Connect with us

Hi, what are you looking for?

Literatura

Karmatopia: E foi justamente num sebo que Ele me falou.

Nos idos de 2014 e no meio de uma crise existencial sem fim, Karmatopia entrou na minha vida (sim! Ele entrou e não o contrário). Sou daquelas pessoas que adaptou o corpo e a mente a trabalhar em comunhão aos ruídos da rua. Vou e volto lendo em todo e qualquer meio de transporte. Mas naquele primeiro de dezembro o livro da vez havia acabado na ida, e eu já estava desesperada pela volta.

Foi quando entrei num sebo decidida que o destino iria me levar ao livro certo. Dessa vez eu não ficaria horas olhando prateleiras empoeiradas. Ele me escolheria e não o contrário. Karmatopia me chamou solitário de cima de um banco de madeira, e ao fundo, no rádio, Lulu Santos considerava justa toda forma de amor.

Advertisement. Scroll to continue reading.

A autora Karla Monteiro narra suas aventuras em primeira pessoa. O livro, bem, edição de 2014 (coincidência, não?!) e autografado. Naquele dia eu estava mesmo com sorte.

Passagem de ida: Índia.

Passagem de volta: seis meses depois.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Numa tentativa de encontrar a si mesma, Karla acaba fazendo com que o leitor se aproxime também do seu próprio eu. E se me serve de consolo, meu corpo estava dentro de um trem lotado saindo da Central do Brasil, mas a alma… aaaahhh… a alma, essa estava no “Planeta Osho”.

“Osho foi o guru que arrebatou multidões nos anos de 1960-1970, pregando a liberdade sexual como forma de atingir a iluminação. ” (Monteiro K., Karmatopia, p.30)

Apesar de parecer de caráter religioso, o livro não traz uma pregação. Não tenta te converter a algo, e tampouco faz análises apelativas. Na verdade, ele faz com que o leitor reflita cada atitude sua… cada passo.

Advertisement. Scroll to continue reading.

A autora também descreve uma Índia pura, simples e espiritualizada. Conta suas vivências de maneira particular e com um “quê” extracorpóreo.

Ao longo da viagem ela conhece pessoas incríveis – e outras nem tão incríveis assim – mostra o verdadeiro valor das amizades sinceras e ensina que não é porque você está só, que REALMENTE está só. Faz da Índia seu segundo lar.

“Se você se sentir tensa, respire e volte para o momento, para o presente. Faça isso todas as vezes que você se lembrar, você não imagina como só isso vai transformar sua vida. ” (Monteiro K., Karmatopia, p.145)

Advertisement. Scroll to continue reading.

O livro também menciona outras obras e autores. E acho que vale a pena pesquisá-los depois. É escrito de maneira tão leve que faz com que o leitor o devore [precisei só de duas viagens de trem para terminá-lo.].

Karla Monteiro é formada em jornalismo e também escreve para várias revistas como Piauí, Trip e Serafina. E ela mesma não consegue definir sua obra. Não sabe se é uma ficção, autoficcção, jornalismo… e eu, óbvio, nem ousarei fazê-lo. Só sei que me ajudou bastante.

Então, dica do dia: quando você não estiver bem, entre num sebo e deixe que o livro te escolha. Não estou dizendo que lá irá encontrar a solução de todos os seus problemas… a luz no fim do túnel e etcetera-e-tal; mas com certeza encontrarás uma lanterninha pra ajudar a iluminar o caminho.

Advertisement. Scroll to continue reading.
Written By

Érica nasceu no subúrbio do Rio de Janeiro, mas deveria ter nascido nesses lugares onde se conversa com plantas, energiza-se cristais e incenso não é só pra dar cheirinho na casa. Letrista na alma, e essa bem... é grande demais por corpinho de 1,55 que a abriga. Pisciana com ascendente E lua em câncer. Chora quando está feliz, triste, com raiva e até mesmo com dúvida. Ah! É uma nefelibata sem cura.

28 Comments

28 Comments

  1. Hugo Caruso

    12 de dezembro de 2016 at 15:28

    Eriquinha, Parabéns! Ótima Critica… Espero que possamos ser mais práticos no futuro… Bj e um queijo.

    • Érica Fonteneles Pacheco

      12 de dezembro de 2016 at 15:51

      Hugo, obrigada, meu bem!!
      Estou feliz, feliz!!!
      Beijos

  2. Igor Moreira

    12 de dezembro de 2016 at 15:53

    Bela dica, Érica. Um livro bom e barato sempre anima. Karmatopia já entrou na minha lista. 🙂

    • Érica Fonteneles Pacheco

      12 de dezembro de 2016 at 15:56

      Barato, sim… fato!
      E a leitura é uma viagem em todos os aspectos…
      Que bom que curtiu!!

  3. Amanda Paiva

    12 de dezembro de 2016 at 15:58

    Ah, Deus! Orgulho, só orgulho!
    Agora vou sair espalhando: minha professora tem uma coluna! Minha professora tem uma coluna! – e não falo da vertebral.
    Parabéns, prof! Sucesso!
    Vamos rezar por um futuro em que eu também tenha uma. Beijo!

    • Érica Fonteneles Pacheco

      12 de dezembro de 2016 at 16:01

      Amanda, sua linda…
      Obrigada! Mesmo!!!
      Você é uma menina super talentosa e tenho certeza que sua coluna sai já já.
      Obrigada mesmo!

  4. Zaccaro

    12 de dezembro de 2016 at 16:04

    Que maravilha ! Bom e barato ! Parabens prof só sucesso !

    • Érica Fonteneles Pacheco

      12 de dezembro de 2016 at 16:05

      Obrigada Zaccaro!!! Mesmo, mesmo!!! =)

  5. Amanda Gonçalves Lugato

    12 de dezembro de 2016 at 16:20

    Muito bom professora. Parabéns. Bjss

    • Érica Fonteneles Pacheco

      12 de dezembro de 2016 at 16:31

      Obrigada, Amanda.
      Fico feliz que tenha gostado… =)

  6. Ana Luiza Ferreira

    12 de dezembro de 2016 at 17:38

    Que legal! Adorei o artigo. Parabéns!!!!

    • Érica Fonteneles Pacheco

      12 de dezembro de 2016 at 18:54

      Obrigada, Lu… =)

  7. Dom Pacheco

    12 de dezembro de 2016 at 18:25

    parabens filha, o livro é realmente bem isso, leitura agil e simples nos faz conhecer um pouco da mistica India e tambem da propia autora..recomendo

    • Érica Fonteneles Pacheco

      12 de dezembro de 2016 at 18:55

      Que bom que gostou, pai.
      O livro é realmente muito legal.

  8. Mari

    12 de dezembro de 2016 at 18:44

    Amei, já quero ler o livro e já quero ir num sebo ser escolhida como um pokemon, muito mais interessante essa brincadeira! xD Parabéns pelo post! Beijossss

    • Érica Fonteneles Pacheco

      12 de dezembro de 2016 at 18:56

      Ah, obrigada.
      Sebos são lugares mágicos. Faça isso eme diga depois! hahahaha

  9. Monica

    12 de dezembro de 2016 at 21:26

    Parabéns Erica!
    Belíssimo texto.
    Muito bem escrito.
    Te desejo muito sucesso!

    • Érica Fonteneles Pacheco

      14 de dezembro de 2016 at 21:07

      Obrigada Monica… muito feliz!!
      =)

  10. Rodrigo Miguel

    17 de dezembro de 2016 at 12:16

    Deu vontade de sujar as mãos em um dos meus sebos preferidos, o do Messias, que fica ao lado da catedral da Sé, em São Paulo.

  11. Lua

    17 de dezembro de 2016 at 14:35

    Que inspirador!

    • Érica Fonteneles Pacheco

      19 de dezembro de 2016 at 08:52

      Obrigada, Luana..=)

  12. Tom Dutra

    17 de dezembro de 2016 at 19:52

    Ainda que o livro tenha me interessado bastante, o que mais gostei mesmo foi sua dica: “Quando você não estiver bem, entre num sebo e deixe que o livro te escolha.” – Ah, vou sempre ter isso em mente! ^^

    • Érica Fonteneles Pacheco

      19 de dezembro de 2016 at 08:51

      Deu certo comigo, Tom.
      Acho que vale tentar. Se um dia fizer isso, me conta.

  13. Neuza Rodrigues

    17 de dezembro de 2016 at 22:36

    Sebos são lugares incríveis, com uma atmosfera especial. Que tal uma matéria sobre eles? 😉

    • Érica Fonteneles Pacheco

      19 de dezembro de 2016 at 08:50

      Uma matéria sobre eles vai ser legal.
      Vou amadurecer essa ideia. =)

  14. Lorena

    18 de dezembro de 2016 at 10:59

    Que achado lindo!!!❤
    É muito legal encontrar algo que fale com nossas almas na hora certa, né? Fiquei querendo muito ler!!!

    • Érica Fonteneles Pacheco

      19 de dezembro de 2016 at 08:49

      Quando quiser ler, pode me pedir.
      Acho que você vai gostar.

  15. Michele Matos

    22 de dezembro de 2016 at 21:56

    Amo livros que nos inspiram assim e nos fazem refletir sobre a nossa própria consciência, com o bem danado que se autoconhecer traz para nós mesmos. Muito bom! 🙂

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode ler...

Literatura

Ambientado nos anos 40, romance da escritora brasiliense, Juliana Valentim, aborda temas como amor e solidariedade, ultrapassando as barreiras do tempo O trabalho escravo...

Literatura

Produção acaba de ganhar teaser e poster ‘Bom Dia, Verônica’, obra de Ilana Casoy e Raphael Montes e editada pela DarkSide Books, já tem...

Literatura

Obra reúne depoimentos de mulheres vítimas de violência domestica que rompem o padrão de silêncio da sociedade Das 4.936 mulheres mortas no Brasil em 2017,...

Literatura

Poeta catarinense reúne em novo livro ou o sucesso de quatro obras: Humanos, Nove, Ócio e Espectros numa antologia sem igual É tempo de...

Advertisement