O filme imersivo “Bodyless” do diretor Hsin-Chien Huang foi o vencedor do NewImages Festival realizado ontem (25/09) em Paris. O curta de 25 minutos usa a tecnologia VR para colocar o espectador na infância do diretor, em meio à lei marcial no Taiwan. Além disso, duas produções ficaram com o segundo lugar. “Ferenj: A Graphic Memoir in VR” de Ainslee Robson explora a sua identidade etíope-americana e o surrealista “Gravity VR” de Fabito Rychter e Amir Admoni.

O NewImages Festival acontece desde 2018, e se destina a premiar filmes e produções artísticas imersivas, que valorizem os sentidos do espectador usando tecnologias diversas. O líder do júri deste ano foi o compositor e produtor musical Jean-Michel Jarre.  


Imagem: Divulgação/Hsin-Chien Huang

Apoia-se

Show Full Content

About Author View Posts

Avatar
Amanda Moura

Bibliotecária, doutoranda em História das Ciências, e das Técnicas e Epistemologia. Apaixonada por cinema, séries e cultura em geral. Sem Os Goonies talvez não estivesse por aqui.

Previous Contratados os roteiristas para o filme dos “Hot Wheels”
Next Yara Shahidi será Sininho em “Peter Pan e Wendy”

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close