Nos planos da Disney desde 2009, a continuação do filme “Encantada” , de 2007, começará as gravações ainda esse ano. Depois de 10 anos do original, a obra “Desencantada” , foi escrita pela dupla J. David Stess e David N. Weiss e será dirigida por Adam Shankman, conhecido por “Um amor para recordar” (2002). Apesar de alguns detalhes faltando, como a confirmação das participações de Patrick Dempsey e os demais do elenco, uma coisa é certa: Amy Adams voltará a interpretar a sonhadora Giselle.

A narrativa do primeiro longa, escrita por Bill Kelly, conta a história de Giselle, uma garota ingênua e doce, que está em busca do seu amor verdadeiro. O enredo começa no mundo animado de Andalásia, onde Giselle mora e sonha em viver feliz para sempre com seu futuro amado. Enquanto isso, no castelo do reino, há uma típica madrasta dos contos de fadas, chamada Narissa, determinada a não deixar seu enteado Edward achar uma esposa, para que não haja nenhuma possibilidade de ser destronada. Com a ajuda de seu fiel escudeiro Nathaniel, os dois tentam entreter o rapaz com caçadas a ogros a fim de despistá-lo de encontrar sua alma gêmea. Contudo, em uma de suas aventuras, o príncipe escuta Gisele cantando de longe e vai atrás da dona dessa linda voz. Mesmo com a tentativa de Nathaniel dos dois não se conhecerem, o encontro é realizado e eles se encantam um com o outro.

Demonstrando a velocidade típica dos contos de fadas, os dois planejam se casar no dia seguinte. Quando, aparentemente, tudo começa a dar certo, a rainha arma para levar Giselle a um lugar chamado “ Poço dos desejos” e, com a ajuda de sua magia negra, a empurra para dentro dele, certificando-se de mandá-la para o lugar onde ela não acharia nenhum final feliz: o mundo real.Ambientada em Nova York, o filme muda para um live-action, deixando, simultaneamente, a animação tradicional e o cenário real. Chegando ao nosso mundo, Giselle, agora, interpretada por Amy Adams, tenta encontrar seu Edward pelas ruas escuras da cidade, mesmo com a falta de ajuda dos mal-educados nova iorquinos. Enquanto Giselle é movida pela multidão em plena Times Square, é acrescentada a trama, a história de Robert (Patrick Dempsey), um procurador de divórcios e pai de uma menininha de 6 anos, chamada Morgan (Rachel Covey). Até que, na volta para casa dos dois, o caminho deles esbarra com o de Giselle, que havia tido a ideia de procurar seu noivo em uma propaganda de um cassino, onde estava desenhado um castelo. Embora estivesse desconfiado, Robert leva a princesa perdida para sua casa com o intuito de ajudá-la. Porém, ela acaba adormecendo, deixando essa pendência para o próximo dia.

Na manhã seguinte, a noiva de Robert, Nancy Tremaine (Idina Menzel) aparece, como havia sido combinado no dia anterior, na casa da família e se depara com Giselle em trajes inapropriados. Os dois discutem e ela vai embora. Já no reino de Andalásia, Edward resolve ir atrás de sua amada no mundo real, com a companhia de Nathaniel (Timothy Spall). Dessa forma, ao mesmo tempo que Edward (James Marsden) a procura, sendo atrapalhado por seu companheiro de viagem, Giselle desenvolverá afeto tanto por Morgan, quanto por Robert, além de aprender como o tal do “ amor verdadeiro” funciona nessa nova terra.

O musical, apesar de ser da distribuidora Walt Disney Studios Motion Pictures, é uma paródia dos contos de fadas que todos conhecemos (e amamos). Além de colocar a vilã como uma mistura de Malévola com Rainha Má, faz piadas sobre os clichês das demais fantasias clássicas. Ainda utilizando de maçãs envenenadas, beijo de amor verdadeiro e sapato esquecido no baile, a história consegue ser original e fazer com que ocorra o final feliz que todos nós esperamos em filmes do gênero.Quanto a trilha sonora, só é possível agradecer pela letra e melodia dos inspirados Stephen Schwartz e Alan Menken, respectivamente. Tanto “ That’s how you know”, no meio do Central Park, como “So close”, no baile de gala, fizeram com que o público se envolvesse com os casais e sentisse o conto de fadas moderno. Ambas foram utilizadas em cenas épicas e inesquecíveis, por terem, não só criado um número fenomenal de dança, mas também, enaltecido a atuação dos envolvidos.

Ainda sem spoilers sobre o que pode vir a acontecer na continuação, o título liberado já deixa uma brecha para especulação: Será que o jeito único de Giselle será perdido pela rotina da cidade grande? Uma vez que a cidadã de Andalásia atinge seu tão desejado final feliz, o que pode ter acontecido para que tudo mudasse? Em breve (ou não), teremos nossas respostas na telinha.