Connect with us

Hi, what are you looking for?

Literatura

Os mais famosos casos de Plágio na Literatura

“Escreveu, não leu; o pau comeu”

Plágio: “Cópia ou imitação sem engenho, as obras ou aos pensamentos dos outros e apresentados como originais. ” [Dicionário Priberam de Língua Portuguesa]

Atirem a primeira pedra àqueles que nunca chegaram para o coleguinha da escola, depois de não terem feito o trabalho de casa e pediram para copiar. E em resposta, ouviram o famoso: “toma…só não faz igual”. Pois é, Booklanders, o plágio está aí desde que o mundo é mundo. Já houve casos na música, na teledramaturgia, no cinema… o ato de plagiar está configurado no Código Penal como crime, e pode dar uma dor de cabeça danada para quem achou que “roubar” a fala alheia não era nada demais.

Advertisement. Scroll to continue reading.

E hoje, como nós não dormimos no ponto, trouxemos uma listinha dos plágios mais famosos da Literatura. Será que vocês vão se surpreender?

J.K. Rowling

Uma das escritoras mais bem-sucedidas do mundo, conhecida por dar vida ao bruxinho mais famosos de todos os tempos; está sendo processada por herdeiros do escritor Adrian Jacobs. Parece que no livro “Harry Potter e o cálice de fogo”, J.K. havia se apropriado das ideias de Jacobs na obra “Will, o Bruxo: No. 1 Terreno Lívido”. No entanto, o site Potterish alega que a ação foi arquivada.

Paulo Coelho

Um dos escritores brasileiros mais bem pagos do mundo – e com mais livros traduzidos também – não escapou das acusações de cópia. O Mago foi acusado pela colunista e psicóloga colombiana Gloria Hurtado por ter usado parágrafos inteiros (vish!) de uma de suas crônicas em “O Alquimista”, um dos livros mais famosos do autor.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Cristiane Costa

Usando a ideia de “plágio”, a jornalista escreve seu primeiro livro “Sujeito Oculto”. Ela usa das histórias de Machado de Assis, Flaubert, Quiroga, Borges – dentre outros -, para construir uma história original. (oi?!) Pois é! Ao que parece, ela está questionando justamente isso. O que é original e o que é releitura. Será que na natureza nada se cria mesmo? O fato é que, genialmente, Costa se utilizou de um assunto tabu, para encabeçar seu primeiro escrito. E bom, é bem verdade, que dos autores acima, ninguém voltou do além para processá-la.

José Saramago

O autor português foi acusado pelo jornalista mexicano Teófilo Huerta Moreno de plágio no livro “As intermitências da morte”. Aqui, na verdade, teve o que foi uma boa de uma fofoca. Já que Moreno, de conversa com um outro jornalista, o senhor Seatiel Alatriste, contou que estava com vontade de escrever um livro com a “morte” como tema. E Alatriste, foi lá e contou tudo para Saramago. Este, por sua vez, defendeu-se da acusação dizendo que a morte era um tema comum a todos os vivos, já que estamos caminhando ao seu encontro.

Stephenie Meyer

A senhora dos vampiros que brilham também não escapou das queixas. E as dela são várias, desde cópias efetivas de material, até plágio ideológico, que é aquele que se “rouba” a ideia e não o material físico. Além disso, ela foi acusada por mais de uma pessoa. Meyer, a autora da saga “Crepúsculo”, foi denunciada por Jordan Scott, de “Noturno” e L.J. Smith, de “Diários de um vampiro”.

Advertisement. Scroll to continue reading.

K. Rowling (de novo?!)

A escritora foi acusada (também) por Nancy Stouffer por plágio ideológico. Segundo Nancy, a história de Harry Potter foi ideia sua. Inclusive a questão de mágicos e “trouxas” [palavra designada para alcunhar os não-mágicos]. No livro “The Legendo of Rah and Muggles” “muggles” seria o verbete justamente para “trouxa”.

Então, ficaram surpresos com esses casos?

Vale ressaltar que plágio é um Crime de Violação de Direitos Autorais no Art. 184 e o infrator pode pagar uma multa e/ou responder de 3 meses a 1 ano de detenção. Então, antes de dizer que você teve uma ideia brilhante, cuidado, o mundo está cheio de lamparinas acendendo nas cabecinhas por aí.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Written By

Érica nasceu no subúrbio do Rio de Janeiro, mas deveria ter nascido nesses lugares onde se conversa com plantas, energiza-se cristais e incenso não é só pra dar cheirinho na casa. Letrista na alma, e essa bem... é grande demais por corpinho de 1,55 que a abriga. Pisciana com ascendente E lua em câncer. Chora quando está feliz, triste, com raiva e até mesmo com dúvida. Ah! É uma nefelibata sem cura.

1 Comment

1 Comment

  1. Iracema

    28 de dezembro de 2020 at 19:19

    VAI CHEGAR A HORA EM QUE NADA MAIS PODERÁ SER DITO, PORQUE TUDO JÁ O FOI.
    MUITAS VEZES SE PENSA ALGO E DEPOIS SE DESCOBRE QUE ALGUÉM JÁ PENSOU ANTES, MAS
    NÃO É POSSÍVEL CONHECER TUDO QUE JÁ FOI ESCRITO PARA SABER SE ESTAMOS REPETINDO O QUE OUTRO JÁ DISSE.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode ler...

Séries/TV

Bryan Cranston se mostrou um grande ator depois de seu icônico Walter White de “Breaking Bad“. Agora ele coloca todo seu talento em “Your...

Crítica

“Rainhas do Crime” é um filme chocante. Não por se tratar de um filme polêmico, mas inteligente, que levanta temas controversos e provoca ricas...

Crítica

Poucos são os artistas que deixam sua marca em Hollwyood como Clint Eastwood. Notório pelos papéis feitos nos filmes de Sérgio Leone, Eastwood criou...

Crítica

“Eu sei o que aconteceu com você, mas isso não justifica o que você está fazendo.” Miguel (Kiko Pissolato) é o retrato do brasileiro...

Advertisement