“The Flash” é um seriado americano de 2014 produzido e exibido pela emissora de televisão The CW e desenvolvido por Greg Berlanti, Andrew Kreisberg e Geoff Johns. Baseada nas histórias em quadrinhos da DC Comics, a série conta a história de Barry Allen (Grant Gustin), um jovem muito inteligente que, depois de uma explosão no S.T.A.R. Labs – um laboratório de pesquisas científicas e tecnológicas de Central City -, é atingido por um raio e adquire superpoderes, se tornando Flash, o homem mais rápido do mundo.

A história da série envolve diversas camadas que uma boa história de super-heróis deve conter. Além das famosas e clássicas passagens onde Flash salva a cidade dos vilões e meta-humanos do mal, ela também mostra todo o backgroud da história de Barry, como seus relacionamentos (amorosos e fraternais), suas inseguranças, seus sentimentos, suas razões e as dificuldades que ele passa ao longo do tempo.

Logo nas primeiras cenas do primeiro capítulo já é exposto ao espectador a forma como ocorreu a morte da mãe de Barry – que foi assassinada na frente do filho por algo que o menino não conseguia entender – e os resultados que isso trouxe para sua vida, como o pai dele ser considerado culpado e condenado a prisão. Além disso, vemos que Barry foi adotado pelo Detetive Joe West (Jesse L. Martin), amigo de seus pais e pai de Iris West (Candice Patton), melhor amiga – e amor platônico – de Barry.

No S.T.A.R. Labs nós conhecemos a Dra. Caitlin Snow (Nicole Panabaker), uma inteligente e amável bio-engenheira, e Cisco Ramon (Carlos Valdes), um engenheiro mecânico muito talentoso. Os dois cuidam de Barry depois dele ser atingido pelo raio que o transformou e o ajudam a descobrir e controlar suas novas habilidades. Caitlin e Cisco acabam se tornando os parceiros de Barry em suas missões e, juntos, formam a Equipe Flash. Além deles, nós também conhecemos o Dr. Harrison Wells (Tom Cavanagh) no laboratório, um personagem essencial para a história.

“The Flash” faz parte do universo de séries da DC produzidas pela The CW, assim como os seriados “Arrow”, “Supergirl” e “Legends of Tomorrow”. As séries da DC fazem parte do mesmo universo e dialogam entre si. Elas fazem parte das histórias umas das outras, as vezes tendo episódios começando em uma série e terminando em outra. Além disso, alguns episódios das séries contam com a presença de determinados personagens em séries sem ser aquela que a personagem participa de fato, como quando Barry aparece em “Arrow” só para “dar uma ajudinha” ou quando Felicity Smoak (Emilly Back Rickards, de Arrow) da “uma passadinha” em Central City.

Em “The Flash”, logo no primeiro capítulo esse crossover já ocorre, quando Oliver Queen (o Arqueiro Verde, interpretado por Stephen Amell) aparece para treinar Barry e ajuda-lo nessa nova fase de vigilante. Apesar dessa grande interação entre as séries da DC, não é necessário ver todas para que se entenda uma – elas são completamente compreensíveis por si próprias.

O humor da série é, sem dúvidas, um dos pontos altos. “The Flash”, apesar dos dramas presentes, é uma série divertida e envolvente e, no quesito risadas, Cisco é um dos grandes responsáveis por inúmeras delas, além do protagonista. A interação entre Barry e Oliver, quando ocorre o crossover entre as séries, tende a ser bem cômica, também.

Atualmente, “The Flash” está em sua quarta temporada. No Brasil, ela é exibida pela Warner Channel e pela Rede Globo. Além disso, a série também está presente no catálogo da Netflix até a terceira temporada.

E aí, gosta de “The Flash”? Assiste mais alguma série de super-heróis da DC? Conta pra gente aqui nos comentários!


Por Carolina Sá