Connect with us

Hi, what are you looking for?

Crítica

Crítica: Belas Famílias

belas-familias_poster

O bom filho à casa torna 

A história do filho pródigo, que retorna a casa do pai depois de uma série de desventuras, serve como inspiração principal para a comédia francesa “Belas Famílias” (“Belles Familles”, no original), dirigida e escrita por Jean Rappeneau.  Além de se reconciliar com a figura paterna, também cabe ao protagonista do longa reparar uma injustiça do passado.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Depois de viver 15 anos na China, longe da família, Jérôme Varenne aproveita uma viagem à trabalho para a Inglaterra para visitar brevemente a mãe e o irmão em Paris, acompanhado de sua sócia e noiva, Chen-Li. Ao descobrir que a casa da família, em Ambray, não foi vendida devido a conflitos entre o comprador e a prefeitura da cidade, ele decide voltar ao local para resolver a questão. Além da briga pelo imóvel, Jérôme se vê obrigado a lidar com Florence e Louise, viúva e a enteada de seu pai, respectivamente.

Rappeneau tenta provocar reviravoltas na trama, mas a história acaba soando previsível, e até piegas, em determinados momentos (a trilha sonora não colabora). É de se lamentar também o mau aproveitamento de alguns dos personagens, como Chen-Li, que acaba resumida ao papel de “boa esposa”, e o irmão de Jérôme, Jean-Michel, um caçula ressentido.

crédito: Imdb

crédito: Imdb

O humor do filme, entretanto, e as relações conturbadas – e por isso mesmo, cômicas – entre os personagens prendem a atenção do público e tornam a experiência válida. No elenco, os destaques são Mathieu Amalric como o protagonista, Karin Viard como Florence,  e Gilles Lellouche,  como Gregoire, amigo de infância dos irmãos Varenne  e comprador da casa.

“Belas Famílias” não inova, mas agrada pela leveza e a narrativa divertida. Mesmo não sendo indispensável, está acima da média. Para o espectador constantemente bombardeado pelo humor escrachado hollywoodiano, as sutilezas e o tom satírico desta e de outras comédias francesas é sempre uma proposta interessante.  O filme estreia no dia 22 de setembro.

Advertisement. Scroll to continue reading.

CRÍTICA: BELAS FAMÍLIAS
Reader Rating0 Votes
0
7
Advertisement. Scroll to continue reading.
Written By

Sua formação é em cinema, e os interesses incluem televisão e quadrinhos. Nas horas vagas, faz tirinhas.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode ler...

Filmes

Novos nomes devem se juntar a organização em breve A partir deste ano, 397 novos profissionais devem integrar a Academia de Artes e Ciências...

Filmes

O cinema pode ser uma ferramenta  maravilhosa de quebrar preconceitos e conscientização, assim como todas as outras áreas da arte O amor deve ser...

Filmes

Vivencie histórias de amor com esses filmes para curtir no dia dos namorados É hora de separar um tempinho, para junto com o seu...

Espetáculos

Todas as quintas do mês de junho esse trio estará em cartaz com “Gengibre”, um stand up comedy que promete arrancar boas gargalhadas do...

Advertisement