Um dos lançamentos da Netflix no mês de abril foi a série original “O Poderoso Chefinho”, que é a continuação do filme de mesmo nome lançado ano passado nas telonas pela DreamWorks. O filme foi um sucesso, arrecadando cerca de 527,9 milhões de dólares, agradando a um público variado entre crianças e adultos. Não é a primeira vez que um filme vira série e vice-versa, e são muito bons os resultados. Nessa primeira parte, selecionamos alguns seriados que foram inspirados em filmes e que merecem a nossa atenção.

Como treinar seu Dragão


O longa foi lançado em 2010 também pela DreamWorks e conta a história de Soluço, um menino um pouco desprezado pelos moradores de sua ilha por não ter o talento de seu pai, um grande matador de dragões. Ele consegue capturar um da espécie considerada a mais perigosa e descobre aos poucos que dragões não são terríveis como a população imagina.

Depois de dois longas, a série foi lançada em 2015 e traz as novas aventuras de Soluço, seus amigos e seus dragões. A produção aprofunda melhor a história de cada personagem e apresenta novas espécies de dragões ao longo de 6 temporadas. Cada temporada tem treze episódios com cerca de 20 minutos cada, é muita história nova para ser contada. O bom é que os fãs acompanham a série enquanto o terceiro filme não é lançado.

Um drink no inferno


Em 1996, foi lançado esse filme um tanto trash que juntou assalto com bandidos, sequestro, briga de bar, e vampiros. Sim, vampiros. O longa traz George Clooney e Quentin Tarantino como dois irmãos que acabaram de cometer um assalto e que não têm piedade quando o assunto é conseguir fugir ou proteger um ao outro. Eles acabam cruzando o caminho de um pastor e seus dois filhos, acabam os sequestrando para conseguirem chegar a um bar na fronteira do México. Acontece que o tal bar não é tão normal quanto eles imaginam.

O diretor do filme e criador da série, Robert Rodriguez, achou que o enredo deveria ser melhor explorado e essa foi uma das primeiras produções lançadas pela Netflix. Ela dinamiza mais o enredo original, acrescenta novos personagens e dá continuidade a história de forma aterrorizante e um pouco cômica.

Cara Gente Branca

Em 2014, foi lançado um filme com um enredo um tanto polêmico e agradou tanto que inspirou uma série. A trama conta a história de Samantha, uma garota negra que estuda em uma faculdade de maioria branca e que comanda um programa de rádio que sempre traz temas que atacam o racismo. Quando os alunos escolhem o tema “blackface” como tema da festa anual, a tensão entre os alunos negros e brancos aumenta.

A série da Netflix também seguiu o mesmo caminho do longa, um drama que satiriza o racismo tão presente na sociedade. A produção continua mostrando como é ser um aluno negro no ensino superior que infelizmente traz a realidade de uma maioria de alunos brancos. Os conflitos, as injustiças, as dificuldades, tudo isso é mostrado com um quê de humor inteligente e a segunda temporada já teve seu trailer liberado e já está sendo muito aguardada.

Demolidor

No começo dos anos 2000, a Marvel passou a investir em filmes sobre seus personagens, entre as produções está Demolidor, o super herói cego que de dia é advogado e à noite sai nas ruas para combater o crime. Apesar de ter tido uma boa arrecadação, muitos fãs dos quadrinhos não gostaram da versão cinematográfica da história e rejeitam a produção estrelada por Ben Affleck, mas com a série não é assim.

Em abril de 2015, foi lançada a série “Demolidor”, que por ser originalmente inspirada nos quadrinhos da Marvel, tem o mesmo enredo do filme. Mas ao contrário do longa, a série agradou muito aos fãs e à crítica. A segunda temporada foi lançada em 2016 e, desde então, os fãs aguardam a terceira temporada, que já foi confirmada pela Netflix e está sendo filmada desde outubro do ano passado. Só resta aguardar.

Boas histórias devem ser contadas mais de uma vez, então séries que aproveitam o enredo de um filme não estão inovando, mas sim aproveitando um público existente e isso é uma sacada inteligente. Melhor ainda é poder conhecer cada personagem de forma mais aprofundada e rica. Assim, é possível matar a saudade de um longa ou entender ainda melhor a trama.

Show Full Content

About Author View Posts

Avatar
Tami Aimée

Ela é a linha tênue entre a tranquilidade e a persistência. Um encontro divertido entre a calma e a dedicação. Uma jornalista que ama e se encanta com o que faz, aprende sorrindo e aceita que o erro é possível e faz parte da natureza humana. Entre um minuto e outro escreve, lê, escuta, canta, produz, analisa, aprecia... Essa é a Tamiris Aimée, essa é a Tami Aimée!

Previous Crítica: FIFA Gold Stars
Next Vingadores: Guerra Infinita – O que saber antes do filme? – Parte 3

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close