Connect with us

Hi, what are you looking for?

Séries/TV

A culpa não é nossa, é do Cabral

Existe um canal na TV fechada que tem como slogan a seguinte frase “Porque a zoeira nunca acaba” e há alguns anos essa emissora tem feito muito sucesso por trazer programas de humor nacionais e internacionais, incluindo shows de stand up de diversos comediantes. O Comedy Central já era um canal de humor nos Estados Unidos bem conhecido e a partir de 2012 surgiu na grade brasileira com filmes de comédia, séries e programas diversificados, atualmente estão entre eles o desenho cheio de palavrões e humor negro South Park, o duelo entre artistas através de apresentações musicais na Batalha de Lynpsc e alguns comediantes já conhecidos contando suas melhores história em shows de Stand Up. Mas além disso a versão nacional também traz programas novos para os telespectadores e que também fazem o humor estar em foco principal.

Um programa que inova é “A Culpa é do Cabral” que já pelo título faz com que você se pergunte sobre o que trata um programa com esse nome. Sim, é um programa de humor com comediantes. Não, não tem nada a ver com a história do Brasil e seu descobrimento. O nome é o bordão mais usado pelo apresentador, mostrando que qualquer palhaçada do povo brasileiro não é culpa nossa e sim de quem achou o país para que ele fosse colonizado.

Advertisement. Scroll to continue reading.

O formato do programa é todo em cima de mostrar que habitantes do Brasil vão além das expectativas quando se trata de humor. A “Culpa é do Cabral” começou sua terceira temporada em abril e funciona como uma mesa redonda de comediantes que falam sobre diversos temas, mas de uma forma bem diferente, até porque cada um dos cincos componentes do programa é de um estado brasileiro diferente e suas culturas, gírias e comidas regionais dão a pitada final dessa ideia. O apresentador Fabiano Cambota, que também é vocalista da banda de rock Pedra Letícia, é de Goiás, e sim, você leu bem, ele não faz parte de uma dupla sertaneja e sim de uma banda de rock. Os outros quatro componentes são o gaúcho Nando Viana, o paulista Tiago Ventura, o pernambucano Rodrigo Marques e o carioca Rafael Portugal, que já é um pouco mais conhecido por fazer parte do elenco do canal Porta dos Fundos. Faltando apenas um representante do norte, mas mesmo assim é um programa bem democrático, como eles dizem sempre.

São cerca de cinquenta minutos de programa, divididos em quatro blocos e logo no início Cambota começa apresentando cada um de seus colegas e a si mesmo de maneira bem cômica, sempre lembrando das melhores e piores características de cada um e com muitos elogios a si mesmo. Depois é colocada uma hastag como primeiro tema a ser debatido, um deles foi #CHUPAMUNDO, no qual eles comentaram momentos bons e pequenos que gostariam de esfregar na cara da sociedade, como aqueles que acharam que o programa só duraria uma temporada. Hilário! Depois eles conversam sobre algum tema específico como televisão, mães, futebol, festa da empresa, com sacadas irônicas e sempre voltadas para fazer o público rir. Analisam placas irreverentes que encontram pelo Brasil a fora e comentam alguma história muito louca, mas que é real, como o caso do jabuti que ficou anos sumido em uma casa bagunçada após o falecimento de sua dona.

Além de cada piada, cada história, cada tema comum que vira um pequeno show de humor, a regionalidade é tudo. Eles já tiveram que experimentar comidas típicas das localidades de seus colegas de olhos vendados, muitos não conseguiram comer até o fim e a risada de cada um e suas gírias tornam esses momentos ainda melhores. Ou então quando um está com fones de ouvido e uma música altíssima e o outro fala uma expressão típica do seu estado e o primeiro precisa adivinhar apenas com leitura labial. Alguns acertam, mas os erros grotescos arrancam gargalhadas da plateia e dos telespectadores.

Hoje em dia às vezes é muito difícil fazer humor por causa do politicamente correto, faz-se necessário ter cuidado com o que é dito, os temas das piadas e como elas são feitas. Mas esse programa procura estar sempre dentro disso, faz humor, brinca com tudo e é claro, colocam a culpa de qualquer absurdo no Cabral que deu o primeiro passo para que o povo brasileiro surgisse. Então ligue a TV no Comedy Central Brasil toda terça-feira às 23h e aproveite cada piada e cada zoeira.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Written By

Ela é a linha tênue entre a tranquilidade e a persistência. Um encontro divertido entre a calma e a dedicação. Uma jornalista que ama e se encanta com o que faz, aprende sorrindo e aceita que o erro é possível e faz parte da natureza humana. Entre um minuto e outro escreve, lê, escuta, canta, produz, analisa, aprecia... Essa é a Tamiris Aimée, essa é a Tami Aimée!

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode ler...

Espetáculos

Todas as quintas do mês de junho esse trio estará em cartaz com “Gengibre”, um stand up comedy que promete arrancar boas gargalhadas do...

Séries/TV

Danielle Winits, Jojo Maronttinni, Pepita e Mumuzinho são alguns dos convidados especiais de “A Sogra Que Te Pariu” Não será apenas a Dona Isadir (Rodrigo...

Séries/TV

Ontem, dia 22, a Netflix Brasil divulgou um Teaser Trailer para a primeira sitcom brasileira de sua plataforma. Estrelada pelo humorista Rodrigo Sant’Anna, ‘A...

Filmes

Um dos queridinhos de Hollywood, Channing Tatum está pronto pra sequência de um dos seus maiores sucessos. Channing Tatum não tem muito do que...

Advertisement