O mercado de quadrinhos é muito extenso e antigo e, por conta disso, acaba por afastar muitos possíveis leitores. Mesmo se focarmos apenas em super-heróis, temos origens que datam desde antes da Segunda Guerra Mundial, com a National Comics e a Timely Comics, que vieram a se tornar respectivamente DC Comics e Marvel Comics.

Portanto, o objetivo desta matéria é apresentar bons pontos de partida àqueles que queiram começar a se aventurar nesse mundo tão complexo.  Mas antes de tudo, queremos deixar claro que o que for falado aqui são apenas sugestões e você sempre pode começar por onde bem entender. (Minha primeira leitura de quadrinhos, por exemplo, foi uma edição aleatória de Spawn.)

Mas como esse tema é um tema tão difícil de ser abordado, ele será dividido em partes. Nesta primeira parte trataremos sobre os quadrinhos da Marvel.

Onde tudo “começou”

Uma opção de entrada nos quadrinhos Marvel é começar a ler a partir do momento em que ela passou a se chamar Marvel, em 1961 com o lançamento da primeira edição de Quarteto Fantástico. Mas pessoalmente não achamos este ponto de entrada tão bom assim.

O primeiro motivo é que para tal você precisaria de uma quantidade absurda de tempo livre. Dependendo do personagem ou equipe isso pode querer dizer que você terá que ler mais de 700 edições.

Outro motivo bem importante é o fato de que quadrinhos antigos tinham um estilo completamente diferente. Eles continham muito mais narração e tinham um ritmo muito diferente. Isso pode tornar a leitura cansativa se o leitor não for se acostumando aos poucos. Portanto, este é o tipo de início mais voltado para um personagem que você realmente goste muito e queira saber tudo sobre.

Dicas de leitura:

  • Vingadores – começando em The Avengers #1
  • X-Men – primeiras edições apenas para se habituar e depois pular para a edição Giant Size X-Men #1 e X-Men #94
  • Homem Aranha – começando em Amazing Fantasy #15 e seguindo em Amazing Spider-Man #1
  • Quarteto Fantástico – começando em Fantastic Four #1

Universo Ultimate

No ano de 2000 surgiu uma ideia dentro da Marvel: por que não pegar os heróis Marvel e colocá-los numa nova roupagem, uma levada mais moderna, atualizando suas origens e backgrounds? Foi assim que nasceu o maior universo alternativo dos quadrinhos, o Universo Ultimate da Marvel, ou Ultiverso para os íntimos.

Este universo começou com a criação do Homem Aranha Ultimate, um Peter Parker atualizado para os anos 2000 e que foi picado por uma aranha geneticamente modificada, ao invés de uma radioativa. A qualidade desse quadrinho foi tão alta que deslanchou o Ultiverso, sendo seguido por vários outros títulos. Dentre eles também é válido citar Os Supremos, a equipe de Vingadores deste universo, que junto a sua continuação, Supremos 2, é um dos melhores quadrinhos dos anos 2000. Também vale citar que é neste universo que surge Miles Morales, o novo Homem Aranha que foi adorado por todos, mesmo sucedendo um personagem de tanto nome. Infelizmente, o Ultiverso terminou em 2015 com a mega saga Guerras Secretas que veio a unir este com o universo 616, o universo padrão da Marvel.

Esse é um ótimo ponto de entrada por começar com menos tempo, ter excelentes histórias e inclusive, em alguns casos, fazer referências a grandes arcos do universo padrão.

Dicas de leitura:

  • Homem Aranha – começando em Ultimate Spider-Man #1
  • Os Supremos – começando em The Ultimates #1

Anos 2000

Não apenas por causa do Universo Ultimate que os anos 2000 são um bom ponto de entrada para a sua leitura. Os anos 90 foram bem controversos no mundo dos quadrinhos, principalmente para a Marvel, que quase faliu na época e apenas conseguiu se manter por vender os direitos cinematográficos de diversas obras. Por isso, os anos 2000 trouxeram novas linhas de histórias que dependiam pouco do que aconteceu anteriormente, tirando um ou outro arco mais importante. Também foi nessa época que os Vingadores sofreram sua maior reestruturação, tendo a equipe completamente desfeita e reconstruída logo depois com o título Novos Vingadores e elevando a equipe a primeiro patamar da editora.

Dicas de leitura:

  • Alias (Jessica Jones) – começando em Alias #1
  • Demolidor – começando em Daredevil Vol. 2 #1
  • Vingadores e Novos Vingadores – começando em Avengers #500 a #503 e Avengers Finale e seguindo para New Avengers #1
  • Capitão América – começando em Captain America Vol. 5 #1

Marvel Now e All-New All-Different Marvel

Em 2011, a DC lançou seu reboot nomeado Novos 52 para atrair novos leitores. Em resposta a isso, a Marvel em 2012 fez uma mega-saga chamada Vingadores vs X-Men que originou uma iniciativa chamada Marvel Now, de histórias que dependeriam pouco ou nada do que veio antes. Dado o objetivo da iniciativa, dá para entender o porquê dela ser um ótimo ponto de entrada. Essa iniciativa também é a responsável por culminar nas já mencionadas Guerras Secretas, que por sua vez originaram a All-New All Different Marvel, que buscou repetir o que fora feito na Marvel Now. Esta segunda iniciativa chegou há pouco tempo no Brasil e é bem controversa, tendo títulos em excesso e muitos deles pecando em qualidade.

Dicas de leitura:

  • Vingadores e Novos Vingadores – começando em Avengers Vol. 5 #1 New Avengers Vol. 3 #1
  • X-men – começando na mega-saga Avengers vs X-Men #1 a #12, seguindo para Avengers vs X-men Consequences #1 a #5 e por fim seguindo para All-New X-men #1 Uncanny X-men Vol. 3 #1
  • Thor – começando em Thor: God of Thunder #1 a #25, seguindo para a mega-saga Original Sin #1 a #8, depois Thor Vol. 4 #1 a #8 e, por fim, seguindo para Mighty Thor Vol. 2 #1
  • Hawkeye – começando em Hawkeye Vol. 4 #1
  • Ms. Marvel – começando em Ms. Marvel Vol. 3 #1

Clássicos, Mega-Sagas e Coleções

Por fim, outro excelente ponto de partida é seguir para os clássicos, sejam eles apenas de uma equipe ou herói ou mega-sagas que unem diversos deles. E um ótimo lugar para procurar esses clássicos são as coleções que são lançadas, normalmente em capa dura. Além de ficar muito bonito na estante, costumam contar bons pontos de partida.

Dicas de coleções:

  • Coleção Oficial de Graphic Novels Marvel – coleção publicada pela editora Salvat contendo grandes clássicos da editora
  • Os Heróis Mais Poderosos da Marvel – coleção publicada pela editora Salvat contendo edições focadas em personagens e equipes apresentando suas origens e um arco importante
  • Marvel Deluxe – coleção publicada pela Panini contendo grandes clássicos em formato de luxo
  • Marvel Now – coleção publicada pela Panini contendo os melhores quadrinhos da Marvel Now

Dicas de clássicos:

  • Trilogia do Infinito – composta por Infinity Gauntlet (Desafio Infinito), Infinity War (Guerra Infinita) e Infinity Cruzade (Cruzada Infinita)
  • Demolidor de Frank Miller – compilado em cinco volumes pela editora Panini, três com a primeira leva de histórias do autor, um com o arco A Queda de Murdock e um com o arco O Homem Sem Medo, estes dois últimos publicados também pela editora Salvat
  • A Saga da Fênix Negra – arco mais conhecido dos X-Men, compilado em um volume pela editora Salvat
  • Dias de um Futuro Esquecido e Deus Ama, O Homem Mata – arcos dos X-Men compilados em um volume pela editora Salvat
  • A Morte dos Stacys – arco divisor de águas do Homem Aranha, compilado em um volume pelas editoras Panini e Salvat
  • A Última Caçada de Kraven – arco do Homem Aranha, compilado em um volume pelas editoras Panini e Salvat
  • Marvels – minissérie mostrando a visão do público comum diante dos acontecimentos super heroicos, compilado em um volume pela editora Salvat

Por Bruno Dias