Jurassic Park marcou toda uma geração, com o toque mágico do mestre Steven Spielberg os dinossauros voltaram a vida e levaram multidões ao cinema, fazendo com que em 1993 , esse clássico batesse todos os recordes de bilheteria e de quebra faturar 3 Oscar. Muitos anos se passaram, mas a obra prima de Spielberg continua incontestável. O realismo dos dinossauros de Jurassic Park captura a imaginação de qualquer um e nos faz pensar “e se isso fosse real” .

Agora completando 25 anos e com o quinto filme já prestes a estrear, os fãs brasileiros ganharam de presente da UCI Cinemas, a exibição do filme remasterizado em Imax 3D, com direito a trilha sonora tocada pela Orquestra Petrobras em uma sessão muito especial recheada de emoção e olhos nostálgicos que brilhavam.

Aos poucos as pessoas chegaram a sessão, que logo ficou cheia. A orquestra da Petrobras fez uma bela apresentação, um esquenta com todas as partes marcantes da premiada trilha sonora de John Willians. Enquanto a música era tocada, você podia fechar os olhos que com certeza aquelas cenas incríveis, como a do helicóptero chegando a ilha ou o Allan Grant (Sam Neil) se encantando com o imponente Braquiossauro passava em sequência na cabeça. Ao fim desse momento memorável os aplausos ecoaram enquanto a orquestra se reverenciava ao público.

Quanto ao filme, para quem acredita que Jurassic Park não poderia ser mais incrível do que é, a versão 3D  mostra que sempre dá para melhorar. O trabalho de remasterizar o filme ficou impecável, coisas que antes não eram tão claras, nessa versão ficam facilmente perceptíveis, a textura dos dinossauros, a respiração, a sensação de profundidade nas cenas, principalmente nas tomadas abertas com os dinossauros ao fundo, tudo isso ficou fantástico nessa versão. Fora isso, pequenos detalhes como sereno na cena inicial ou o âmbar recém escavado com o mosquito dentro estão muito mais nítidos.

Há de se destacar a enorme qualidade na acústica da sessão Imax, a trilha sonora que já é em si memorável, fica fantasticamente ainda mais incrível. Porém, o que mais chama atenção em relação a sonoridade do filme nessa sessão é o ensurdecedor rugido da querida “Rexy”. Lembrando que na época do lançamento esses pontos arrendaram dois Oscar ao filme.

Por fim, é impressionante como Jurassic Park ainda fascina o público. Prova disso é uma sessão de cinema, tarde da noite, lotada para um filme 25 anos depois de sua estreia. Então para quem acredita que Jurassic Park não pode mais surpreender assista a essa versão 3D e surpreenda-se. Lembrando aqui, como último recado, que nesse mês chega às lojas em comemoração aos 25 anos da franquia um box Blu-ray com todos os filmes remasterizados dessa vez para 4k. Então segurem-se e sejam bem-vindos ao Jurassic Park.