Do you feel good? 

Você está se sentindo bem? Se não, agora vai ficar. Nascida em 21/02/1933, uma das cantoras mais importantes da história, completaria hoje 84 anos. Dia importantíssimo que não podemos e nem devemos deixar passar em branco.

Nina foi uma das primeiras cantoras que encarou a linha de frente da luta pela igualdade racial, aliada a Martin Luther King e Malcom X. A cantora declarou que a música nada mais é que o retrato de uma época, letrada e ritmada. Os músicos e outros artistas, são grandes ‘alto-falantes’ do que a sociedade precisa dizer.

Hoje é dia de comemorar, refletir e tomar decisões, assim como as da Nina, que contribuíram para nossa evolução.

Nina Simone é uma mulher extremamente inspiradora. Nasceu em uma família pobre, aonde o preconceito racial velado a impedia de levantar questionamentos óbvios como “Porquê minha luta tem que ser maior do que a de quem nasceu branco? Qual é o sentido disso?” Imagina como seriam recebidos esses questionamentos nos anos 40 e 50. Estudou para ser pianista clássica, mas já foi rejeitada no conservatório musical da Filadélfia pois, para eles, a cor da pele a desqualificava.

“Filas de grevistas
Boicotes escolares
Eles tentam dizer que é uma conspiração comunista
Tudo que eu quero é a igualdade
Para minha irmã meu irmão meu povo e eu.”

Nina Simone – Mississippi Goddam

Debates sobre feminismo, apropriação cultural, feminismo branco, negro… á todos que esbravejam essas questões por aí, Nina Simone está aqui para nos ajudar a entender a luta, através de história e ações que já mudaram de alguma forma o mundo. Você que é interessado em saber como se deu essa luta, é só clicar aqui e ler nessa matéria, já publicada pela Woo!, mais sobre a história da Nina. 

6 Motivos para comemorarmos (muito) os 84 anos que nina completaria hoje 

  • Em 1966 a cantora já questionava e lutava contra os esteriótipos atribuídos à mulheres negras. A música “Four Women” aponta 4 deles.
  • Piano era considerado um instrumento “de classe”, numa época em que prevalecia a ideia que negros são inferiores. Uma negra tocando Bach, Bethooven, Debussy, entre outros, foi um belo de um “cala a boca” pra esse povo!
  • Financiou seus estudos e sustentou a família tocando em bares. Sua mãe, ministra de igreja evangélica, jamais aceitaria a ideia. Inventou ser chamada de “Nina” para que sua mãe não descobrisse um dos principais ‘ganha pão’ da família. Coragem!
  • Hoje em dia, temos todos a consciência que uma doença como a depressão é um sinal de luta e não de fracasso. Esse mal que acometeu Nina nunca foi alvo de notícias. Ela tinha muitos momentos ruins como nós e mesmo assim ela conseguiu ser forte pra caramba, lutar por ela, ser uma pianista e cantora de excelência e lutar pela sociedade. Muita força!
  • Mississippi Goddam! Pensa bem, quantos cantores famosos hoje em dia você acha que arriscariam uma carreira de sucesso pra dizer aquilo que os homens do poder não querem que você diga? Ela não pensou duas vezes. Após o assassinato de 4 crianças afro-americanas em Birminghman, ela assumiu definitivamente a linha de frente contra a desigualdade racial. Mississippi Goddam foi uma das primeiras canções que confirmou essa postura. Nina estava tão determinada e indignada com as injustiças, que ao cantar canções tão carregadas de sentido como essa, ela perdeu a capacidade de atingir certos tons cantando, pois forçava demais a voz quando se levantava contra as barbáries cometidas com a minoria. Sua música parou de ser aceita nas grandes mídias e ela continuou nesse caminho, não foi o mais rentável, mas foi o mais verdadeiro.
  • Sendo uma pianista, cantora e compositora das melhores, seria possível acreditar que ela nunca foi premiada por isso? São considerados anos de boicote a carreira dela pela sua postura contra a desigualdade. SOMENTE agora em 2017, na premiação do Grammy que ocorreu dia 12/02, ela foi reconhecida no prêmio Lifetime Achievement (prêmio por realizações ao longo da vida). Sua obra é muito maior e não cabe em premiações, nós sabemos, mas reconhecimento CAI BEM.

“Libélula ao Sol, você sabe
O que eu quero dizer, não sabe?
Borboletas se divertindo, você sabe o que eu quero dizer
Adormecer em paz ao fim do dia
Isso que eu quero dizer!”

Nina Simone – Feeling Good

Feeling Good é uma das mais tocadas músicas da cantora e é interpretada por dezenas de artistas de sucesso atualmente.

Muito obrigada por todo exemplo, pela luta, pelo suor que deu para o que acreditou ser o melhor para a sociedade como um todo. Parabéns, Nina!

Por Letycia Miranda


Apoia-se

Show Full Content
Previous #CarnaWoo: O ano só começa depois do carnaval
Next Crítica (2): John Wick – Um Novo Dia Para Matar

1 thought on “Parabéns, Nina Simone!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close
CLOSE
CLOSE