre arregalados, o que lembra vagamente algum personagem de desenho animado. À medida que emagrece, vai assumindo um suposto ar de insanidade – e seus olhos continuam arregalados. O que lembra vagamente uma ex-jornalista brasileira casada com um político corrupto.

Ainda no quesito interpretação, temos a bela, porém histérica, Kari Wuhrer no papel da filha de Lempke. Atua de forma exagerada, como em um dramalhão, grita e corre com um estilingue a fim de atingir Billy. Muitas caras e bocas. Além disso, em determinado momento, Richie, o mafioso, leva a cigana até uma cabana, abre a porta e diz: “Ele está esperando no carro”. Ao que ela, entrando, responde: “Não tem carro nenhum aqui”. A intenção era fazer piada? Acabamos rindo da qualidade do roteiro. A partir do momento em que Billy pede ajuda a Richie o filme fica mais desinteressante ainda. O foco passa a ser a obsessão do advogado em encontrar Lempke para que este retire a maldição e o que poderia criar maior suspense – o emagrecimento cada vez mais acentuado – acaba perdendo força. Isso também fica um pouco ofuscado pela suspeita de Billy a respeito do comportamento de sua mulher: ele tem certeza de que ela o trai com o médico amigo da família, Mike (Sam Freed).

Se há algo que pode ser elogiado no filme, é a maquiagem de Greg Cannom. A caracterização do personagem obeso com o uso de “fat suit” oferece um resultado bastante crível; também foi feito um trabalho bem elaborado para as transformações físicas sofridas pelas demais vítimas da praga cigana.

Infelizmente, o roteiro e a direção de Tom Holland deixaram muito a desejar. Mas o que parece ter sido também uma maldição foi o fato de que durante as filmagens ele sofreu uma paralisia facial e, pressionado pelos produtores que não o deixaram interromper o trabalho, demorou a buscar ajuda médica. Em decorrência desse descuido, levou um longo tempo até se recuperar, o que acabou paralisando (com o perdão do trocadilho) sua carreira por uma década.

Advertisement. Scroll to continue reading.


Neuza Rodrigues

Advertisement. Scroll to continue reading.
Reader Rating1 Vote
1.2
5.5
Written By

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode ler...

Séries/TV

A alta sociedade continua agitada em 2022 com as primeiras imagens da segunda temporada de “Bridgerton” Netflix e Shondaland divulgaram hoje oito novas fotos...

Séries/TV

É cringe que fala? “De Volta aos 15” tem Maisa e Camila Queiroz no elenco A internet discada não ajuda, nem o celular tijolão...

Filmes

Nikolaj Coster-Waldau, o Jaime Lannister da série de TV “Game of Thrones”, está na nova produção da Netflix “Against The Ice”. Para promover o...

Filmes

A Paramount Pictures anunciou que o spin-off de “Um Lugar Silencioso” tem um novo diretor, depois que Jeff Nichols (“O Abrigo”, 2011) deixou o...

Advertisement