Você pode se chamar Amanda, Luana, Vitória, Bruna ou como for,  a verdade é que não importa: no fundo somos todas Marias! Digo isso porque a Intimus (sim, a marca de absorvente!), em parceria com a Telecine, apresentou no ano passado seis episódios, exibidos nos seis canais Telecines, da sua nova série: “Marias, elas não vão com as outras”, que contava a história de seis Marias, suas relações com os produtos íntimos da marca, e mais que isso, sua vontade de mostrar que as mulheres são livres para tomar suas próprias decisões!

O sucesso dos curtas foi tão grande que a Intimus resolveu continuar a série, transformá-la numa websérie e fazer disso um sucesso! Quantas de nós nunca nos desesperamos por não conseguir um emprego? Nunca sofremos por amor por um boy (ou uma girl)? É pensando nisso que “Marias” apresenta as seis Marias, que não vão com as outras, e seus dramas pessoais. Somos apresentadas as incríveis Maria Alice, Maria Carolina, Maria Laura, Maria Paula, Maria Luiza e Maria Pia!

A websérie está disponível no youtube da Intimus a partir da segunda temporada, com a introdução de Maria Alice e Maria Pia, que não fizeram parte do elenco original, mas dá pra entender perfeitamente as histórias de cada uma. Começamos a segunda temporada com Maria Luiza, a musa fitness e blogueira do instagram que se deixa levar cada vez mais por impressões da mídia e esquece do que realmente importa, que é ser quem você é! Na mesma temporada, temos Maria Laura, que sofre assédio no trabalho e não sabe como lidar com isso pois sua irmã, Maria Paula, está desempregada e as duas precisam muito do dinheiro. Para fechar, acompanhamos o drama de Maria Carolina, que depois de perder um bebê, precisa aprender a conciliar seu relacionamento com seus estudos.

Na terceira temporada, acompanhamos Maria Paula. A namoradeira acaba de conseguir um emprego para trabalhar com ninguém mais, ninguém menos, que Maria Alice. Tudo estaria bem, se Maria Alice não tivesse sido seu primeiro amor! Depois, acompanhamos o drama de Maria Pia, que se envolve com um colega de trabalho que tem vergonha dela por ela ser gorda. E então, para fechar a terceira temporada, acompanhamos Maria Alice, que após três anos e meio se dedicando ao trabalho e sem nenhum relacionamento, resolve instalar um aplicativo de paquera no celular e da match com o boy da Maria Paula! Que confusão, não é mesmo?

É por isso que reforço a importância de existir webséries como “Marias”, que mostram situações que nós, mulheres, passamos e que precisamos arrumar soluções. Além disso, a série mostra que não importa qual seja esse caminho, somos livres para tomar nossas próprias decisões. Em tempos de empoderamento feminino, a Intimus acerta (e continua acertando), ao investir em “Marias” e fazer uma identificação com o público feminino.

Os episódios saem toda a quarta feira no canal da Intimus Brasil e vale muito a pena ver e se apaixonar! Digo e repito: Somos todas Marias, e não vamos com as outras!


Apoia-se

Show Full Content

About Author View Posts

Avatar
Júlia Cruz

Acredita ser uma criação do Projeto Leda enquanto espera o Doutor com a sua Tardis. É apaixonada por cachorros, gosta de acender incensos, observar estátuas e tomar café. Descobriu que tudo é passível de crítica e desconstrói os enredos das mais de cem séries que já viu, para os leitores da Woo Magazine.

Previous Estudantes de Comunicação da UERJ promovem a XVII Mostra de Artes e Carpintaria
Next Crítica (2): Sobre Estômagos e Borboletas

2 thoughts on “Somos Marias, e não vamos com as outras!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close