Com estreia em 8 de dezembro, o documentário traz cenas de bastidores exclusivas do show histórico no Theatro Municipal e referências à história da cultura negra brasileira

O documentário AmarElo: É Tudo Pra Ontem” mergulha no processo criativo e na gravação do projeto de estúdio AmarElo e ainda no show de Emicida no Theatro Municipal de São Paulo, em 2019, para contar a história da cultura negra do Brasil nos últimos 100 anos.

Com  realização da Laboratório Fantasma, produção de Evandro Fióti e direção de Fred Ouro Preto, “AmarElo: É Tudo Pra Ontem” traz entrevistas exclusivas com relevantes personalidades brasileiras, como Fernanda Montenegro, Zeca Pagodinho e Pabllo Vittar. A narrativa é costurada ainda por cenas de bastidores, imagens de arquivo e animações.

AmarElo: É Tudo Pra Ontem

“Foram as histórias dos livros e dos filmes que me fizeram sonhar com outra possibilidade de ser, viver e existir. A ideia do documentário é a de colocar as pessoas em contato com uma história que as façam se perguntar: se já houve neste país tanta grandiosidade, por que essas histórias vão sendo, de alguma maneira, invisibilidades e esquecidas. Estou feliz que vamos conseguir apresentar em escala global outra perspectiva a respeito do Brasil. Isso é mágico”, avalia Emicida.

O documentário, de 90 minutos, tem lançamento confirmado para o dia 8 de dezembro de 2020. A Netflix e a Laboratório Fantasma ainda terão um segundo projeto, que será lançado em 2021.


Imagens e vídeo: Divulgação/Netflix/Laboratório Fantasma


Apoia-se

Show Full Content
Previous Trailer de “Breach”, traz Bruce Willis contra Aliens
Next “The Batman”: Série spin-off para o HBO Max não terá mais Terence Winter como showrunner

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close