Segundo o desembargador a decisão visa acalmar os “ânimos e para o beneficio da sociedade brasileira, majoritariamente cristã”

Em uma decisão que soa como censura o desembargador Benedicto Abicair, da 6ª Câmara Cível estabeleceu que a Netflix deve retirar do ar o especial de Natal do Porta dos Fundos. Denominado “A Primeira Tentação de Cristo” faz uma sátira a uma passagem bíblica e insinua que Jesus teve um relação homossexual enquanto esteve no deserto.

Confira o que escreveu o magistrado em sua decisão:

“Por todo o exposto, se me aparenta, portanto, mais adequado e benéfico, não só para a comunidade cristã, mas para a sociedade brasileira, majoritariamente cristã, até que se julgue o mérito do Agravo, recorrer-se à cautela, para acalmar ânimos, pelo que concedo a liminar na forma requerida”

Antes desse episódio, o Porta dos Fundos já vinha sendo atacado nas redes sociais, e recentemente sofreu um atentado em sua sede – no bairro de Botafogo, Rio de Janeiro.  Um dos acusados pelo ataque, Eduardo Fauzi, fugiu para Russia e teve o nome colocado na lista vermelha da Interpol.

A Netflix ainda não se manifestou sobre a decisão do magistrado.

Imagem: Divulgação/Netflix

Sinpse:

Jesus completa 30 anos e leva um convidado especial para conhecer sua família, mas a festa reserva outras surpresas. Um especial de Natal que só poderia ser feito pelo Porta dos Fundos.

Confira o trailer:


Sympla

Show Full Content

About Author View Posts

Avatar
Dan Andrade

Cursando Produção Cultural atualmente, sempre foi apaixonado por cinema e decidiu que de alguma forma trabalharia com isso. Tendo como inspiração Steven Spielberg e suas histórias que marcaram gerações, escreve, assiste, lê e aprende, para um dia produzir coisas tão grandes e que inspirem pessoas como um dia ele o inspirou.

Previous Confira as novas imagens incríveis de “Avatar 2”
Next Crítica: O Escândalo

1 thought on “Juiz impõe a retirada do ar para o especial de Natal do Porta dos Fundos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close