Connect with us

Hi, what are you looking for?

Crítica

Crítica: Destruição Final – O Último Refúgio

Destruição Final: O Ultimo Refúgio
Imagens e vídeo: Divulgação/Diamond Films

Destruição Final: O Ultimo Refúgio
Imagem: Divulgação/Diamond Films

Os filmes de destruição em massa ganharam os cinemas principalmente a partir dos artifícios dos efeitos especiais que permitiram levar a tela cenas de verdadeiros apocalipses de forma mais realista. Isso resultou em alguns longas de destaque com a temática, principalmente no final da década de 90 e início dos anos 2000, onde estúdios investiram milhões nessas tramas. Alguns se tornaram brockbusters como “Independence Day”, “Impacto Profundo” e “O Dia Depois de Amanhã” conquistando o grande público, apesar de algumas contestações por parte da crítica, principalmente em relação aos roteiros.

Bebendo dessas fontes e com pouca inovação no que se diz em relação a história, “Destruição Final: O Ultimo Refúgio” apresenta uma trama de sobrevivência com drama familiar característico. Inclui uma boa premissa, mas com uma execução que não vai além do clichê.

Na trama, uma família corre contra o tempo para chegar ao abrigo secreto do governo, local para onde estão sendo levadas as pessoas selecionadas para serem salvas. Mas durante o caminho John Garrity (Gerard Butler), sua mulher Allison (Morena Baccarin) e seu filho Nathan precisam lidar com os piores lados da sociedade para tentar sobreviver.

Advertisement. Scroll to continue reading.
Destruição Final: O Ultimo Refúgio
Imagem: Divulgação/Diamond Films

A inconveniência das tramas familiares em filmes de grande potencial, é um dos maiores problemas que vários filmes apresentam. Além do método clichê que esses dramas são implementadas nas histórias, há um grande conveniência nos roteiros para construir as esse tipo de trama. Isso fica nítido quando vemos o desenvolvimento das personagens em “Destruição Final: O Ultimo Refúgio”, onde é criado um atrito inicial entre os protagonistas para posteriormente haver um momento de união. Com isso, o foco do filme fica sempre em a família se salvar, deixando de lado outros aspectos que poderiam ser interessantes a história. O que consegue trazer algum alento são as atuações competentes por parte de Butler e a brasileira Morena Baccarin.

Já, algo que o “Destruição Final: O Ultimo Refúgio” faz com eficiência, se utilizando muito do artifício de trilha sonora e escolhas de luz ou filtros, é o clima de fim do mundo criado. E, é, muito instigante ao espectador a tensão gerada na corrida contra o tempo, enquanto meteoritos caem a todo momento do céu, trazendo o risco para perto dos protagonistas o tempo todo.

É perdida a chance de um aprofundamento maior em relação as questões científicas que poderiam ser abordadas. Além disso, a comoção mundial diante da situação não fica tão evidente, exceto pelo depoimentos de alguns jornalistas, que por motivos não se sabem quais, continuam fazendo seus trabalhos por rádios.

Os efeitos especiais são pontos que apesar de não mirabolantes, conseguem ser bem utilizados no filme, afim de criarem boas sequências. Mas é nítido que a produção não investiu o necessário para mostrar as destruições em escala global.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Por fim, ainda que cumpra o que promete em relação a história entregue, “Destruição Final: O Ultimo Refúgio” deixa a sensação que poderia um pouco mais se ousasse fugir do drama familiar para trazer uma trama mais densa.

O longa está disponível no serviço de streaming Prime Video.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Destruição Final: O Ultimo Refúgio
Crítica: Destruição Final – O Último Refúgio
Sinopse
Em “Destruição Final: O Último Refúgio”, uma família luta para sobreviver enquanto um cometa segue em direção à Terra. John Garrity (Gerard Butler), sua esposa Allison (Morena Baccarin) e seu jovem filho Nathan (Roger Dale Floyd) fazem uma perigosa jornada à procura de um local seguro para se estabelecerem. Nessa jornada, eles enfrentarão o pior da humanidade em um momento de crescimento do pânico, desbravando um cenário onde a lei não existe mais.
Prós
Boa atmosfera de final de mundo;
Cumpre o que promete na história;
Atuação satisfatórias;
Premissa interessante;
Contras
Roteiro clichê;
Não vemos tantas cenas de destruição quanto o esperado;
3
Nota
Written By

Cursando Produção Cultural atualmente, sempre foi apaixonado por cinema e decidiu que de alguma forma trabalharia com isso. Tendo como inspiração Steven Spielberg e suas histórias que marcaram gerações, escreve, assiste, lê e aprende, para um dia produzir coisas tão grandes e que inspirem pessoas como um dia ele o inspirou.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode ler...

Séries/TV

“The Wilds” acaba de estrear e é renovada Nova série da Amazon Prime Video, “The Wilds”, foi renovada. A produção acabou de estrear no...

Filmes

A Diamond Films Brasil liberou o trailer do novo filme-catástrofe protagonizado por Gerard Butler (“300“), “Destruição Final – O Último Refúgio”, mas não informou...

Séries/TV

Trailer vem recheado de ação e violência Uma das séries de maior sucesso da Amazon Prime Video, “The Boys”, ganhou um trailer repleto de...

Advertisement