Connect with us

Hi, what are you looking for?

Espetáculos

Espetáculo na Caixa Cultural Rio de Janeiro compila peças curtas do dramaturgo romeno Matéi Visniec

Após sucesso de público e crítica em São Paulo, o espetáculo teatral “Aqui estamos com milhares de cães vindos do mar” realiza curta temporada na CAIXA Cultural Rio de Janeiro de 22 de setembro a 1º de outubro (sexta a domingo). A montagem da companhia paulista Os Barulhentos, com direção de Rodrigo Spina, apresenta no Rio de Janeiro o dramaturgo romeno Mátei Visniec.

O autor nasceu na Romênia em 1956 e desde pequeno encontrou na literatura um lugar dedicado à liberdade. Censurado durante o a ditadura de Nicolae Ceaușescu, suas peças só vieram a público em 1987, durante seu autoexílio na França, onde vive até hoje. Ter vivido sob um regime autoritário influenciou definitivamente a obra de Visniec, sendo constante o tema da inadequação do ser humano ante a máquina estatal e a solidão daí proveniente. O autor, porém, não restringe esse conflito ao jugo ditatorial, demonstrando, por meio de um texto ao mesmo tempo lírico e ácido, que a democracia também pode tolher a humanidade do indivíduo.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Incentivados pela própria liberdade dada por Visniec no prefácio do texto, o diretor e o grupo realizaram um extenso trabalho sobre a dramaturgia, no qual optou-se por entrecortar 14 das 15 peças presentes no escrito original, tendo como fio condutor um personagem cego. Inicialmente divididas em três grandes eixos – Fronteiras, Agorafobias e Desertos – as tramas fluem interligadas de forma que comecem e sejam interrompidas por outras, que, por sua vez, saem de cena para que, só então, as primeiras se finalizem.

“Aqui estamos com milhares de cães vindos do mar” é o resultado de um ir e vir de tipos solitários, que vivem abismos nas mais variadas formas de relações que daí se sucedem. Através de uma abordagem fragmentada, uma diversidade de temas se apresenta para a reflexão do público, entre eles: a solidão em meio à multidão; a distância entre dois seres na intimidade do lar; a opressão que se dá pelo poder direto do aparato policial ou pelo poder sutil da legalidade e burocracia; e os absurdos cometidos em nome da pátria, religião ou democracia. “Visniec valoriza o teatro enquanto arte viva, dando ao encenador a liberdade para imprimir seus questionamentos e identidade à apresentação”, revela o diretor Rodrigo Spina.

Ganhadora dos prêmios APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) de Melhor Espetáculo 2015 e Aplauso Brasil de Melhor Direção 2015, a peça foi criada a partir da obra “Cuidado com as Velhinhas Carentes e Solitárias”. Com encenação em três atos, o espetáculo tem como uma de suas marcas, uma estética inovadora, na qual tons de cinza, branco e preto cobrem o palco, os atores e o figurino.

Advertisement. Scroll to continue reading.

A companhia “Os Barulhentos” surgiu no final de 2012, na capital paulista, e é atualmente composta por 10 atores sob a direção artística de Rodrigo Spina. Em seu primeiro projeto, a comédia “Muito Barulho por Nada”, o grupo pesquisou, por um ano, o universo Shakespeariano, buscando as fórmulas que reverberam até hoje nas artes e que formam a base das emoções do homem.

Depois, o grupo encontrou, em Visniec, uma reverberação de suas inquietudes atuais, o que resultou neste segundo trabalho.

Imagem: Divulgação

Mais recentemente, estiveram presentes no espetáculo “Diásporas”, que apresenta três histórias sobre três povos fictícios vividos por três diferentes companhias. Os Barulhentos representaram o povo do deserto somando, junto com a a Cia. Histriônica de Teatro e a Cia. Elevador e convidados, 45 atores em cena.

Para mais informações vale visitar a página do grupo.

Advertisement. Scroll to continue reading.

A temporada oferece audiodescrição para deficientes visuais nas apresentações dos sábados (23 e 30 de setembro) e conta com patrocínio da Caixa Econômica Federal e do Governo Federal.

Após a temporada no Rio de Janeiro, o espetáculo segue para temporada na CAIXA Cultural Curitiba ainda em outubro de 2017.

Advertisement. Scroll to continue reading.
Written By

Geógrafa por formação, bailarina por amor e crespa por paixão, Lorena é uma estudante carioca que passa a vida em busca de soluções capazes de melhorar a qualidade de vida. Como boa taurina: é boa de garfo (e como come!) e amante das artes. Por isso se aventura em danças e circos para deixar a vida mais leve! Tem uma cabeça grande que nunca para de trabalhar e divide aqui na WOO suas loucuras e delícias.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode ler...

Crítica de Teatro

Baseado na peça “Now or Later” do dramaturgo Christopher Shinn, o espetáculo “O Filho do Presidente” é o primeiro texto do autor que ganha...

Crítica de Teatro

Na reabertura da Sala Nelson Rodrigues (Caixa Cultural) e em comemoração aos 60 anos da peça, o Rio de Janeiro vem recebe até o...

Espetáculos

Está acontecendo desde o dia 30 de Agosto um festival que a cada ano ganha mais notoriedade e já se tornou parte da programação...

Música

Formada pelos ex-integrantes de renomadas bandas do rock nacional como, Barão Vermelho, Legião Urbana e Titãs, a Panamericana faz duas apresentações esse fim de semana...

Advertisement