10 de dezembro de 2019

Lá no finalzinho de 2016, era apresentado ao mundo Pokémon Sun and Moon”, trazendo a mais nova geração dos monstros mais famosos que a gente respeita. Os games são baseados na boa e velha mecânica que vemos há mais de duas décadas, desde os clássicos Pokémon Red and Blue”, com inovações e recursos que vem sendo adicionados desde então. No entanto, não é só dessa série de RPG’s dos consoles portáteis da Nintendo que vivem os (quase sempre) excelentes games com nossos monstros favoritos!

Enquanto nem todo fã de Pokémon é necessariamente um gamer aficionado, ou simplesmente não quer gastar demais para ter o último game principal da série, ou até um Nintendo 3DS, ainda há várias opções legais por aí! Vamos falar sobre algumas:

  • Pokémon GO

A opção óbvia, afinal, se você esteve vivo e comunicável no Planeta Terra desde julho de 2016, certamente soube da febre Pokémon GO”, o game para smartphones desenvolvido pela Niantic. O título trouxe a primeira geração de Pokémon, numa jogabilidade simples e inovadora – e que pôs muita gente para caminhar! Apesar de ser um jogo um tanto limitado, e defeituoso em outros aspectos, o golpe de nostalgia garantiu sucesso (senão dominação mundial) por várias semanas.

Alguns meses depois, a popularidade não é mais a mesma que a inicial. Com o lançamento da mais recente atualização, que traz 80 Pokémons da Segunda Geração (Johto), muitos treinadores devem voltar para ver se vale a pena (ou não) continuar andando pelas ruas em busca do seu próximo parceiro de batalhas.

  • Pokémon Shuffle

Este é um simples, mas viciante (e irritante) puzzle. Bem similar ao também simples, mas viciante (e irritante) “Candy Crush”. A mecânica consiste basicamente em alinhar o máximo de blocos iguais (representados por Pokémons) e fazer combos para somar pontos.

Um atrativo interessante no game são fases especiais, que estão sempre mudando. O ponto fraco de “Pokémon Shuffle” é ser típico game móvel grátis onde você precisa esperar para ter pontos para uma nova partida, ou pagar para conseguí-los imediatamente. Nada é perfeito…

  • Pokémon Trading Card Game Online

Se você sempre admirou o “Trading Card Game” de Pokémon, mas não quis gastar para colecionar, a versão online é a solução para seus problemas! Nela é possível colecionar as cartas, construir baralhos e duelar contra oponentes humanos e IA.

Você começa o jogo com decks básicos a sua disposição. Conforme você vence partidas, acumula moedas virtuais que servirão para adquirir novas cartas, boosters e decks virtuais. A mecânica de “Pokémon TCGO” é descomplicada e fácil de entender, e o jogo é simplesmente viciante. Enquanto os gráficos são relativamente básicos, são caprichados o suficiente nas estampas das cartas com os Pokémons e basta estar conectado à internet para jogar.

É claro que há a opção de usar dinheiro real para adquirir novos pacotes e cartas raras, mas o jogo consegue realmente ficar longe do rótulo pagar-para-vencer, com uma jogabilidade equilibrada e divertida.

  • Pokémon Insurgence (fanmade)

Este já é um título mais afim da série clássica de RPG’s – baseado no bom e velho sistema de viajar pelo continente colecionando Pokémon e batalhando. O game não-oficial e feito por fãs cria uma nova história similar às que vimos antes, num tom um tanto mais pesado.

Ainda em desenvolvimento, o game traz além da nova história, um novo mapa e os “Pokémons Delta” – variações bem parecidas com as espécies “Alola” que vemos em “Sun and Moon” – dando uma repaginada no visual e nos poderes de alguns velhos conhecidos, além de novas megaevoluções. No total, poderemos encontrar 722 Pokémon, da primeira até a sexta geração (não inclui os mais recentes, sétima geração).

Assim como outro título fanmade que surgiu recentemente, “Pokémon Uranium”, que levou quase uma década para ser desenvolvido, é muito provável que a Nintendo derrube Insurgence em algum momento. Quem quiser conferir, ainda pode encontrar uma versão beta na internet para download.

Show Full Content

About Author View Posts

Avatar
Cesar Rezende

Carioca por acidente e adepto do pop e rock dos anos 90 e 2000. Sobrevive de uma dieta não moderada de Stephen King e gostos que ele jura serem divergentes. Ama escrever e fotografar, é defensor e problematizador do videogame como forma de arte, e, acima de tudo, metido a engraçado.

Previous O Show do Tiago: brincar de ser criança
Next Precisamos falar sobre Amy Adams

2 thoughts on “4 Games Grátis (e imperdíveis) de Pokémon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

NEXT STORY

Close

Oscar 2017: Confira os grandes vencedores desse ano

27 de fevereiro de 2017
Close