Connect with us

Hi, what are you looking for?

Música

Lorde lança novo álbum, com regravações em Maori

Solar Power
Imagem: Solar Power/Reprodução

Nessa quinta (09), a cantora neozelandesa veio ao público com uma surpresa: Em meio às divulgações de seu terceiro álbum de estúdio, Solar Power, Lorde lança novo álbum com regravações de suas músicas em Maori, idioma original do país, Te Ao Mārama. São cinco faixas retiradas do “Solar Power” e que já estão disponíveis nas plataformas de streaming.

Lorde agradeceu ao apoio da equipe responsável pela produção e tradução, com coro de cantores maoris ao longo das faixas. Todos os ganhos com o lançamento serão destinados para as ONGs Forest and Bird e Te Hua Kawariki Charitable.

Advertisement. Scroll to continue reading.
Leia também: 10 Animes Históricos Para Aprender Assistindo

Muitas coisas foram se revelando para mim enquanto eu estava fazendo esse álbum, mas a principal delas de longe é o quão os meus princípios sobre cuidar e ouvir à natureza vêm dos princípios tradicionais Maori. Há uma palavra para isso na língua: kaitiakitanga, que significa “o proteger e se doar ao céu, mar e à terra”. Eu não sou Maori, mas todos os neozelandeses cresceram com elementos dessa visão de mundo. (…) Eu sei que sou alguém que representa a Nova Zelândia de certa maneira e fazer um álbum sobre de onde sou é importante para mim poder dizer: isso nos faz sermos quem somos por aqui. É também uma língua incrivel e loucamente bela — amei cantar em Maori.Lorde em entrevista para a New Zealand Music Commission, tradução própria

Capa do EP "Te Ao Mārama" da cantora neozelandesa Lorde. Uma floresta subtropical em tons de azul e roxo com uma montanha ao centro, cercada pelas flores das árvores. O título do álbum, em amarelo, está centralizado pequeno embaixo.
Imagem: Divulgação/Te Ao Mārama

A artista reconheceu que a iniciativa está sujeira a críticas, isto porque ela poderia muito bem ser lida no estereótipo de “white saviour” (salvador branco), e, em resposta a isso, Lorde fez um breve comentário em entrevista ao site The Spinoff: “Eu sou branca – e caso você queira me interpretar como querendo engajar com cultura indígena, isso é justo. Eu totalmente aceito isso, porque é realmente complicado. Não é algo que eu tenho ambos os pés no chão – eu estou um tanto fora do meu local, e eu sou a primeira a admitir isso, e estou me abrindo para qualquer resposta a isso.

Advertisement. Scroll to continue reading.
Written By

Linguista em formação e PhD em shoujo de baixa qualidade. Obcecado por cultura pop e leituras clichê; ainda por descobrir que talvez Kakegurui não seja um traço de personalidade.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode ler...

Música

Música fará parte do próximo disco da cantora No embalo do vindouro terceiro álbum, Lorde lança a faixa “Stone At The Nail Salon”. É...

Música

Após uma pausa prolongada, com um único álbum lançado – mas que conquistou e dominou um grande público – Lorde, se apresentou no Coachella 2017....

Advertisement