Amanhã, acontece a maior premiação da TV, o Emmy’s 2020. Vamos falar então sobre quem vai ganhar e quem deveria ganhar na noite de domingo, ou seja, esse é o nosso aquecimento Emmy’s 2020. A seguir, você confere os favoritos da mídia especializada (“quem vai ganhar”) e também quem a Woo! Magazine acha que deveria ficar com o troféu (“quem deveria ganhar”):

Melhor Série de Drama

Ozark
Imagem: Divulgação/Netflix

Quem vai ganhar:Succession (HBO) – O drama sobre o magnata de 80 anos que decide permanecer no comando da empresa da família, tem 18 indicações ao todo. Todas elas são merecidas, já que a produção é impecável. Além disso, parece ser a queridinha da crítica norte-americana.

Quem deveria ganhar:Ozark” (Netflix) – Essa série sobre a família aparentemente bem sucedida, porém, envolvida em negócios nebulosos chegou meio que devagar na Netflix e acabou conquistando o coração de muita gente, inclusive o nosso. A dupla de protagonistas Jason Bateman (Marty) e Laura Linney (Wendy) é incrível.

Melhor Ator Série de Drama

Billy Porter
Imagem: Divulgação/Netflix

Quem vai ganhar: Jason Bateman (“Ozark”) – Na série ele faz tudo. Até mesmo já roteirizou e dirigiu episódios. Mas onde ele se destaca mesmo é na densa atuação com a colega Laura Linney. Acho que chegou a hora de levar sua primeira estatueta para casa.

Quem deveria ganhar: Billy Porter (“Pose” – Netflix) – Sabemos que ganhar um prêmio por dois anos consecutivos não é muito comum. Mas na nossa opinião, ninguém foi melhor protagonista que Porter nesse drama do canal FX, tão necessário para a comunidade LGBT+.

Melhor Ator Coadjuvante em Série de Drama

Kieran Culkin
Imagem: Divulgação/HBO

Quem vai ganhar e deveria mesmo ganhar: Kieran Culkin (“Succession”) – Essa categoria é muito competitiva. Mas o que rola por aí é que esse ano quem leva o prêmio para casa é Kieran Culkin, na pele do caçula badboy da família Roy. Concordamos com a opinião geral, mas não será fácil já que ele disputa com outros dois colegas de elenco.

Melhor Atriz em Série de Drama

Ephoria
Imagem: Divulgação/HBO

Quem vai ganhar: Laura Linney (“Ozark”) – Como já dissemos anteriormente, um dos fatores do sucesso de Ozark é a dinâmica Bateman-Linney em cena. E já que Bateman é o mais cotado para levar o prêmio esse ano, é justo que Laura Linney também apareça como favorita.

Quem deveria ganhar: Zendaya (“Euphoria” – HBO) – Para nós, Zendaya com toda sua juventude mostrou grande competência ao interpretar a também jovem e complexa Rue, às voltas com seu transtorno de ansiedade que a leva às drogas. Uma personagem que poderia facilmente cair em clichês, mas felizmente Zendaya nos entregou drama na medida certa.

Melhor Atriz Coadjuvante em Série de Drama

Helena Bonham Carter
Imagem: Divulgação/Netflix

Quem vai ganhar: Julia Garner (“Ozark”) – Não é difícil acreditar que a atriz pode repetir o feito do ano passado e ganhar o prêmio novamente. Isto porque ela continua encantando a crítica na pele da ambiciosa e esperta Ruth Langmore.

Quem deveria ganhar: Helena Bonham Carter (“The Crown” – Netflix) – A renomada atriz conquistou nosso coração mais uma vez como a Princesa Margaret e sua conturbada vida amorosa. A preparação de Carter para o papel incluiu até mesmo sessões mediúnicas para obter permissão do espírito de Margaret.

Melhor Série de Comédia

Método Kominsky
Imagem: Divulgação/Netflix

Quem vai ganhar e deveria mesmo ganhar: “O Método Kominsky” (Netflix) – A Netflix ousou colocar em seu streaming uma comédia sobre as alegrias e dificuldades da velhice, a partir de dois amigos de longa data. Interpretados por Michael Douglas e Alan Arkin, a dupla faz um humor com muita sensibilidade para tratar dos altos e baixos da vida.

Melhor Ator em Série de Comédia

Ramy
Imagem: Divulgação/Hulu

Quem vai ganhar: Eugene Levy (“Schitt’s Creek” – Pop TV, UOL Play no Brasil) – Não muito popular no Brasil, essa série canadense conquistou público e crítica no hemisfério norte. E parece que a história da riquíssima família que perde tudo vai ser a vencedora do prêmio amanhã.

Quem deveria ganhar: Ramy Youssef (“Ramy” – Hulu)  – Ramy Youssef é o criador, produtor executivo e protagonista dessa engraçada história do muçulmano americano de primeira geração tendo que equilibrar seus valores tradicionais com a cultura de Nova Jersey, onde vive. Gostaríamos muito de vê-lo como vencedor esse ano.

Melhor Ator Coadjuvante em Série de Comédia

Mahershala Ali
Imagem: Divulgação/Hulu

Quem vai ganhar: Dan Levy (“Schitt’s Creek” – Pop TV) – Concorrendo com vários atores que já venceram o prêmio algumas vezes, parece que as apostas se concentram em Dan Levy, que também concorre como roteirista e produtor junto com seu pai e protagonista Eugene Levy.

Quem deveria ganhar: Mahershala Ali (“Ramy”) – Ele já ganhou o Emmy, o Globo de Ouro e o Oscar. Mas sua entrada na segunda temporada de Ramy veio para demarcar uma narrativa ainda mais engraçada na série, numa dinâmica incrível com Ramy Youssef, que também é nossa aposta para levar o prêmio.

Melhor Atriz em Série de Comédia

Issa Rae
Imagem: Divulgação/HBO

Quem vai ganhar: Catherine O’Hara (“Schitt’s Creek” – Pop TV) – A crítica internacional caiu de joelhos pela rainha da comédia Catherine O’Hara como a matriarca Moira da arruinada família.

Quem deveria ganhar: Issa Rae (“Insecure” – HBO) – Issa Rae colocou vários dilemas da mulher negra na série criada, produzida e roteirizada por ela. Ao longo de quatro temporadas (renovada para a quinta) Rae colocou tanta verdade no papel que é impossível não se apaixonar. Embora seja nossa aposta, é pouco provável que ela leve o troféu para casa.

Melhor Atriz Coadjuvante em Série de Comédia

Alex Borstein
Imagem: Divulgação/Amazon

Quem vai ganhar e deveria mesmo ganhar: Alex Borstein (“The Marvelous Mrs. Maisel” – Amazon) – essa atriz é daquelas que rouba a cena como a cínica Susie na multivencedora “The Marvelous Mrs. Maisel”. Embora já tenha vencido duas vezes com o mesmo papel, estamos junto com a crítica nessa.

Melhor Minissérie

Watchmen
Imagem: Divulgação/HBO

Quem vai ganhar e deveria mesmo ganhar: “Watchmen” (HBO) – Como que dá pra discordar da aclamada minissérie da igualmente aclamada HQ “Watchmen”? A verdade é que não tem pra ninguém esse ano do mesmo modo que “Chernobyl” no ano passado. É a HBO com mais uma produção arrasadora, a recordista de indicações – 26 no total.

Melhor Ator em Minissérie ou Filme para a TV

I know this much is true
Imagem: Divulgação/HBO

Quem vai ganhar: Jeremy Irons (“Watchmen”) – Como não amar o tom que só um ator renomado como Irons daria ao enigmático e agora aristocrata Adrian Veidt, o vigilante Ozymandias? A opinião geral parece reconhecer mais esse grande trabalho do ator.

Quem deveria ganhar: Mark Ruffalo (“I Know This Much Is True” – HBO) – sem muita cerimônia, essa minissérie apresentou um Mark Ruffalo angustiado, complexo, imerso na miséria humana ao interpretar dois irmãos gêmeos que se reencontram para acertar as contas. Na nossa opinião, a carga emocional que Ruffalo traz para a cena merece o reconhecimento.

Melhor Ator Coadjuvante em Minissérie ou Filme para a TV

Yahya Abdul-Mateen II
Imagem: Divulgação/HBO

Quem vai ganhar: Jim Parsons (“Hollywood” – Netflix) – o eterno Sheldon de “The Big Bang Theory” parece ter muito mais a mostrar como ator. E a elogiada minissérie da Netflix “Hollywood” parece ter dado essa chance à Parsons, que faz um excelente trabalho.

Quem deveria ganhar: Yahya Abdul-Mateen II (“Watchmen”) – Essa minissérie colocou três indicados nessa categoria, e foi quase impossível escolher um só, de tão incríveis que eles são. Fechamos em Yahya Abdul-Mateen II por manter o alto nível de atuação a cada mudança do personagem.

Melhor Atriz em Minissérie ou Filme para a TV

Regina King
Imagem: Divulgação/HBO

Quem vai ganhar e deveria ganhar mesmo: Regina King (“Watchmen” – HBO) – Temos mais uma unanimidade que não dá pra discordar: Regina King foi a rainha da coisa toda como a protagonista de “Watchmen”. Embora a concorrência seja forte, confiamos que a atriz levará mais um Emmy para a casa.

Melhor Atriz Coadjuvante em Minissérie ou Filme para a TV

Toni Collette
Imagem: Divulgação/Netflix

Quem vai ganhar e deveria ganhar mesmo: Toni Collette (“Inacreditável” – Netflix) – Mais uma série que chegou à Netflix sem grandes expectativas, mas colocou Toni Collette como a inteligente investigadora Grace capaz de mudar os rumos de um inquérito de violência sexual. A competência da atriz já é bastante conhecida e esperamos que ela fique com o prêmio.

Esse foi o nosso aquecimento Emmy’s 2020. Não percam a cobertura especial do evento da Woo! Magazine nas redes sociais amanhã (20/09) a partir das 20h! Além disso, indicamos a live do youtuber Gabriel Barge durante o evento. Até lá!


Imagem de Capa: Divulgação/Emmy’s


Apoia-se

Show Full Content

About Author View Posts

Avatar
Amanda Moura

Bibliotecária, doutoranda em História das Ciências, e das Técnicas e Epistemologia. Apaixonada por cinema, séries e cultura em geral. Sem Os Goonies talvez não estivesse por aqui.

Previous “Your Honor” é a nova série criminal de Bryan Cranston. Veja o trailer!
Next “Don’t Look Back”: terror do criador de “Premonição”, ganha trailer

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close