Em uma disputa acirrada a 20th Century Fox com Matt Damon e Ben Affleck comprou os direitos de uma história cabulosa envolvendo uma fraude milionária na versão do jogo Monopoly do McDonald’s.

Tudo começou com uma reportagem do Daily Beast  publicada no dia 28 de julho sobre uma fraude envolvendo o concurso. A parti disso iniciou-se uma disputa para definir qual estúdio conseguiria adquirir os direitos sobre o artigo. Os concorrentes da Fox eram de peso, Universal Pictures, Warner Bros e Netflix.

No fim, a 20th Century Fox pagou nada menos que US$ 1 milhão  e venceu a disputa.  A quantia é expressiva considerando que é um artigo de 8.700 palavras.

Affleck se comprometeu a dirigir o projeto, enquanto Matt Damon presumivelmente assumirá o papel central do anti-herói Jerome Jacobson. Um ex-policial contratado para supervisionar a segurança nos sorteios.

Entenda  a história da fraude:

A fraude tramada por Jerome Jacobson ocorreu em 1987. Nesse ano a rede de fast-food lançou uma promoção em parceria com a Hasbro, que ficou conhecida como Monopoly do McDonald’s. Os clientes podiam ganhar grandes quantias em dinheiro caso achassem cartões premiados nos produtos.

Jacobson trabalhava em uma fábrica da Hasbro e começou a produzir as fichas vencedoras. Ele então as vendia e em troca pedia parte do valor ganho. O prêmio máximo era de US$ 1 milhão. O golpe teria sido descoberto no ano 2000.