Se Dragon Ball Super” começou um pouco questionável, agora, o anime já está mais do que consolidado. O arco recente da série está mexendo com a expectativa dos fãs da série. No Torneio do Poder, agora restam apenas 8 participantes dos 80 que começaram, sendo apenas dois universos ainda intactos. Mas, o propósito deste texto não é fazer uma análise do torneio, e sim trazer algumas referências que o arco fez, seja a sagas anteriores de Dragon Ball, mas até mesmo a outros animes. Então, se você é bom de referências, se liga nas coisas que talvez você tenha deixado passar. 

Lembrando que este texto pode conter spoilers. 

Vamos começar falando de um universo que não agradou muito aos espectadores da série, mas que trouxe referências importante de outras obras japonesas, o universo 2. Sim, este universo é o protagonizado por nada mais, nada menos do que Ribrianne, a chatíssima guerreira do amor. Ela e suas amigas – e porque não todos os guerreiros – são uma clara referência ao estilo Mahou Shoujo (garotas mágicas). Para quem não sabe, este estilo de anime é o mesmo de obras populares como Sailor Moon, por exemplo. Bem, se você ainda tem dúvidas se isso é possível, se liga no vídeo abaixo.

Mas as referências envolvendo a personagem Ribrianne não acabam por aí. Contudo, vamos apresentar um pouco mais a frente.

Voltando aos universos, outro que tem muitas referências é o 3. Diferentemente do universo 2 que faz muitas homenagens ao Mahou Shoujo, o universo 3 presta uma homenagem aos Tokusatsus. Se você ainda está em dúvida, veja esta foto do universo.

Já deu para perceber, né? Então, há pelo 3 grandes referências aos Tokusatsus. A primeira são os participantes robôs. Eles separados não lembram muita coisa, mas juntos formam um grande robô gigante, como visto no episódio 120 do anime, assemelhando-se aos famosos Megazords dos Power Rangers e Super Sentais.

Outra referência é o participante Catopesra. O guerreiro que usa roupa espacial que lhe dá habilidades especiais a cada transformação lembra muito os heróis de Tokusatsu famosos, como Cyber Cop, por exemplo.

A terceira grande referência é quando quatro guerreiros do universo se fundem para formar um monstro gigante e super poderoso. Ao assistir, é possível associar a criatura aos vilões do Ultraman ou até mesmo dos Super Sentais.

Personagens referências 

Há também personagens que tiveram fortes referências de outras obras ou até mesmo do próprio Dragon Ball. No universo, vemos Kale, que é um homenagem ao idolatrado personagem Brolly, que não é considerado oficial no Universo de Dragon Ball. Há também, no mesmo universo, outras referências como o Saiyajin Kyabe e o traiçoeiro Frost, que se assemelha ao Freeza. Isso acontece porque na cronologia de Dragon Ball há universos e há planetas semelhantes. No caso, o universo 6 e o 7 são esses pares equivalentes.

No universo 4, a personagem Monna é parecida com o Chouji, de Naruto. A maior semelhança é quando ela usa sua técnica especial. Seu corpo se expande e a lutadora começa a girar, muito parecido com o jutsu de expansão do ninja do anime Naruto.

No universo 3, ainda há um personagem que é uma clara referência ao vilão Cell, de Dragon Ball Z. The Priccio não teve muita importância no torneio, mas sua aparência chamou bastante atenção. Dá uma olhada e diga o que acha.

O universo 11 do todo poderoso Jiren tem personagens também curiosos. A Tropa do Orgulho se assemelha às Forças Especiais Ginyu de Freeza. Assim, as posições se assemelham muito.

Entre os deuses da destruição, há o deus do universo 3, Mosko. O robô é um referência ao vilão de Dragon Ball GT, Ludo. Veja essa comparação. Tanto os traços dos personagens, como as partes de ferro na cabeça e na barriga, até mesmo as mãos, são muito semelhantes

Lembra da Ribrianne citada lá no começo do texto? Então, ela serve de referência às personagens do estilo Mahou Shoujo. Em seu combate contra a Número 18, Ribrianne usa uma técnica especial que a transforma numa versão sua gigante com asas de borboleta. Transformação que se assemelha a de Chouji, de Naruto, novamente. Confira as duas.

Na luta entre Kale e Goku, a saiyajin incontrolável jogou o nosso herói de um lado para outro, muito parecido com o que Hulk fez com Loki no primeiro filme da Saga Vingadores. Só faltou falar “deus fraco”.

Em outro grande confronto do torneio, Hit, em uma tentativa desesperada de derrotar Jiren, usa técnica que é uma espécie de energia circular roxa, que lembra o Rasengan de Naruto, só que roxo.

A última grande referência ficou no episódio 121. Quando os cinco participantes do universo 7 lutavam contra o monstro do universo 3, uma técnica chamou atenção dos fãs. Os cinco resolveram atacar a criatura em um ataque combinado ao mesmo tempo. A visão da técnica ficou bem interessante, porque acabou lembrando as técnicas usadas pelos Super Sentais e os Power Rangers quando vão derrotar um monstro. Veja se não é parecido.

E aí, faltando poucos episódios para acabar o torneio do poder, você acha que mais referências vão aparecer? Tem alguma que está faltando? Deixe nos comentários sua opinião. Até a próxima.