Músico e compositor, John tem levantado a platéia no programa da Record TV

Com uma voz de causar inveja, o carioca John Bianchi, atualmente é dono de uma das cadeiras do The Four Brasil, competição musical da Record TV. Cantor, compositor e músico, John participou do Rock in Rio 2019, quando foi selecionado através do projeto do Metrô Rio para tocar no Palco Carioca.

Recentemente, John lançou o clipe de “Logo Depois”, composição própria. E também possui outros trabalhos lançados como o EP A Fase Gris.

Essa semana conversamos com John Bianchi que contou um pouco mais sobre sua carreira e o que mudou desde a nossa ultima entrevista durante o Rock in Rio, além de falar um pouco sobre a participação no The Four Brasil 2.

Confira como foi a entrevista

Imagem: Divulgação/John Bianchi

Dan Andrade: O ano de 2019 foi marcante para você com alguns lançamentos e a oportunidade de tocar no Palco Carioca, durante o Rock in Rio. Antes dos shows você deu uma entrevista para a Woo! falando o que esperava daquele momento. Agora, conta pra gente como foi fazer parte do RiR19?

John Bianchi: Foi incrível. Ver a galera dançando, cantando comigo. Conhecer tanta gente talentosa como a Bel Spalla, os meninos dos Os Procurados 22, fora as pessoas que trabalham durante o evento que fazem tudo com muito carinho e respeito. Espero ser chamado pro próximo ano.

D. A.: E desde a nossa última entrevista em Dezembro, o que mudou na carreira de John Bianchi?

J. B.: Mais pessoas conheceram meu trabalho, lancei três singles, minha música tocou em algumas rádios e agora estou no The Four. Tudo acontecendo em um ritmo bom.

D. A.: Você está participando do programa apresentado pela rainha Xuxa. Como é participar do The Four Brasil 2?

J. B.: É uma experiência diferente. Estou acostumado com o palco e me preocupar apenas em viver o momento com quem está ali na hora comigo. Na TV existe uma pressão um pouco maior, saber que tem milhões de pessoas te assistindo, que isso fica disponível e eternizado na internet, nossa… é incrível, mas dá um frio na barriga.

D.A.: E, continuando a falar de The Four Brasil, você elogiou muito a Marina, sua concorrente na competição. Então, eu queria te perguntar, qual apresentação até aqui mais mexeu com você positivamente?

J. B.: Todas as apresentações ficaram maravilhosas, mas as apresentações da Bel Spalla e da Chris Carvalho me deram arrepios.

D.A.: Agora, voltando a falar de você. Você possui alguma mania ou superstição antes de pisar no palco?

J.B.: Tenho mais um mantra: Não desmaie, não desmaie. (risos) O palco é um lugar onde me sinto nu. Não consigo fingir ser ou estar algo, preciso ser sincero. E o público sente. Pra quem tem dificuldade com exposição, como eu, e mesmo assim se sente livre nele, é um momento de glória.

D.A.: E o que você sente quando está no palco cantando? Qual é a sensação de está diante do público?

J.B.: Sinto que ali é o meu começo, meio e fim. É tudo intenso, visceral. Um lugar de pertencimento e me sinto escutado, grande, o que não acontece fora dali.

Imagem: Divulgação/John Bianchi

D.A.: John, você já contou pra gente é músico, compositor e estuda muito a área, além de trabalhar com isso. Por isso, gostaria que você falasse pra gente qual a sensação de ser reconhecido, por exemplo, ao vencer uma batalha no The Four Brasil?

J.B.: No caso do The Four Brasil, ganhar é bom e estranho. Ao mesmo tempo que você quer ganhar, você automaticamente tira alguém, e isso é meio frustrante. É incrível ser reconhecido, mas sinto que estou tirando a oportunidade de outra pessoa talentosa que é uma amiga. Meio paradoxal, não é? Fiz uma amizade muito bonita com a Marina, ela é uma pessoa muito talentosa e estamos nos programando para ter um single juntos, inclusive.

D.A.: Agora, quero deixar esse espaço para você convidar a galera para conhecer seus trabalhos autorais, seus clipes e suas redes sociais. E também para você mandar um recado para aqueles que te acompanham:

J.B.: Escutem o mais novo single Logo Depois e o EP A Fase Gris, torçam por mim no The Four Brasil, conto com vocês. Um grande abraço para todos os trabalhadores e leitores da Woo!. 


Imagens: Divulgação/John Bianchi/Record TV


Sympla

Show Full Content

About Author View Posts

Avatar
Dan Andrade

Cursando Produção Cultural atualmente, sempre foi apaixonado por cinema e decidiu que de alguma forma trabalharia com isso. Tendo como inspiração Steven Spielberg e suas histórias que marcaram gerações, escreve, assiste, lê e aprende, para um dia produzir coisas tão grandes e que inspirem pessoas como um dia ele o inspirou.

Previous “Scooby! O Filme” e “Mulher Maravilha 1984” tem estreias adiadas pela Warner Bros. Pictures
Next Atriz Carla Purcina participa de clipe com Nego do Borel, Du Farol MC e Papatinho

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close