A Repescagem da 40ª Mostra Internacional de Cinema será encerrada com uma homenagem aos 15 anos de lançamento de “Lavoura Arcaica”, de Luiz Fernando Carvalho a partir do romance de Raduan Nassar, escritor que recebeu este ano o Prêmio Camões, um dos mais importantes da literatura em língua portuguesa. O filme, que foi premiado como melhor longa brasileiro pelo público na Mostra em 2001, terá uma sessão especial em 35 mm no CineSesc, na Rua Augusta, na quarta-feira (09/11), às 20h10. Após a exibição, haverá um bate-papo com a presença do diretor.

“O encontro com a experiência de realizar um filme pode se tornar um acontecimento sagrado. Pode mudar sua vida e sua maneira de ver o mundo. Desde o nascimento do cinema, certamente, muitos filmes marcaram e continuam marcando milhares de pessoas a cada dia.

Assim como acontece com os filmes, algo de misterioso também pode ocorrer entre nós e um determinado livro. No meu caso, o livro foi ‘Lavoura Arcaica’, de Raduan Nassar. Por mais que eu me aprofunde em outros textos e estes me provoquem e me debulhem por dentro, a experiência de um primeiro filme realizado a partir de um texto que representa um diálogo profundo com minha subjetividade cravou para sempre um vértice em minha vida. O tempo passará, mas esta experiência permanecerá dentro de mim, calando cada vez mais fundo. Poderia apontar aqui, inúmeros motivos estéticos, de linguagem, etc; mas, pensando bem, prefiro agradecer à misteriosa força de vida que o livro evoca em seu transe – foi para onde ele me arrastou – para o núcleo deste transe de mim mesmo, espalhando em todos nós que vivemos aqueles dias, a coragem de uma experiência com a própria vida, que desde então vem se desdobrando em mais vida. Afinal, se pergunta o poeta* alagoano: ‘como conhecer as coisas senão sendo-as?’ (Luiz Fernando Carvalho)

14970940_1608780152749726_1815479904_o

[divider]Sobre o filme[/divider]

Sinopse

Numa atmosfera bem brasileira, mas dominada por um sopro universal da tradição clássica mediterrânea, “Lavoura Arcaica” é a versão ao avesso da parábola do Filho Pródigo. Transposição da obra homônima do escritor Raduan Nassar, o filme conta a história de uma família de imigrantes libaneses no interior do Brasil, trazendo para a tela temas como o amor, o incesto e as relações familiares. Drama trágico da eterna luta entre a tradição e a liberdade.

Ficha Técnica

  • Título original: Lavoura Arcaica
  • Direção: Luiz Fernando Carvalho
  • Roteiro: Luiz Fernando Carvalho
  • Produção: LFC Produções, VideoFilmes, Raquel Couto, Mauricio Andrade Ramos, Donald Ranvaud e Tibet Filmes
  • Fotografia: Walter Carvalho
  • Gênero: Drama
  • País: Brasil
  • Ano: 2001
  • COR
  • Classificação: 14 anos

Luiz Fernando Carvalho é diretor, roteirista e artista audiovisual. Estudou Arquitetura e Letras. É diretor de filmes como o curta “A espera” (1986), baseado em “Fragmentos de um discurso amoroso”, de Roland Barthes, e “Lavoura Arcaica”a partir do romance de Raduan Nassar, (2001), premiado em mais de cinquenta festivais internacionais. Dirigiu na TV novelas de grande sucesso como “Renascer”, “Rei do Gado” (1996), “Meu pedacinho de chão” (2013) e “Velho Chico” (2016), além de grandes séries como “Os Maias” (2001), da obra de Eça de Queirós, e “Riacho doce”, adaptação do romance de Jose Lins do Rego. Na última década se dedicou ao estudo da dramaturgia regional e suas linguagens através de obras como “A pedra do reino” (2007), “Capitu” (2008), “Suburbia” (2012) e “Alexandre e outros Heróis” (2013) e “Hoje é dia de Maria” (2003 e 2005) – estes dois, finalistas do Emmy Internacional. Publicou livros que registram o processo criativo de cada um de seus trabalhos, como “Hoje É Dia de Maria – roteiro e fotos” e “Cadernos de filmagem de A Pedra do Reino” e “Sobre o filme Lavoura arcaica”. Atualmente, o diretor finaliza a minissérie “Dois Irmãos”, a partir da obra homônima de Milton Hatoum, com estreia prevista para 9 de janeiro de 2017.

*Poeta Jorge de Lima

 

Show Full Content
Previous Classe Make e Asas -Venha fazer parte
Next Crítica: A Canção do Pôr do Sol

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close