O cineasta George Méliès foi também um ilusionista de sucesso, que soube usar muito bem efeitos fotográficos para criar obras maravilhosas. Além de ser o pai dos efeitos especiais, Méliès foi roteirista, produtor e diretor de mais de 500 filmes, e criou o primeiro estúdio cinematográfico da Europa.

Todos que assistiram ao excelente filme Hugo (2011) pode se deliciar com uma grande homenagem feita a esse cineasta. Contudo, infelizmente muito de suas obras se perderam com o tempo, e as que foram recuperadas pararam em domínio público, então resolvi listar 4 filmes essências de George Méliès (apesar de recomendar que assistam todos, se possível).

1 – A Coroação do Rei Eduardo (1902).a-coroacao-do-rei-eduardo-vii_t90496

Apesar desse filme não conter os grandes efeitos que Méliès costumava fazer, aqui todo o figurino luxuoso e a suntuosidade dos cenários são elementos marcantes. Além de ser um retrato bem interessante da coroação de um rei na época.

2 – A Tentação de Santo Antônio (1898).la-tentation-de-saint-antoine-the-temptation-of-st-anthony-georges-melies-1898

A Tentação de Santo Antônio que mesmo feito em 1898 mostra um Méliès afiado; acredito que para a época esse filme deve ter sofrido algum tipo de censura dentre as pessoas mais religiosas, pois, traz uma inventiva transformação de Cristo na cruz para a forma de uma mulher. Uma excelente pedida para assistir e ficar divagando: o que será que aconteceu na época que foi lançado.

3 – Le Diable Noir (1905).le_diable_noir_the_black_devil_s-411140148-large

Terror é meu gênero preferido e Le Diable Noir pode ter sido o primeiro filme do gênero. Não que Méliès tenha o feito pensando em assustar ou aterrorizar, afinal seu grande lance era entreter e criar mágica. Porém, Le Diable Noir, apesar de engraçado, nos mostra várias coisas do que viriam a ter no gênero terror (homem vs Demônio, perseguição e sustos) e nos traz uma história bem envolvente: Um viajante para numa pousada e é atormentado por um demônio. Preste atenção à cena das cadeiras e sua genialidade.

4 – Viagem à Lua (1902).melies

Seu filme mais famoso, e mesmo que você não conheça sua filmografia com certeza já viu a imagem da Lua com uma bala no olho. Viagem à Lua foi sem sombra de dúvidas seu filme mais importante! Uma adaptação da obra de Júlio Verne, todas as técnicas que Méliès aprendeu e vinha aprimorando em obras anteriores dão as caras em Viagem à Lua, junto com uma criação de cenários e figurino maravilhosos, além da colorização frame a frame (SIM! É colorido). Sua história continua encantando até hoje.

Por fim, Méliès foi um diretor, produtor, roteirista… Enfim, um artista que todos devem conhecer e admirar. Muitos teóricos acreditam que George Méliès é o grande pai do cinema. “A ele devo tudo” D. W. Griffith.

Por Will Bongiolo


Apoia-se

Show Full Content
Previous Meu amor de verão com o Norte
Next AÇÃO E REAÇÃO | Depois do Café

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close