Connect with us

Hi, what are you looking for?

Geek

Artists’ Alley, o coração da CCXP, recebe 462 artistas em 2016

Maior evento de cultura pop da América Latina abre espaço para quadrinistas de todo o mundo

A terceira edição do CCXP – Comic Con Experience 2016 anuncia o aumento do Artists’ Alley, área mais tradicional de uma comic. O número foi agora para 336 mesas, que comportam 462 artistas, Dentre os famosos do mundo dos quadrinhos, estão nomes de peso, como os brasileiros Fábio Moon e Gabriel Bá (ganhadores do Eisner 2016), Gustavo Duarte, Roger Cruz, Rafael Albuquerque, Vitor Cafaggi, Joe Benett, Adriana Melo; e os convidados internacionais Bill Sienkiewicz, Alan Davis, Mark Farmer, Peter Kuper (também ganhador do Eisner 2016), Eduardo Risso, Simon Bisley, Arthur Adams, Joyce Chin, Yanick Paquette, entre muitos outros.

Advertisement. Scroll to continue reading.

A lista completa de todos os participantes está disponível neste link , onde também é possível encontrar uma página com informações e trabalhos de cada artista que participará do Artists’ Alley.

A área é dedicada aos quadrinistas – incluídos aí roteiristas, desenhistas, arte-finalistas e coloristas – que desejam apresentar seus trabalhos e interagir com o público. Além disso, os artistas também podem aproveitar e interagir diretamente com os fãs, vendendo pôsteres, sketchbooks, artes originais e outros materiais exclusivos.

Dos 448 pedidos de mesa recebidos no período das inscrições, 265 foram escolhidos para participar. A organização da CCXP tradicionalmente opta pela mesa com até dois artistas; e pela primeira vez, a mesa dupla, equipada com sinalização diferenciada e banner gigante produzido pelo próprio evento. A novidade atende artistas que demandam mais espaço para divulgar e vender uma quantidade significativa de produtos.

Advertisement. Scroll to continue reading.

“O mercado de quadrinhos no Brasil vem apresentando um crescimento significativo tanto na quantidade de lançamentos e de profissionais quanto na qualidade dos trabalhos desenvolvidos. As HQs sempre foram um dos pilares fundamentais da CCXP e, neste ano, o crescimento do Artists’ Alley e sua nova posição na planta do evento, literalmente no coração da CCXP, é reflexo disso. Esperamos um aumento de público para o espaço, traduzindo-se em mais oportunidades para os artistas apresentarem e venderem seus trabalhos”, destaca Ivan Costa, sócio do evento e da Chiaroscuro Studios e curador da programação de quadrinhos da CCXP.

Em 2014, a CCXP reuniu 215 quadrinistas nos quatro dias de evento, ultrapassando a San Diego Comic Con 2014 em quantidade de expositores. Em 2015 foram mais de 265 artistas e em 2016 essa área cresce novamente, passando a 336 mesas, suficientes para acomodar os 462 quadrinistas. Assim a Artists’ Alley Brasil se solidifica como a maior da América Latina e permanece como uma das áreas mais concorridas da CCXP, em grande parte reflexo do ótimo momento dos quadrinhos no país.

Confira o que rolou no Artists’ Alley da CCXP 2015:

Advertisement. Scroll to continue reading.

 

Advertisement. Scroll to continue reading.
Written By

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode ler...

Filmes

Durante a CCXP Worlds houve painéis sobre séries de TV, quadrinhos, novelas e cinema. Especificamente falando dos filmes, todos os dias algum ator ou...

Colecionáveis

A maior empresa de colecionáveis do Brasil trouxe novidades para a CCXP Worlds A brasileira Iron Studios, maior e considerada uma das melhores redes...

Geek

Uma das atrações mais legais de eventos Geek é o concurso cosplay. Na CCXP Worlds não seria diferente. Desde ontem (05/12) quando foram anunciados...

Geek

Durante o CCXP Talks, Felipe Castanhari falou dos seus trabalhos e as dificuldades da carreira A CCXP Talks trouxe nesse domingo, para a arena...

Advertisement

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.