Na coletiva de imprensa realizada nesta sexta-feira, dia 24 de março, na sede da Globosat, na Barra da Tijuca, Tatá Werneck lançou seu talk show “Lady Night”, mas quem roubou a cena foi seu pai, Alberto Arguelles, que também participa da nova produção em aparições especiais. O programa estreia dia 10 de abril, às 22h30, no canal Multishow.

Além da atriz e seu pai, participaram da coletiva os atores Daniel Furlan e Marco Gonçalves, os diretores Elisabetta  Zenatti, Pedro Antonio Paes e Lilian Amarante, o roteirista Caito Mainier e o diretor de conteúdo do Multishow, Christian Machado, entre outros.

Tatá, assim como seu pai, e os demais participantes contaram peculiaridades da nova produção que foi gravada no Projac, estúdios da Rede Globo, e que teve os cenários assinados por Zé Carratu. O programa, além das entrevistas, terá mais de 30 quadros que se revezam entre os episódios. A primeira temporada já conta com 25 episódios.

Foto: Graça Paes – Zapp News

De acordo com Tatá Werneck, a entrevista que mais a emocionou foi a que fez com Sandy, pois ela é fã da cantora há muitos anos. Já a mais interessante foi a com o Padre Fábio de Mello, por conta da religiosidade e de algumas brincadeiras que o público irá assistir.

“Tive cuidado, porque não gosto de brincar com religião”, disse Tatá Weneck.

Já o pai de Tatá disse que o talento da filha é espontâneo e que vem desde criança. Disse que acatou o convite da filha para fazer as aparições durante os episódios, e até mostrou aos presentes e cantou a música que criou para o programa. Segundo Alberto Arguelles, o seu maior desafio foi enfrentar a platéia que tinha 120 pessoas.

Estão nos 25 episódios, Anitta, Bruna Marquezine, Gregório Duvivier, Claudia Leitte, Marcelo D2, Joelma Maria Gadú, Mariana Ximenes, Paula Fernandes. Sandy, Simone e Simaria, Tiago Iorc, Padre Fábio de Melo, entre outros.

Confira as fotos da coletiva feitas por Graça Paes da agência Zapp News.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Por Graça Paes


Apoia-se

Show Full Content
Previous Clássicos brasileiros em quadrinhos
Next Crítica: Galeria F

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close