Com estreia do filme prevista para Novembro, “Extraordinário” é realmente um história Extraordinária.

E é por isso que hoje vamos falar sobre o livro de R. J. Palacio. Preparem-se, talvez caia um cisco no seu olho!

O livro conta a belíssima e emocionante história de August, um menininho de apenas 10 anos que nasceu com uma deformidade facial que é consequência de uma síndrome genética rara. Por essa razão sempre foi muito protegido por todos da sua família e mesmo tendo idade para frequentar a escola, nunca foi a uma. Ele precisou passar por inúmeras cirurgias para melhorar sua aparência e por isso não daria conta de acompanhar o ano letivo.

Mas não pense que Auggie, como era chamado, não estudava, nada disso! Sua mãe sempre lhe ensinou tudo, ela foi sua primeira professora e sua casa, sua primeira escola. Até que um dia seus pais pensaram e resolveram que isso teria de mudar. O menino teria então sua primeira experiência escolar, ele iria para uma escola de verdade.

Todos sabem o quanto é difícil ser aluno novo, ainda mais com algum problema relacionado à aparência. Para August seria um grande desafio. Ele estava prestes a sair daquele mundinho só dele e não seria nada fácil. Mesmo sem querer muito, o menino começou a frequentar o 5º ano de uma escola particular, passou a enfrentar piadinhas e olhares curiosos; e apesar da sua aparência incomum, Auggie precisaria provar que era uma criança como outra qualquer.

O livro possui uma linguagem bem simples e objetiva, o que torna bem fácil a leitura. É narrado em primeira pessoa pelo ponto de vista não somente de August, mas também dos outros personagens, provocando assim uma diferente perspectiva nos leitores. R.J.Palacio, a autora do livro, teve uma grande sensibilidade ao criar essa história. Auggie é bem consciente apesar da pouca idade e vai amadurecendo ao longo da narrativa. Mesmo não sendo nada fácil lidar com todas as adversidades impostas por sua deformidade facial, ele tenta superar as dificuldades. Ao conhecer seus amigos Summer e Jack, Auggie torna-se mais feliz, embora depois descubra algo muito decepcionante relacionado a um deles, mas que com o passar do tempo ele também entenderá melhor o porquê daquela situação.

Alguns questionamentos surgirão, isso é fato, tais quais: por que ele continuou ali? Por que não desistiu? Ele poderia ter retomado os estudos em casa, com todo amor de sua família. Porém não foi isso que ele escolheu, esse menininho é realmente surpreendente. Mostrou-se forte o suficiente para encarar esse desafio e mostrar que ele é diferente sim, mas só por fora. E está aí mais uma lição que Palacio nos traz. Estamos muito acostumados e acomodados com o comum, com o que temos certa afinidade. Fugir do que é certo, do que é lógico causa transtorno, às vezes, é trabalhoso. Mas precisamos fazê-lo sim!

Se Auggie não tivesse tido tanta coragem, ninguém teria aprendido que a diferença maior não estava no seu rosto e sim na sua personalidade. Se pudéssemos escolher, certamente não teríamos problemas, mas são muitos deles que nos tornam mais fortes, que nos trazem amadurecimento. Por isso devemos sempre tirar algo positivo de uma situação ruim, August fez muito bem essa lição.

O garoto tem seus momentos de fraqueza, vontade de desistir, mas como toda criança, ele também tem sonhos e vontade de levar uma vida normal e isso faz com que ele não desista e, logicamente, todo o apoio, carinho e amor infindável da sua família.

O livro é um ensinamento para todas as idades. Ninguém será o mesmo após sua leitura, portanto é leitura praticamente obrigatória.

Ah, não podemos esquecer dos preceitos do professor Browne, essas frases são ótimas para reflexão e por isso o término dessa resenha será com uma delas:

“Quando tiver que escolher entre estar certo e ser gentil, escolha ser gentil”.


Por Bruh Mendes

Show Full Content
Previous Vikings – Quem ascenderá?
Next O que aprendemos (e lembramos) com um jogo como Cuphead?

4 thoughts on “Resenha: Extraordinário, de R.J.Palacio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close