Connect with us

Hi, what are you looking for?

Literatura

Resenha: Persépolis, de Marjane Satrapi

A coluna UBooks apresenta hoje, “Persépolis”, uma autobiografia envolvente e muito emocionante, que conta a história de Marjane, um menina que cresce em Teerão, no Irã.

Marjane Satrapi nasceu em uma família moderna e politizada. Com apenas dez anos se viu obrigada a usar o véu islâmico em uma sala de aula só de meninas. Em 1979, ela assistiu a mais um capítulo dentro dos muitos séculos de opressão do povo persa. Era o início da revolução que lançou o Irã nas trevas do regime xiita.

Passados vinte e cinco anos, os mesmos olhos cativantes, da menina que foi um dia, permanecem e se unem à consciência política da pele da adulta em que se transformou. Essa mistura entre a inocência e a razão e também toda a experiência de vida de Marjane, levaram muita emoção a leitores de todo mundo, com sua história contada em uma arte autobiográfica em forma de quadrinhos, chegando a vender mais de 400 mil e exemplares só na França.

Advertisement. Scroll to continue reading.

“Persépolis” é um livro que fala em grande parte sobre um assunto bastante denso e tenso como a política. Mas ainda assim, consegue tratar o tema de uma forma divertida, leve e doce, e procura transmitir uma mensagem universal de liberdade e tolerância. É onde o pop encontra o épico; onde o oriente toca o ocidente; onde o humor quebra o drama. É onde o Irã parece muito mais próximo.

Desde pequena, a menina entra em contato com ideais revolucionários e liberais. Isso se deve à mente aberta de seus pais e à oportunidade de poder estudar. A família é de classe alta, com convicções marxistas e que está envolvida nos movimentos contra dois regimes políticos opressivos. Porém, em um dado momento, Marjane tem sua vida virada de cabeça pra baixo. É quando chega a Revolução Iraniana derrubando o regime monárquico e tornando-se uma república islâmica extremamente religiosa e conservadora. Isso traz as características bem definidas e bastante conhecidas que a maior parte dos ocidentais têm do Irã, como o uso do véu, a repressão do pensamento contrário ao regime e a submissão feminina. Com essas mudanças, a vida nos é apresentada sob o ponto de vista de uma iraniana. Isso inclui principalmente os bombardeios e a revolta contra as medidas extremas do governo, por exemplo.

Por ser uma HQ, a autora aproveitou o humor muito inocente e leve, para deixar a leitura mais fácil e menos pesada. Mesmo sendo uma temática muito difícil – principalmente quando se trata da guerra – a escolha das palavras, os diálogos e as imagens com ilustrações em preto e branco feitas pela autora, fazem com que seja possível ler sem muita sobrecarga emocional além da que já é esperada e de fato acontece.

Advertisement. Scroll to continue reading.

A história de Marjane, por outro lado, causa um certo desconforto em alguns leitores, no momento em que o livro começa a apresentar a transição da menina para a adolescente. Quando criança, era curiosa, corajosa e engajada em aprender mais sobre as causas pelas quais sua família – em grande parte revolucionária – lutava. Aos 14 anos, no início na adolescência, ela é enviada pelos pais à Áustria para fugir da guerra no Irã. A partir de então, a gente começa a acompanhar toda a sua trajetória por lá. E é aí que nossa protagonista começa com o comportamento típico de adolescente, irreverente e rebelde, que parece não agradar muito aos leitores.

Ao longo da adolescência e chegando à vida adulta, vários conflitos psicológicos vão aparecendo, inclusive uma certa crise de identidade. Na Áustria, ela sofria preconceito por não se encaixar nos padrões de beleza e também por ter uma postura mais conservadora em determinados aspectos. Por isso, não sentia que fazia parte de nenhum grupo. Já adulta, quando volta para o Irã, ela, que estava acostumada a liberdade do Ocidente, agora tinha que se readaptar à própria cultura. Nesse momento, um grande sentimento de deslocamento toma conta de Marjane e permanece por ali durante muito tempo. Esse é um ponto de vista interessante da HQ. Uma mulher, que viveu diversas experiências fortes ao longo da vida, e, no fim, precisou buscar sua real essência.

A história, que um dia tinha apenas a opção de ser lida de forma quebrada, por ter sido desmembrada em quatro partes, surge algum tempo depois também na versão em um único volume, que foi pensada para facilitar a leitura. Com cerca de 350 páginas, o livro foi lançado pela editora Companhia das Letras e vale super a pena ter um exemplar na prateleira.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Reader Rating2 Votes
9.75
8
Written By

Jornalista (com diploma), escritora metida a cronista e decoradora. Não necessariamente nessa ordem. É uma artista múltipla! Tem a arte no DNA e por isso é amante do mundo das artes. De todas as formas: Cênicas, Visuais e Plásticas. Carioca, já foi rata de praia, mas hoje prefere o inverno. É gateira de carteirinha e apaixonada por pinguins. Os livros fazem parte da sua vida e estão sempre por perto. Talvez tenha nascido no século errado porque ama o Vintage e o retrô. Adora assistir filmes e séries, sempre acompanhada por um baldão de pipoca. Torce para encontrar com o gato da Alice, pra ele indicar a estrada dos tijolinhos amarelos, que vai direto para a Fantástica Fábrica de Chocolate!!

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode ler...

Filmes

Depois do sucesso de 2019, “Era Uma Vez em… Hollywood” virou livro pelas mãos do próprio Quentin Tarantino. Para anunciar o lançamento, a Sony...

Literatura

Textos integrais traduzidos por Alexandre Barbosa de Souza, “A revolução dos bichos” e “1984” contam com prefácios adicionais do famoso escritor, além de brindes...

Entrevistas

A bibliotecária carioca Clarissa Padovani Mussoi é CEO da Códice, empresa dedicada à gestão e organização da informação para empresas de diferentes nichos. Mas...

Literatura

1º prêmio machado Darkside vai selecionar projetos inéditos que contemplam as palavras de várias formas como álbuns de música, reportagens, games, e até livros...

Advertisement