Connect with us

Hi, what are you looking for?

Especiais

O melhor do RioMarket

Se fossemos parar para falar do melhor dia do RioMarket, entraríamos em uma rua sem saída. Pois, não teve um único melhor dia, todos foram essenciais para que o evento pudesse ser tão grandioso como foi. Do início ao fim, todos os colaboradores, funcionários e convidados que realizaram os cursos, todos e sem excessão, demonstraram extrema capacidade e conhecimento daquilo que estava fazendo. Claro, alguns transformaram os Workshop’s em um palestras ou debates, mas isso não impediu que as mesmas fossem excelentes e fundamentais para o aprendizado de cada profissionais presentes. Sendo assim, não seria fácil distinguir o melhor dia ou aula. Sendo assim, decidimos falar sobre cada dia do evento e expor um pouco de tudo que absorvemos desse.

A segunda feira do dia 10/10 foi marcada pelo irreverente Workshop de “Assistência de direção”, proporcionado pelo cativante diretor de cinema e televisão, Hsu Chien. Nascido em Taiwan e criado no Brasil, o profissional possui 20 anos de carreira dentro do mercado cinematográfico, e, eu como diretor, posso dizer que o seu curso foi bastante significativo para o meu trabalho, revelando dicas substanciais que farão importantes mudanças na minha carreira a partir de agora.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Durante 3 horas, Chien falou de seu trabalho como assistente de grandes filmes brasileiros e confidenciou um pouco sobre suas experiências, as quais foram fundamentais quando decidiu pular para cadeira de diretor (Hoje ainda sai a matéria sobre seu Workshop de direção). Sem perder tempo, Hsu brincou com os alunos, passou alguns exercícios e respondeu diferentes perguntas sobre as responsabilidades e os ofícios do assistente.

No mesmo horário, acontecia nas outras salas da área de negócios os debates e seminários sobre “Desafios e tendências na pirataria digital”, “Preservação e conservação de imagens” e “Pirataria digital”, os quais discutiram pontos relevantes para o mercado do audiovisual.

Na parte da tarde o RM recebeu um caloroso debate com um dos diretores e o ator do filme “Blue Lips”. A co-produção entre a Espanha e a Argentina trouxe o diretor Gustavo Lipsztein e o ator Dudu Azevedo para um bate papo com o público após a exibição do filme.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Outros eventos também marcaram o dia, como o seminário “Financiamento público para produções em VOD (video on demand) “que abordou a expansão dos serviços de vídeo por demanda e as discussões geradas em prol da necessidade de incentivos; o case internacional com o produtor do filme “500 dias com ela”, Steven J. Wolfe, que explicou quais fatores levaram a simplória produção ao sucesso. O profissional também deu dicas de como realizar um projeto de grande impacto com um pequeno orçamento.

O painel “Tramas digitais: Desafio das narrativas interativas” foi moderado por Arthur Protasio da Fableware, e trouxe os palestrantes André Pereira (Lupa Filmes), Adrian Laubisch (Aiyra) e Ronalson Vargas (mobContent). A palestra chegou em bom momento e recheada de informações sobre os desafios e vantagens da linguagem interativa. Eles explicaram as diferenças de escrever para um game, cinema e abordaram o impacto que as ferramentas tecnológicas vem causando no mercado.

Advertisement. Scroll to continue reading.

David Zannoni foi o palestrante do seminário “Collection Management service”, e abordou o trabalho da Fintage House, respeitada intermediária que aloca e distribui recursos de diversos filmes e produções de televisão. O representante das américas (cargo que desempenha na empresa) falou também do serviço de Collection Account Management que auxilia a melhor execução possível para os negócios e outros que protegem e aumentam a lucratividade das propriedades audiovisuais.

A RioFilme, empresa da Prefeitura do Rio de Janeiro dedicada ao desenvolvimento do setor audiovisual, também esteve presente através dos palestrantes Ana Letícia Leite, Gabriela Xavier e Steve Solot, que discutiram sobre atuação e discussões sobre a entrada e atuação de empresas no mercado internacional.

A noite terminou com a exibição do documentário “Filme Resistência”, centrado na figura de Modesto da Silveira, o advogado que defendeu o maior número de presos políticos no país. Logo em seguida, aconteceu o debate “Democracia e Estado exceção: A importância do resgate e da memória pelo Cinema e Tv”, que contou com a moderação de Fábio Watson (FW Produções e Comunicações)  e a presença de Daniel Aarao Reis Filho e Juan Posada.

Advertisement. Scroll to continue reading.

A segunda-feira foi o dia mais longo do evento, mas não impediu que o público ficasse até tarde para prestigiar o filme.

Para conferir como foi os dias anteriores do RioMarket, acesse a página do evento em nosso site e/ou nossas redes sociais.

Advertisement. Scroll to continue reading.
Written By

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode ler...

Crítica

Antes da estreia, “Mulher-Maravilha” (de 2017) era um filme recheado de desconfianças. Despois do Universo Estendido da DC  (DCEU) ter fracassado, aquele longa chegava...

Filmes

Durante a CCXP Worlds houve painéis sobre séries de TV, quadrinhos, novelas e cinema. Especificamente falando dos filmes, todos os dias algum ator ou...

Filmes

Após sua reabertura, o tradicional e amado cinema paulistano, Petra Belas Artes, está passando por dificuldades para se manter funcionando devido à falta de...

Filmes

Amanhã começa a 44ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, que será majoritariamente online. Por isso, a quantidade de filmes que podem ser...

Advertisement

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.