NoEscurinho2

Quando a gente cresce

Diego é um jovem que acaba de se formar em cinema e se depara com as dificuldades de seguir a profissão. Enquanto encara essa dura realidade, precisa trabalhar em filmagem de casamentos. Ele também luta para realizar seu primeiro filme e sonha em viver um romance com Diana, seu amor platônico.

12513699_10201649157866250_6564723134944743553_o

O filme tem direção de Andradina de Azevedo e Dida Andrade e tem ambos como personagens. Dida no papel do protagonista Diego e Andradina como seu melhor amigo.

Premiado no festival de gramado de 2013, o filme traz uma proximidade grande com o público, retratando a realidade de muitos jovens que, de sonhadores e cheios de planos quando estão na faculdade ou em algum curso se tornam jovens crescidos que se deparam com a dura realidade de que não é tão fácil assim realizar todos os planos e sonhos que possuíam até pouco tempo. E não são apenas os sonhos profissionais. Muitos fantasiam um momento romântico ou até um relacionamento com aquele amor platônico. Diego ainda tem que lidar com o fato de que a vida não é uma comédia romântica, algo de que acabamos nos esquecendo em algum (ou alguns) momento da vida.

10391866_10201649157506241_4221017434997418542_n

É um filme cheio de escolhas interessantes. Narrado pelo protagonista e dividido em capítulos, o drama já começa com uma trilha de filme de suspense antigo, seguido de muitas referências cinematográficas que vemos ao longo do filme. Todas as canções são muito boas e se encaixam perfeitamente nas cenas em que são introduzidas. A maioria das cenas são feitas do plano médio ao plano detalhe, aumentando a sensação de proximidade para quem está assistindo. Alguns dos atores do elenco não mostram uma atuação tão boa, mas ao invés disso atrapalhar, torna tudo mais real. É como se estivessem filmando a própria realidade, ligando a câmera durante suas conversas.

Mesmo se a sua realidade for diferente da do protagonista, é difícil não se identificar com pelo menos um momento do filme, que é mais do que a vida imitando a arte. Na verdade ele usa a arte para falar sobre a vida, de modo simples e objetivo.

** O filme tem pré-lançamento especial no Rio no dia 1º de abril, no Cine Joia, com direito a debate com os diretores.

Gleicy Favacho é uma maquiadora com alma de artista. Quando pequena sonhava em descobrir um mundo fantástico através do armário muito antes de se ouvir falar em Nárnia. Essa imaginação a levou a seguir uma profissão onde ela pudesse participar da construção de vários mundos e histórias diferentes, sendo apaixonada por cinema, teatro e outras artes. Claro que, sendo adulta, já mantém um pouco mais os pés no chão, mas sempre olha dentro de um armário ou outro, afinal, vai que… né?